Ganhador.com

Futebol Europeu

Hepta finalmente chegou e Juventus lidera os festejos dos campeões do fim de semana na Europa

Roma v Juventus
Foto: Silvia Lore/NurPhoto via Getty Images

Título da Vecchia Signora veio após empate sem gols com a Roma

Mais dez campeões europeus foram conhecidos no último final de semana. O principal deles foi a Juventus que conquistou pela sétima vez consecutiva o taça da primeira divisão italiana. Ela supera seu próprio recorde de seis títulos seguidos. Outras ligas fortes também chegaram ao fim, como as belga e ucraniana, sem falar na segundona alemã. Confira abaixo:

 

Juventus heptacampeã italiana

A corrida ponto a ponto com o Napoli finalmente chegou ao fim. Poucos dias depois de comemorar a Coppa Itália, a nação alvinegra pôde festejar mais um título da Série A. A Juve chegou aos 92 pontos e não pode mais ser alcançada pelo vice-líder, que acumula 88. A festa do scudetto será no próximo domingo quando a Vecchia Signora receberá o rebaixado Verona em sua casa.

A Itália já definiu que Juventus, Napoli, Roma e Lazio competirão na Champions League. Internazionale e Milan seguem para a Liga Europa, que terá também Atalanta ou Fiorentina.

Para a Série B caíram Benevento e Verona. A última vaga no elevador que desce está entre Chievo Verona, Udinese, Cagliari, SPAL e Crotone.

 

Empoli campeão da Série B

O Empoli confirmou seu título da Série B e o retorno à primeira divisão da Bota. Somente na última rodada da segundona é que conheceremos o vice-campeão que também é promovido automaticamente. A terceira vaga sai de um playoff, entre seis clubes.

 

Fortuna Düsseldorf campeã da 2. Bundesliga

Se da elite para a série B descem os tradicionais Hamburgo e Colônia, a segundona devolve os tão tradicionais quanto Fortuna Düsseldorf e Nürnberg para o primeiro patamar.

Quem lamenta seriamente esta temporada é o Kaiserslautern, que terminou na lanterna e terá de passar pela terceira divisão em 2018/19.

 

Magdeburgo campeão da 3ª Liga

Quem é mais novo talvez não saiba desta estória. Fato é que o Magdeburgo se tornou a única agremiação da extinta Alemanha Oriental a conquistar um título da UEFA. Ele veio na Recopa de 1973/74. Passando por apuros financeiros, os alvianis perderam o protagonismo de outrora. Neste ano, porém, parece que os tempos gloriosos estão voltando. Eles foram os melhores da terceira divisão alemã e participarão do segundo nível na próxima temporada.

 

Shakhtar Donetsk bicampeão ucraniano

Com dois jogadores brasileiros convocados por Tite para a Copa do Mundo, Fred e Taison, o Shakhtar Donetsk venceu a contenda contra o Dínamo de Kiev e manteve o cinturão na Ucrânia.

Campeão e vice avançam para a Champions League. Já Vorskla Poltava, Zorya Lugansk e Mariopol se garantiram na Liga Europa.

 

Brugge campeão belga

Na temporada regular de 30 rodadas, o Brugge havia aberto doze pontos de margem para o Anderlecht. Na reta final, os de preto e azul relaxaram, viram Standard de Liège e Anderlecht se aproximarem, mas não deixaram a taça escapar.

Brugge e Standard Liège vão para a Champions League. Já Anderlecht e Genk se contentam com a Liga Europa.

 

Dínamo de Zagreb campeão croata

O Dínamo de Zagreb confirmou sua soberania na Croácia com uma rodada de antecipação. O Rijeka, que defendia o título, tenta no próximo fim de semana terminar em segundo lugar. O Hajduk Split está em sua cola.

Os da cidade portuária contam com o brasileiro Héber, revelado no Figueirense, para conseguir a medalha de prata. Ele duela com o argelino El Arabi Soudani, do Dínamo de Zagreb, pela artilharia do certame. Ambos têm 16 gols anotados.

 

Mais três colocaram as faixas no peito

Hapoel Be’er Sheva, em Israel, APOEL, no Chipre, e Dudelange, em Luxemburgo se proclamaram campeões de seus países no último final de semana.

 

Quer ler as reportagens passadas?

Se quiser recordar as matérias sobre os campeões europeus desta temporada, clique nos links abaixo:

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar