Vôlei

Começou a Superliga de Vôlei 2017/18, confira os favoritos!

Sada Cruzeiro Superliga de Vôlei
Foto: Ana Flávia Goulart/Sada Cruzeiro

Temporada regular termina em março

O investimento do Corinthians, em conjunto com a prefeitura de Guarulhos, é a maior novidade da Superliga. É mais uma tentativa de diversificar as opções do torcedor de futebol, lembrando que o vôlei já tem em sua primeira divisão Cruzeiro e Fluminense. Além das camisas, o Campeonato Brasileiro da modalidade denominado Superliga, é uma das competições nacionais mais fortes do planeta, afinal, ela conta com vinte campeões olímpicos e 25 dos últimos 28 convocados das seleções adultas masculina e feminina. Confira abaixo os detalhes e as últimas notícias do certame.

 

É possível parar o Cruzeiro?

O Cruzeiro é o time a ser batido. Os mineiros são campeões de tudo e, apontados novamente, como favoritos ao lugar mais alto do pódio. Quem para? O Azul Celeste já faturou quatro títulos em pouco mais de trinta dias: Campeonato Mineiro, Supercopa, Copa Ciudad Bolívar e Copa Ciudad Morón.

Também se destacaram a FUNVIC, que prevaleceu no Paulistão em cima do Corinthians, e o SESC, que deixou o vice carioca para o Botafogo.

Em relação à última edição, Cruzeiro, FUNVIC, SESI, Brasil Kirin, Montes Claros, Minas TC, UFJF, Canoas e Maringá mantiveram suas equipes. O SESC venceu a segunda divisão e o Corinthians, a Taça de Ouro. O Bento Vôlei desistiu por falta de patrocínio e acabou substituído pelo Caramuru, que havia sido degolado.

 

Sem favoritos no feminino

Diferentemente de anos anteriores, quando a fase de classificação não passava de uma grande enrolação enquanto se aguardava para uma final entre Rexona e Osasco, desta vez a estória pode ser muito diferente.

Em relação a 2016/17, o Rexona se transformou em SESC. Ficaram, Osasco, Praia Clube Uberlândia, Minas TC, Bauru, Brasília, Fluminense, Pinheiros e São Caetano. O SESC se classificou através da Taça de Ouro e o Barueri foi o campeão da Superliga B. A única baixa foi o Rio do Sul, que por problemas financeiros teve que abrir mão de sua vaga para o Valinhos.

Pelo que se viu na pré-temporada, os campeões de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais vêm muito fortes. São eles, respectivamente Osasco, SESC e Minas TC, que superaram Barueri, Fluminense e Praia Clube Uberlândia (novo empregador de Fernanda Garay), em suas decisões. As meninas de Belo Horizonte ainda levantaram a Copa Gatorade, que aconteceu em Lima, contra Osasco, Fluminense e a seleção peruana.

A Supercopa foi um aperitivo do que viveremos até o fim da temporada. O SESC bateu o Minas TC por 3 a 2 para dar a volta olímpica.

 

Os primeiros resultados

A abertura do naipe feminino aconteceu no domingo, no Rio de Janeiro. No ginásio do Hebraica, o Fluminense superou o Brasília por 3 a 0 (25/16, 25/16 e 25/19). A grande protagonista da peleja foi a ponteira Thaisinha, que chegou ao Tricolor nesta temporada.

No clássico do futebol entre Corinthians e Cruzeiro, a Raposa não tomou conhecimento do Mosqueteiro mesmo com o ginásio em Guarulhos completamente lotado. O 3 a 1 teve parciais de 31/29, 18/25, 25/15 e 25/22. Evandro, oposto dos cruzeirenses, foi o maior pontuador do encontro com 16 acertos. O melhor em quadra foi Leal, também de agremiação de Belo Horizonte.

No embate entre os campeões de Rio e São Paulo, os cariocas do SESC levaram a melhor: 3 a 1 sobre a FUNVIC.

Já o Minas TC estreou derrotando a UFJF por 3 a 1.

 

1ª rodada masculina da Superliga 2017/18

Sábado, 14 de outubro

  • 14h05: SESC 3×1 FUNVIC
  • 18h00: Canoas 3×0 Montes Claros
  • 18h00: UFJF 1×3 Minas TC
  • 18h30: Maringá 0x3 SESI
  • 20h00: Corinthians 1×3 Cruzeiro
  • 20h00: Caramuru 0x3 Vôlei Renata

 

1ª rodada feminina da Superliga 2017/18

Domingo, 15 de outubro:

  • 13h00: Fluminense 3×0 Brasília

Terça-feira, 17 de outubro:

  • 19h30: Pinheiros x Vôlei Bauru – palpite: Pinheiros.
  • 19h30: Barueri x Osasco – palpite: Osasco.
  • 20h00: Minas TC x São Caetano – palpite: Minas TC.
  • 20h15: Valinhos x Praia Clube Uberlândia – palpite: Praia Clube Uberlândia.
  • 21h30: SESI x SESC – palpite: SESC.

 

Classificação masculina

  1. SESI, 3 – Playoffs.
  2. Vôlei Renata, 3 – Playoffs.
  3. Canoas, 3 – Playoffs.
  4. Minas TC, 3 – Playoffs.
  5. Cruzeiro, 3 – Playoffs.
  6. SESC, 3 – Playoffs.
  7. FUNVIC, 0 – Playoffs.
  8. Corinthians, 0 – Playoffs.
  9. UFJF, 0
  10. Montes Claros, 0
  11. Caramuru, 0 – Taça de Ouro.
  12. Maringá, 0 – Taça de Ouro.

 

Classificação feminina

  1. Fluminense, 3 – Playoffs.
  2. Barueri, 0 – Playoffs.
  3. Minas TC, 0 – Playoffs.
  4. Osasco, 0 – Playoffs.
  5. Pinheiros, 0 – Playoffs.
  6. Praia Clube Uberlândia, 0 – Playoffs.
  7. São Caetano, 0 – Playoffs.
  8. SESC, 0 – Playoffs.
  9. SESI, 0
  10. Valinhos, 0
  11. Vôlei Bauru, 0 – Taça de Ouro.
  12. Brasília, 0 – Taça de Ouro.

 

Os favoritos entre os homens

  1. Cruzeiro
  2. FUNVIC
  3. SESI
  4. Minas TC
  5. Vôlei Renata
  6. Corinthians
  7. Montes Claros
  8. UFJF
  9. Maringá
  10. Canoas
  11. Caramuru
  12. SESC

 

Os favoritos entre as mulheres

  1. SESC
  2. Osasco
  3. Minas TC
  4. Praia Clube Uberlândia
  5. Barueri
  6. Vôlei Bauru
  7. Fluminense
  8. Pinheiros
  9. São Caetano
  10. Brasília
  11. SESI
  12. Valinhos

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.