Ganhador.com

Copa do Mundo Rússia 2018

Com uma rodada de antecedência, Seleção Russa está nas oitavas de final da Copa do Mundo

Com duas goleadas, Seleção Russa garante vaga nas oitavas de final e decide o primeiro lugar do Grupo A no confronto direto com o Uruguai.

Foto: Fabrizio Bensch/Reuters/Reprodução

Anfitriões da Copa do Mundo – e desacreditados quando a bola começou a rolar – os russos fizeram dois jogos impecáveis e comemoram a inesperada classificação às oitavas de final. Duelo contra o Uruguai definirá primeiro e segundo colocados do Grupo A.

Há poucos dias do início da Copa do Mundo, o presidente russo, Vladimir Putin, quando perguntado sobre sua expectativa à respeito do desempenho da Seleção Russa foi sucinto e, resumidamente, disse que esperava uma participação digna. Com isso, ele deixou claro nas entrelinhas que não esperava nem mesmo uma classificação às oitavas de final em um grupo que conta também com o Uruguai de Suárez e Cavani e o Egito de Salah. O que se viu com a bola rolando, entretanto, foi muito além das expectativas.

 

Um caminhão de gols

Como que buscando uma forma de compensar o show meia-boca de Robbie Williams Pistola na abertura da Copa do Mundo, a Seleção Russa – que não havia conquistado uma única vitória nos 9 jogos que realizou antes da estreia na Copa do Mundo, deu um baile na Seleção da Arábia Saudita e estreou com uma improvável goleada – fazendo estragos em bolões por todo o mundo.

Mas o pior foi que ninguém na crônica especializada – e me incluo neste grupo – levou a sério os 5 a 0 do jogo inaugural. O que se dizia era que “a Arábia Saudita não era parâmetro” para se analisar a Seleção Russa e que Egito e Uruguai seguiam favoritos para ficarem com as vagas do Grupo A.

Mas veio a segunda rodada e os russos, diante do Egito do temível Mohamed Salah, não tremeram. Com a bola nos pés e sentindo muito a falta de Firmino, Mané e o resto do time titular do Liverpool, o astro egípcio, entretanto, pouco pôde fazer para ameaçar a retaguarda russa que, dona das melhores oportunidades, decifrou todos os “enigmas” que a esfinge podia lhe arremessar e enfiou 3 gols na tumba de Tutankamon, revertendo a maldição da múmia, garantindo sua classificação às oitavas de final com uma rodada de antecedência e conquistando a liderança do grupo com 6 pontos e um saldo de 7 gols (8 marcados e 1 sofrido).

Dizem as más-línguas que o resultado foi tão bem recebido por Putin que ele rasgou uma camisa, foi brincar na neve siberiana e mandou cancelar a ordem para quebrar o dedo médio de Robbie Williams Pistola.

 

Vale o primeiro lugar

Até aqui os russos têm o melhor ataque da Copa do Mundo e estão em primeiro lugar na “classificação” geral. No mesmo grupo, o Uruguai também tem 6 pontos mas seu poderoso ataque com Cavani e Suárez fez apenas 2 gols (um deles, inclusive, marcado pelo zagueiro José Giménez).

Com árabes e egípcios sem chances de classificação – curiosamente, dois times que passaram pelo Ramadan –, o duelo entre russos e uruguaios no próximo dia 25 decidirá quem será o primeiro colocado do grupo. E para a Seleção do Uruguai, apenas a vitória interessa porque um empate – com base no saldo de gols – dá aos russos o primeiro lugar.

Os mesmo russos que ninguém apostou serem capazes de passar pela fase de grupos.

E é por isso, meninos e meninas, que o futebol é tão especial. E a Copa do Mundo, ainda mais especial.

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar