Ganhador.com

Paulista A1

Desfalcado, Palmeiras não deverá ter problemas para chegar às semifinais do Paulistão; Paes falha e classifica o São Paulo

Com um dos melhores elencos do país, Verdão não deve sentir os desfalques de Borja e Jaílson no duelo de hoje.

Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

Com uma vantagem de 3 a 0 em cima do Novorizontino, Palmeiras joga para garantir o privilégio de decidir em casa até uma eventual final. No Morumbi, a falha do goleiro do São Caetano e Diego Souza classificaram o São Paulo.

Com um investimento milionário para a temporada de 2018, o Palmeiras vem fazendo valer a superioridade de seu elenco nos duelos do Campeonato Paulista. Dono da melhor campanha na fase de grupos e líder da classificação geral – que continua sendo computada até a final para definir o pareamento nas semifinais e quem faz o último jogo em casa –, o Verdão, diferente do que fizeram São Paulo, Corinthians e Santos, não tomou conhecimento do Novorizontino e mesmo não fazendo um grande jogo, conquistou uma vantagem de 3 a 0 para a partida decisiva de logo mais, a partir das 21:45 no Allianz Parque (com transmissão da Globo). Nem mesmo os desfalques de Borja (convocado pela seleção colombiana) e de Jaílson (pegou uma suspensão de 3 jogos por conta das declarações que deu após sua expulsão no clássico contra o Corinthians), deverão fazer falta no jogo de hoje.

 

Sem chances para o azar

Precisando acabar com a péssima imagem deixada pela fraca temporada de 2017, o Palmeiras 2018 sob o comando de Roger Machado tem mostrado segurança em suas partidas e, mesmo quando não joga bem, segue líder – como o Corinthians em 2017 (mais precisamente no returno do Brasileirão).

O desfalque de Borja – que está com a Seleção da Colômbia – não deverá ter grande impacto sobre o time. O mais provável é que William jogue como referência no ataque (não é a posição onde ele rende mais, mas ainda assim é melhor que Kazim, por exemplo). Com isso, Keno deve ganhar uma oportunidade entre os titulares.

O maior problema fica no gol. 23 dias após o clássico entre Corinthians e Palmeiras – vitória do Alvinegro por 2 a 0 – Jaílson, Dudu e Felipe Melo foram julgados na última segunda-feira pelo Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo (TJD-SP). Melo (gestos obscenos) e o capitão Alviverde – que tentou tirar o time de campo quando Jaílson foi expulso e criticou muito a arbitragem –, foram apenas advertidos. Jaílson por outro lado, pegou um gancho de 3 jogos. Como já cumpriu um de suspensão automática pela expulsão, não jogará hoje e também ficará de fora da eventual partida de ida das semifinais. A suspensão em si nem foi tão questionada, mas boa parte da imprensa esportiva questionou a demora do TJD em julgar o caso. Como bem lembrou o apresentador Marcelo Barreto no Redação SporTV ontem, dia 20, Jaílson está sendo punido “porque houve excesso de violência”, na jogada. “Mas isso”, continuou,  “tem que ser julgado na segunda, no dia seguinte, senão está afetando o campeonato em outra etapa”. E com razão, afinal de contas uma situação que aconteceu ainda na fase de grupos, será punida agora, nos mata-mata.

Por sorte, o Palmeiras tem um trio de goleiros que muita seleção não tem. O veterano Fernando Prass deverá ficar com a vaga no duelo de logo mais enquanto de Wéverton ficará no banco. Um “problema” que muito técnico por aí gostaria de ter.

 

Tudo ou nada

Com uma desvantagem monstruosa no placar que, segundo o zagueiro Anderson Sales – em áudio vazado nas redes sociais – não teria acontecido se o time tivesse enfrentado “aquelas carniça (sic)” do São Paulo, o Novorizontino chega ao Allianz Parque precisando de uma vitória por pelo menos 3 gols de diferença para forçar uma decisão por pênaltis – diferença por 4 gols garante vaga ao Tigre.

O técnico Doriva sabe da dificuldade que tem pela frente, mas admitiu em entrevista após o primeiro jogo das quartas de final que não entregará os pontos.

“Enquanto houver esperança, a gente vai batalhar. A gente quer fazer um grande jogo, se possível com uma vitória. É essa mentalidade que a gente tem que ter”, disse antes de lembrar que seus atletas também precisam saber a importância de “entrar sério” no jogo mesmo com a grande desvantagem. “É um jogo de exposição a nível nacional”, concluiu.

Não é difícil imaginar que o Tigre irá para o “tudo ou nada” logo mais. Afinal de contas, no placar agregado, perder por 3 a 0 ou por 6 a 0 não mudará nada para o Novorizontino e buscar o gol é a única arma que o time terá na noite de hoje para conseguir aquilo que muitos “deste lado” do campo consideram missão impossível.

 

Palpite

Palmeiras x Novorizontino

Jogando em casa, com uma vantagem de 3 a 0 e podendo perder por até 2 gols de diferença. É difícil imaginar que o Palmeiras corra qualquer risco no duelo de hoje à noite contra o Novorizontino. Pode até ser surpreendido e sofrer uma derrota em casa – como no jogo contra o São Caetano durante a fase de grupos – mas não ficará fora das semifinais.

 

São Caetano erra e o São Paulo é o primeiro semifinalista do Paulistão

Em mais uma apresentação pobre, sem criatividade e lenta – quase uma marca registrada dos jogos do São Paulo nos últimos tempos –, o Tricolor contou com uma falha bisonha do (experiente) goleiro Paes para abrir o placar no segundo tempo do duelo de volta das quartas de final do Campeonato Paulista, no Morumbi. Aos 19 minutos, Tréllez partiu atrás de um recuo para Paes, travou-lhe o chutão e teve apenas o trabalho de empurrar para o gol.

O 1 a 0 levaria o duelo para os pênaltis, mas a sorte sorriu para Diego Souza – que entrou no segundo tempo para jogar como meia – e, aproveitando o cruzamento de Lucas Fernandes mandou de cabeça para o gol aos 39 minutos. A bola ainda chegou a bater na trave e, por pouco, não foi salva por Paes.

O São Paulo segue jogando muito mal, mas a vitória (e a classificação às semifinais), por enquanto, deixa Diego Aguirre menos pressionado em seu início de trabalho – apesar dos gritos de “burro” que ouviu quando voltou para o segundo tempo com o jovem Lucas Fernandes (autor do cruzamento do segundo gol) no lugar de Valdivia que sentiu um desconforto e precisou ser substituído.

 

Jogos, locais, resultados, palpites e horários das quartas de final do Campeonato Paulista da Série A1 – volta

Terça-feira (20 de março)

  • 21:00 – São Paulo 2 x 0 São Caetano, no Morumbi – palpite: São Paulo

Quarta-feira (21 de março)

  • 19:30 – Santos x Botafogo, na Vila Belmiro – palpite: Santos
  • 21:45 – Palmeiras x Novorizontino, na Arena Palmeiras – palpite: Palmeiras

Quinta-feira (22 de março)

  • 20:00 – Corinthians x Bragantino, na Arena Corinthians – palpite: Corinthians

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar