Ganhador.com

Futebol: Vídeos

São Paulo e Corinthians fora do Paulistão? Palmeiras sem Jaílson? O amarelo para Rildo ficou barato?

A fase do São Paulo não é boa e pode ficar pior. O Tricolor, agora com Diego Aguirre no comando, precisa de uma vitória hoje por pelo menos 1 gol de diferença contra o São Caetano para levar a decisão da vaga às semifinais do Campeonato Paulista para os pênaltis (vitória por uma diferença de 2 gols ou mais, garante a vaga enquanto que o empate classifica o Azulão). Menos mal que o time do Morumbi ganhou o reforço de Cueva que, convocado para os amistosos da Seleção do Peru, não jogará. Com sorte, Diego Souza será escalado como meia e o São Paulo poderá jogar num 11 contra 11. Mas as “boas notícias” não param no Morumbi. O sorteio da Copa do Brasil colocou o Atlético-PR no caminho do Tricolor na próxima rodada – e o retrospecto na Arena da Baixada é todo pró-Furacão. Pior para Aguirre, o técnico com data para ir embora que mal chegou e já pode sentir a pressão da torcida sãopaulina que não aguenta mais a decadência do clube.

Na mesma situação do Tricolor está o Corinthians que sem Balbuena, Fágner e Romero, precisa de uma vitória por pelo menos 1 gol de diferença contra o Bragantino (que joga pelo empate)  na próxima quinta-feira para levar a decisão da vaga às semifinais do Paulistão para os pênaltis. Vitória por 2 gols ou mais, classifica o Timão.

O Palmeiras, por sua vez, recebe o Novorizontino no Allianz Parque na quarta-feira com uma vantagem de 3 gols e sem Jaílson que pegou um gancho de 3 jogos – já cumpriu um – por conta das declarações dadas após sua expulsão no clássico contra o Corinthians pela fase de grupos do Paulistão.

No Campeonato Carioca, Rildo levantou demais o pé, mostrou a sola da chuteira para a canela de João Paulo no clássico entre Vasco e Botafogo e fraturou a perna do meia alvinegro em dois lugares. O amarelo ficou “barato” para o vascaíno – que deslocou o ombro pouco tempo depois na mesma partida. Há a possibilidade de que o atacante do Vasco ainda seja punido pela violência de sua jogada e a grande questão é esta: o que se pode fazer para evitar a terrível “solada” que, invariavelmente, tem consequências nefastas?

Aperte o play e veja o comentário de Flavio Soares para estes assuntos que foram destaque na rodada do final de semana.

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar