UFC: Podcast

Podcast MMA Ganhador #3 – Entrevista com Gilbert Durinho e a repercussão do UFC 211

Fala, galera do mundo das lutas! Chegamos com a terceira edição do nosso Podcast MMA Ganhador. Nesta semana, recebemos o lutador do UFC e ícone do jiu-jitsu Gilbert Durinho. O atleta falou sobre sua vitória no Submission Underground 4, projetou seu retorno ao octógono para o dia 7 de julho, em Las Vegas (EUA), e pediu uma luta contra Joe Lauzon, além de debater os principais assuntos do mundo das lutas. O jornalista convidado desta edição foi Carlos Arthur Junior, repórter da Gracie Mag.

Apresentado por Coutinho, o podcast traz entrevistas exclusivas com astros do mundo das lutas, participações especiais de jornalistas especializados e muito debate sobre o mundo das lutas. Dê o play e confira!

Perdeu o Podcast MMA Ganhador com Fabricio Werdum? Ouça aqui!

 

PODCAST MMA GANHADOR #3

Apresentação: @luis_coutinho
Convidados: @GilbertDurinho e @ZarthurJR
Edição: @adonias_marques
Duração: 00:53:39
Assine o podcast: iTunes | Android | Podflix | YouTubeFeed

 

Confira trechos da entrevista com Gilbert Durinho

Quando você volta a lutar no UFC?

Tive uma cirurgia no cotovelo quando a luta (com o Paul Felder) estava marcada. Não consegui fazer essa luta no início do ano. Foi uma cirurgia para retirar fragmentos do osso do cotovelo, coisa bem simples. Em três semanas já estava de volta. Pedi luta em maio, pedi luta no UFC Rio e estou tomando um monte de “não” do UFC. Mas a última data que me deram foi a do dia 7 de julho. Já estou treinando para essa data, estou só esperando.

Porque você acha que está difícil de marcar sua próxima luta?

É difícil, tem muita gente que sabe do meu potencial, acho que ainda não consegui colocar 100% do meu potencial ainda no UFC. Sou um cara que estou evoluindo muito, tenho muita bagagem. Tem muito cara que já negou luta comigo. Antes do UFC Brasília, mais do que cinco caras negaram luta comigo. Acho que eles sabem do meu potencial. Sou um cara que ainda não estou no top 15, então sou luta ruim para muito cara. Muita gente nega esse tipo de luta. A maioria hoje em dia pensa mais assim. Não tem aquela essência de lutador, de lutar com qualquer um. Hoje em dia muita gente procura o caminho mais fácil. Sei que é difícil arrumar luta pra mim, mas uma hora vai fechar. Estou ansioso para lutar.

Depois do Submission Underground 4 você falou sobre enfrentar o Joe Lauzon. Ele é o rival pretendido para a próxima luta no UFC?

Ele é um cara bom pra caramba de chão. Tem um alto nível de chão e luta em pé, não foge da luta. Acho que vai ser um lutão. Sou do jiu-jitsu, mas não vou fugir da trocação, não é meu estilo. É isso o que quero fazer. Você nunca vai me ver pedindo luta fácil, pedindo um cara que sei que vou matar. O que me motiva é um desafio, um cara com nome, um cara que sei que vai me colocar em outro nível, uma luta que todo mundo vai assistir. É isso o que me motiva. Quero lutar contra caras assim, contra o Joe Lauzon, sei que vai ser uma boa luta. tenho chances reais de vencer. Sei que vai ser uma luta dura e consigo ver uma luta bem vendida. Esse tipo de luta que me motiva. Não quero luta fácil. Quero luta difícil.

Ele é o único oponente no seu radar no momento?

Tinha pedido o Nik Lentz, mas acabou que ele está treinando com a gente agora. Eu pedi ele em algumas entrevistas, aí o cara depois apareceu lá na academia, treinando com a gente. Essa não vai acontecer. .O Nik Lentz saiu da mira, e o Joe Lauzon entrou na mira com tudo. Ele vai ser o cara que eu vou ficar pedindo, vou apurrinhar no Twitter, mandar mensagem pro Dana White, pro Sean Shelby…

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar