Ganhador.com

Futebol: Podcast

O São Paulo vira-vira pra cima do Botafogo e o Corinthians, Campeão do Primeiro Turno, segue invicto no Brasileirão 2017

Corinthians x Flamengo empataram em 1 x 1. Grêmio e Santos também. Esta combinação de resultados deu ao Timão o título de “Campeão do Primeiro Turno” – o que não quer dizer absolutamente nada, ainda mais se comparado ao jogo que o São Paulo fez contra o Botafogo no Engenhão – uma virada sensacional por 4 a 3 – e o Palmeiras que cumpriu com sua obrigação vencendo o Avaí por 2 x 0 e de quebra anunciou que o “pit-bull” Felipe Melo está livre para buscar “novos ares”. Tudo isso e muito mais você ouve nesta edição do podcast Caneladas de Segunda com o resumo da 17ª Rodada do Campeonato Brasileiro.

 

Vira-vira

O Engenhão assistiu, no sábado, aquele que deve ter sido o melhor jogo do Campeonato Brasileiro até aqui: Botafogo e São Paulo. Com uma postura mais ofensiva em relação às suas últimas apresentações, o tricolor paulista partiu pra cima do Botafogo e abriu o placar aos 17 minutos com Cueva – que, aparentemente, deixou a tiriça de lado e lembrou que ainda sabe jogar futebol.  Mas a alegria dos visitantes durou pouco: 2 minutos depois, Marcus Vinícius empatou em um chute colocado e, aos 25 minutos contou com a falha do goleiro Renan Ribeiro para conquistar a virada.

No segundo tempo o São Paulo voltou ainda mais agressivo; conseguiu um pênalti – pra lá de duvidoso – de Joel Carli em Wellington Nem defendido por Gatito Fernandez na péssima cobrança de Cueva – a tiriça sentiu saudades e voltou. Como castigo, o Fogão ampliou com Guilherme aos 23. E aí, aos 38 minutos do segundo tempo, a coisa desandou para os donos da casa…

O estreante Marcos Guilherme diminuiu para o São Paulo e aos 41, o “profeta” Hernanes empatou o jogo. Aos 47, Marcos Guilherme (de novo) aproveitou passe de Cueva e fechou o vira-vira pra cima do Botafogo.

Um jogão de bola que terminou com o São Paulo fora do Z-4 independentemente do resultado do jogo de hoje, segunda-feira, entre Vasco e Atlético-PR – que, em caso de vitória do Atlético, joga o Coritiba no Z-4. Para o Botafogo, nenhuma mudança: continua em 7º lugar.

 

Bye-bye pit-bull

Já o Palmeiras recebeu o Avaí, cumpriu com sua obrigação – diferentemente de Grêmio e Corinthians –, e ganhou por 2 a 0. Tudo lindo, tudo legal, num joguinho máomeno. São 3 pontos à mais no bolso e a verdade é que – neste momento – ninguém se importa. Porque o negócio mesmo é o fim do “casamento” entre o “pit-bull” Felipe Melo e o Palmeiras (ou será Cuca?). Desde o retorno do técnico ao Verdão havia – embora publicamente tudo fosse lindo e maravilhoso – uma certa “incompatibilidade” entre o meia e seu comandante.

Além de ter um estilo de jogo que não agrada a Cuca, a personalidade de Felipe é um problema. No primeiro jogo em que foi reserva, ele reclamou até com o Papa pelas redes sociais, e Cuca já tem um jogador com este perfil mimizento: Dudu. Não precisa de dois tirando as calças e pisando em cima cada vez que são contrariados (dentro ou fora de campo). Fica a impressão de que, no saldo final, o talento de Melo não compensa a quantidade de dores de cabeça que ele dá. Muito custo para pouco benefício. E tendo disputado apenas 6 jogos no Brasileiro, ele está livre para atuar por outra equipe na Série A. Resta saber se alguém vai se arriscar…

 

Campeão do primeiro turno

No domingo, tivemos o jogo mais esperado da rodada – mas nem de longe o melhor, que foi mesmo Botafogo e São Paulo. O Corinthians recebeu o Flamengo na Arena Itaquera e fez um duelo bem movimentado onde foi superior no primeiro tempo – que lhe garantiu a vantagem – e deu espaços demais no segundo – que resultaram no empate do Mengo. Que fique registrado, aliás, o erro grotesco do assistente Pablo Almeida da Costa que anulou um gol mais do que legítimo de Jô aos 11 minutos do primeiro tempo – aos 21 o centro-avante corintiano marcou “novamente” e, desta vez, valeu.

O Flamengo fez uma pressão insana em cima do Timão no segundo tempo – talvez os melhores 45 minutos do rubro-negro em todo o Brasileirão até aqui – e aos 26 minutos Rever, após cobrança de escanteio, acertou um voleio maravilhoso que valeu a igualdade no jogo. O Flamengo ainda teve duas ótimas chances de virar – uma delas numa cabeçada errada do zagueiro Pedro Henrique salva pela trave –, mas ficou nisso mesmo: tudo igual.

Assim como ficou igual o duelo entre Grêmio e Santos. Num jogo muito pegado, o Santos saiu na frente com David Braz aos 44 minutos do primeiro tempo e tomou o empate aos 46 no cabeceio de Fernandinho – depois de uma defesa espetacular de Vanderlei, novamente o destaque do Santos. E foi só isso. O segundo tempo continuou com a forte marcação dos dois lados e poucas chances de gol. O empate manteve inalteradas as distâncias para o líder, Corinthians, que comemora, com duas rodadas de antecipação, do título simbólico de Campeão do Primeiro Turno. O que não quer dizer absolutamente nada mas que – para efeitos de estatísticas, dados e pura superstição – entre 2004 e 2016 foram apenas 3 as oportunidades em que o Campeão Brasileiro não foi o Campeão do Primeiro Turno:

  • Em 2008, o Grêmio venceu o primeiro turno, mas quem venceu o Brasileirão foi o São Paulo, que havia terminado o turno na 4ª colocação. O Grêmio acabou levando o vice-campeonato.
  • Em 2009, o Internacional foi o campeão do turno, mas – a exemplo do Grêmio – ficou com o vice-campeonato. O campeão foi o Flamengo, clube que pulou do 7° lugar no turno para o título, numa arrancada histórica.
  • Em 2012, a sequência foi novamente quebrada. O Atlético-MG, campeão do turno, acabou ficando com o vice-campeonato, enquanto o vice-líder no turno, Fluminense, ficou com a taça.

Vamos ficar de olho para ver se a tendência de campeões nos dois turnos se manterá neste ano.

 

Sem grandes surpresas

No mais, esta foi uma rodada sem surpresas – bom, talvez uma grande surpresa (Chapecoense x Atlético-GO) e uma surpresa (Cruzeiro x Vitória). Nada além disso.

A Chapecoense recebeu o lanterna do Campeonato, Atlético-GO, na Arena Condá e conseguiu a proeza de perder de virada o duelo da matinê no domingo. E ainda tem gente que afirma que o problema da Chape era o Vagner Mancini – ele foi embora e os resultados continuam os mesmos.

Com inveja, o Cruzeiro recebeu o vice-lanterna Vitória (agora sob o comando de Vagner Mancini) no Mineirão e não saiu do 0 a 0 – depois o Mano Menezes reclama que a torcida pega no pé, mas o time também não ajuda… E não tem muito mais que se falar: resultado ruim, jogo idem.

Ainda falando de times mineiros, o Atletico-MG, agora sob o comando de Rogério Micale foi até o estádio Couto Pereira e venceu o Coritiba do técnico Marcelo Oliveira por 2 a 0 em um jogo marcado pela atuação confusa do trio de arbitragem que conseguiu desagradar aos dois times, às duas torcidas e – acredito – até mesmo suas próprias mães. De todo modo, o Galo soma preciosos 3 pontos que o jogam para longe do Z-4 onde o Coxa pode passar a semana dependendo do resultado de Vasco x Atlético-PR, hoje, 31, a partir das 20 horas – com transmissão do Premiere e do SporTV.

Fechando o final de semana, o Sport do “profexô” Luxemburgo se recuperou da derrota para o Palmeiras na semana passada pela 16ª rodada e mandou um 3 a 1 pra cima do Bahia em plena Fonte Nova. O resultado mantém a equipe na 6ª posição com 27 pontos – 3 à mais que o Botafogo, o 7º.

 

Adiamento

O jogo entre Ponte Preta e Fluminense foi adiado para o próximo dia 9, em respeito à trágica morte de João Pedro, filho mais novo de Abel Braga no final da manhã do último sábado. O rapaz  de 19 anos passou mal e caiu de uma das janelas da cobertura onde a família mora no Rio de Janeiro. Nossas sinceras condolências a todos os familiares neste momento de dor.

 

Classificação

Faltando ainda dois jogos para fechar a 17 ª rodada, a classificação do Brasileiro ficou assim:

  1. Corinthians – 41 pontos
  2. Grêmio – 33 pontos
  3. Santos – 31 pontos
  4. Palmeiras – 29 pontos
  5. Flamengo – 29 pontos
  6. Sport – 27 pontos
  7. Botafogo – 24 pontos
  8. Vasco – 23 pontos
  9. Cruzeiro – 23 pontos
  10. Atlético-MG – 23 pontos
  11. Ponte-Preta – 21 pontos
  12. Chapecoense – 21 pontos
  13. Fluminense – 21 pontos
  14. Bahia – 19 pontos
  15. São Paulo – 19 pontos
  16. Coritiba – 19 pontos
  17. Atlético-PR – 17 pontos
  18. Avaí – 17 pontos
  19. Vitória – 13 pontos
  20. Atlético-GO – 12 pontos

Comentários

1 Comentário

1 Comentário

  1. Pingback: Botafogo recebe o Palmeiras pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro 2017; confira nosso prognóstico para este jogo | Ganhador.com

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar