IndyCar

IndyCar: Penske tenta terceira vitória seguida no GP de Indianápolis no embalo do líder Pagenaud

Foto: Jonathan Ferrey/Getty Images

Francês chegou entre os cinco melhores em todas as corridas do ano e conhece bem o circuito.

A IndyCar chega à quinta etapa nesta semana e abre o mês de Indianápolis na categoria. Neste sábado ocorre o GP do circuito misto, enquanto no final de maio acontece a prova das 500 milhas. Com domínio da Penske, a etapa tem tudo confirmar a hegemonia da equipe na categoria.

Depois de um começo razoável, colocando apenas um carro entre os quatro primeiros nas duas primeiras corridas, a construtora se recuperou e dominou as etapas seguintes, tendo três pilotos nestas posições no Alabama e em Phoenix.

O momento da Penske é tão bom que seus três participantes são os que mais lideraram corridas no ano. Somando ainda seu quarto membro, contam com 344 voltas na frente dos adversários. As demais construtoras juntas conseguiram apenas 191. Com este cenário tão positivo é impossível não contar com mais um triunfo neste fim de semana.

 

Vitória e pontos

Com a equipe sólida e vivendo grande fase, Simon Pagenaud é o favorito para este Grand Prix. Seus principais concorrentes Will Power e Hélio Castroneves, que também fazem um bom campeonato. No entanto, seus companheiros devem se contentar com um pódio. Um lugar entre os cinco primeiros é garantido.

Dos demais participantes, Scott Dixon, James Hinchcliffe, Josef Newgarden e Tony Kanaan são outros bem cotados para completar a lista entre os 10 melhores.

   

Schmidt Peterson e Dale Coyne Racing buscam fazer frente

Lideradas por Sebastian Bourdais e James Hinchliffe, as equipes Schimidt Peterson e Dale Coyne Racing tentam subir de patamar e não entregar a temporada tão facilmente para a Penske. Cada uma já venceu uma vez e ambas buscam surpreender novamente neste fim de semana.

Para quem reconheceu o nome, Bourdais é aquele mesmo que passou pela Fórmula 1. Sem muito destaque na Toro Rosso, acabou ficando apenas um ano e meio na categoria. Pela IndyCar desde 2011, já venceu três vezes. Outro nome famoso da rival é Takuma Sato. O japonês que rodou Jordan, BAR e Super Aguri, tem tido um certo destaque e neste campeonato alcançou um quinto lugar, em St. Petersburg, com a Andretti Autosport.

Melhor do que as duas citadas acima, a Chip Ganassi ocupa bem o lugar de segunda posição do ano, mas ainda não conseguiu ganhar. A chance em Indianápolis é reduzida, mas é bom ficar de olho em Scott Dixon, que tem dado trabalho aos favoritos e também pode beliscar um pódio.

   

Pagenaud e Penske dominam etapa

Nas três edições, sempre um ou outro terminou vitorioso. Em 2014 e 2016, quem levou a melhor foi Simon Pagenaud. Na primeira vez, o francês ainda corria pela Schmidt Peterson, mas na segunda já era piloto da Penske. A equipe, aliás, foi o carro ganhador de 2015, com Willi Power.

Ao longo dos anos, James Hinchcliffe, Graham Rahal, Juan Pablo Montoya, Ryan Hunter Reay e Hélio Castroneves já figuraram no pódio. O brasileiro, aliás, costuma ter um bom desempenho ficando entre os seis melhores em todas as provas.

Aqui, largar na frente também tem sido fundamental, com os dois últimos vencedores tendo feito a pole. A única exceção foi em 2014, quando Pagenaud saiu da quarta posição para a ponta.

   

Pagenaud tenta abrir vantagem

Atual campeão, Simon Pagenaud vem mostrando que é o favorito a vencer mais uma vez. O francês está na liderança do campeonato com 159 pontos. Na sequência aparecem o experiente Scott Dixon (141), Josef Newgarden (144), Sébastien Bourdais (128) e James hinchcliffe (120). O melhor brasileiro é Hélio Castroneves, que está em sexto, com 118.

Entre as equipes, o domínio é total da Penske, que tem 501 pontos. A Chip Ganassi aparece em segundo, com apenas 347. Logo atrás vem a Andretti Autosport, com 293.

   

GP totalmente diferente das 500 milhas de Indianápolis

Apesar de ocorrer no mesmo circuito, a diferença do traçado no GP tem sido decisiva. Enquanto as 500 milhas de Indianápolis são feitas no oval, esta ocorre no formato misto. A prova disso é que nas três últimas temporadas que as duas fizeram parte do calendário da IndyCar nenhuma contou com o mesmo vencedor nas corridas do mesmo ano.

Um dos motivos é que a etapa mais tradicional do automobilismo costuma ter alguns convidados, como Fernando Alonso, que pertence a Fórmula 1, mas participará nesta edição.

   

Informações da corrida

Com 82 voltas, o GP acontece neste sábado (13/05), às 16h50. O treino classificatório ocorre no dia anterior, às 17h20.

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar