Ganhador.com

Copa Libertadores

“Fator casa” deve dar ao Grêmio a vaga nas semifinais da Libertadores diante do Botafogo

Precisando de um empate com gols para se classificar, Botafogo deve ir à Porto Alegre querendo “cozinhar” o Grêmio. Será uma boa ideia?

FOTO: LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA

Grêmio e Botafogo fazem nesta quarta-feira o duelo final pela vaga nas semifinais da Copa Libetradores de 2017. Após um empate em 0 a 0 no Engenhão que derrubou do cavalo não apenas a mim, mas também meu camarada Miguel Gonzalez em nossa rinha particular semanal – “porradabol” para os iniciados –, o duelo de amanhã promete ser mais movimentado que os 90 minutos da semana passada. E eu garanto que vou perturbar muito o Miguel no Whats a cada jogada perigosa de Lucas Barrios, o craque tricolor que o Palmeiras desprezou.

 

Vai despencar

No melhor estilo “o feitiço virou contra o feiticeiro”, Renato Gaúcho viu seu Grêmio despencar no Campeonato Brasileiro e faturar apenas 4 dos últimos 15 pontos disputados – gremistas dirão que o Timão também despencou, mas a verdade é que o tricolor gaúcho despencou mais. Mas, se o que importasse na Libertadores fosse o desempenho no Campeonato Brasileiro, até poderia dizer que Miguel tem chances com o seu Botafogo. É fato, porém, que o Brasileirão não tem importância nenhuma para o Grêmio desde que o Corinthians enfileirou um caminhão de pontos entre eles – para quem não se lembra, isto começou na goleada por 1 a 0 que o Timão impôs ao tricolor no primeiro turno, tratada na base do “tô nem aí” por Renato.

Usando o torneio nacional como uma espécie de “academia” para manter o time em forma, o técnico tricolor vem rodando seu elenco e mantendo os jogadores prontos para os jogos que realmente importam: os mata-mata (parem de gritar “Cruzeiro”, infiéis!). Amanhã é dia de mata-mata. Pior para o Botafogo.

 

Retornos

Sem poder contar com Pedro Geromel e Luan nos últimos jogos, o Grêmio perdeu um pouco de desempenho (tá, eu admito: perdeu MUITO desempenho). Os atletas, protegidos dentro do departamento médico do clube, estão em fase final de recuperação e têm tudo para começarem o jogo amanhã. Confirmando-se esta previsão, o tricolor gaúcho terá suas melhores armas para conter o futebol lindoso e pimpão que trouxe o alvinegro carioca até aqui.

 

Histórico recente

Ao longo da história, Botafogo e Grêmio enfrentaram-se em 64 ocasiões. Foram 23 vitórias gaúchas, 21 cariocas e 20 empates. Pelo Brasileirão de 2017, tivemos uma vitória para cada time como mandante (2 a 0 para o Grêmio em Porto Alegre e 1 a 0 para o Botafogo no Rio). Mas, nos últimos 8 confrontos diretos, a vantagem é tricolor: foram 4 vitórias gremistas contra 3 botafoguenses e 1 empate – justamente o 0 a 0 da última quarta-feira. Sem dúvida números bons o suficiente para motivar a torcida tricolor a comparecer em peso na Arena do Grêmio e empurrar o time para cima dos visitantes.

 

Força internacional

Disse isto na semana passada e volto a dizer nesta (porque o raciocínio continua velendo): olhando a experiência internacional, a vantagem gremista é gigantesca. Enquanto que o Botafogo, além de 2 títulos do Campeonato Brasileiro, possui apenas um vice-campeonato da Recopa Sul-Americana, em 1994 – e vamos combinar que não é lá uma grande conquista –, o Grêmio tem em sua sala de troféus 2 títulos do Campeonato Brasileiro, 5 da Copa do Brasil e 2 Copa Libertadores – além de uma Recopa Sul-Americana, que não é lá uma grande conquista mas é melhor ser campeão do que vice.

Meu amigo Miguel dirá que “tabus existem para serem quebrados”, ou que “é hora do Botafogo conquistar o mundo” e que “o Grêmio não nasceu campeão” – mas ele não estava na maternidade, o que torna esta última afirmação puro “achismo”. Não se deixem enganar pela sua euforia alvinegra: a Libertadores para o Botafogo acaba amanhã em Porto Alegre.

 

Prováveis escalações

Grêmio e Botafogo devem ir para o jogo com as seguintes formações:

Grêmio: Marcelo Grohe; Edílson, Geromel (Bressan), Kannemann e Bruno Cortez; Jaílson, Arthur, Fernandinho, Luan (Léo Moura, Arroyo ou Éverton) e Ramiro; Lucas Barrios. Técnico: Renato Gaúcho.

Botafogo: Gatito Fernández; Arnaldo, Joel Carli, Igor Rabello e Gilson (Victor Luis); Matheus Fernandes, Bruno Silva,  João Paulo e Leonardo Valencia; Rodrigo Pimpão e Roger. Técnico: Jair Ventura.

 

Serviço

Na segunda-feira, o Grêmio anunciou, orgulhoso, ter vendido 28 dos 34 mil bilhetes colocados à venda. Os demais lugares na Arena pertencem aos sócios, camarotes e patrocinadores que compram por atacado. Os preços variam entre R$ 60,00 e R$ 150,00.

Com direito a 1.300 lugares, os ingressos para a torcida do Botafogo começaram a ser vendidos ontem, segunda-feira, custando R$ 100,00.

A previsão é de que tenhamos todos os 51 mil lugares ocupados para acompanhar este que deve ser um grande jogo de futebol.

 

Palpite

Tendo Gatito Fernández no gol e sabendo que o 0 a 0 leva a decisão para os pênaltis, é pouco provável que o Botafogo se arrisque no ataque em Porto Alegre. O problema desta estratégia é que ao Grêmio basta apenas 1 gol para conquistar a vaga às semifinais. Eu cravo que o tricolor leva esta por 2 a 1 e depois cobro o churrasco do Miguel Gonzalez.

 

Quartas de final, jogos de volta

Quarta-feira, 20 de setembro:

  • 21h45: Grêmio x Botafogo – palpite: Grêmio.
  • 21h45: Santos x Barcelona – palpite: Santos.

Quinta-feira, 21 de setembro:

  • 19h15: River Plate x Jorge Wilstermann – palpite: River Plate.
  • 21h45: Lanús x San Lorenzo – palpite: San Lorenzo.

 

Comentários

1 Comentário

1 Comentário

  1. Pingback: Santos não deve tomar conhecimento do Barcelona de Guayaquil esta noite pelas quartas de final da Libertadores | Ganhador.com

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar