Eliminatórias da Copa do Mundo 2018

Brasil retorna ao 1º lugar no ranking da FIFA

Foto: AP Photo/Nelson Antoine

Depois de sete anos, a Seleção Brasileira volta a ser considerada a melhor do mundo. O ranking da Fifa foi atualizado hoje, para refletir os jogos que aconteceram no último mês. Com a sequência de oito vitórias nas Eliminatórias da Copa do Mundo — que culminaram no 4 a 1 contra o Uruguai em Montevidéu e nos 3 a 0 em cima do Paraguai na Arena Corinthians — o Brasil ultrapassou a Argentina. A Alemanha continua em terceiro, e o Chile em quarto lugar. Já a Colômbia subiu duas posições e está em 5ª, enquanto o Uruguai caiu seis e está fora do top 10.

 

Seleção Brasileira: do 7 a 1 ao topo do ranking

Apesar do orgulho de ser a única seleção pentacampeã do mundo, a última vez em que o Brasil esteve no topo do ranking da Fifa foi em abril de 2010, mas apenas por alguns meses. Em julho, com a derrota por 2 a 1 diante dos Países Baixos e consequente eliminação nas quartas de final da Copa do Mundo, a equipe comandada por Dunga perdeu a liderança para a Espanha, que viria a conquistar seu primeiro mundial.

Os anos seguintes foram de decadência, e em 2013 o Brasil alcançou a pior colocação de sua história: 22º lugar. O fundo do poço foi nas semifinais da Copa do Mundo 2014. Sob o comando de Felipão, a seleção sofeu a vergonhosa derrota por 7 a 1 diante da Alemanha, no Mineirão. O episódio fez recordar com nostalgia os tempos áureos da seleção e desacreditar uma possível melhora.

Parecia não haver mais esperança para o futebol brasileiro. Porém, o Brasil é um país de guerreiros, e o futebol corre em nossas veias.

Da seleção goleada no Mineiraço, restou apenas Marcelo. A reformulação foi gradual e atingiu desde a comissão técnica — agora com Tite e sua equipe — até os jogadores. Estrelas como Gabriel Jesus, Philippe Coutinho, Daniel Alves e Paulinho despontam com humildade e bom futebol. Neymar, que não jogou contra a Alemanha devido a uma lesão, retorna como campeão olímpico, para mais uma vez tentar levar o Brasil à taça do mundo. Porém, Tite já avisou: para a Copa da Rússia, todas as posições estão abertas. Os jogadores precisarão continuar comprovando o bom trabalho.

É hora de manter a cabeça no lugar, controlar a emoção e se preparar para 2018.

 

Como funciona o ranking da FIFA

Os países são ordenados com base em uma pontuação que leva em conta os jogos disputados nos últimos quatro anos. A fórmula é a seguinte:

Pontuação = M x I x T x C

  • M é o resultado da partida. Vitória vale 3 pontos e empate vale apenas 1. Caso o jogo seja decidido nos pênaltis, o vencedor recebe apenas 2 pontos, e o perdedor recebe 1. Uma derrota no tempo normal de jogo não pontua.
  • I é a importância da partida. Amistoso vale 1 ponto, um jogo das Eliminatórias da Copa vale 2,5, um jogo da Copa do Mundo vale 3 e a final da Copa vale 4.
  • T é a força do time adversário, definida de acordo com sua posição no ranking atual.
  • C é a força da confederação. A Conmebol é a mais valiosa: multiplica por 1.

 

Top 15 da FIFA em abril de 2017:

  1. Brasil (1.661)
  2. Argentina (1.603)
  3. Alemanha (1.464)
  4. Chile (1.403)
  5. Colômbia (1.348)
  6. França (1.294)
  7. Bélgica (1.281)
  8. Portugal (1.259)
  9. Suíça (1.212)
  10. Espanha (1.204)
  11. Polônia (1.121)
  12. Itália (1.165)
  13. País de Gales (1.119)
  14. Inglaterra (1.103)
  15. Uruguai (1.097)

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar