UFC

Jacaré ‘cansou de pedir’ chance pelo cinturão do UFC

Foto: Anthony Geathers/Getty Images

Ronaldo Jacaré cansou de esperar. Depois de de se aproximar diversas vezes de uma chance pelo título dos médios do UFC, o lutador vive uma nova fase. Embora já tenha comprovado dentro do octógono seu valor e merecimento por uma oportunidade à honra mais nobre do mundo do MMA na atualidade, a difícil espera por uma luta pelo cinturão da categoria até 83kg não tira mais seu sono. Ser campeão do UFC ainda é um sonho, mas é melhor se manter acordado e em atividade e não simplesmente cruzar os braços e esperar.

Dias antes do UFC Fight Night em Kansas City (EUA), no próximo dia 15 de abril, onde enfrenta Robert Whittaker, tive a oportunidade de almoçar ao lado de Jacaré em um evento de imprensa promovido pelo UFC Brasil. Tranquilo, sem se incomodar com as inúmeras perguntas sobre a chance pelo título que nunca chega, o brasileiro mostra ter entendido que não adiante lamentar. Ele “cansou de pedir a chance pelo cinturão”. O jeito é seguir trabalhando e vencendo os tops da categoria até que sua hora chegue.

Em tempos onde atletas que nem ranqueados estão pedem lutas pelo título, a atitude de Jacaré parece ousada. Por que se calar diante de tanto merecimento? De fato é arriscado, mas não adianta deixar se tomar pela ansiedade. O lutador é experiente, talentoso e sabe que, no fim das contas, não adianta gastar energia. A categoria dos médios passa por um momento único, onde tudo pode acontecer. À frente de Jacaré, na teoria (quase prática), estão Georges Saint-Pierre e Yoel Romero na corrida pelo título. O que significa que ele só pode pensar em título na temporada de 2018. O jeito é seguir trabalhando mesmo.

O fato é que Jacaré é muito melhor do que a maioria dos atletas da divisão. Os rivais que ele ainda não superou, ele vai superar. Apenas Yoel Romero , Luke Rockhold e Chris Weidman me parecem lutas competitivas para ele no momento. Nem Michael Bisping está no nível de Jacaré, na minha opinião. Ele vai continuar vencendo até que sua chance pelo título apareça. E o que eu e muitos fãs desejamos é que não seja tarde demais quando a hora chegar. Jacaré tem 38 anos, e embora esteja em grande forma física, a força do tempo pode tocá-lo, assim como tantos grandes nomes das lutas que perdem rendimento ao longo dos anos.

Ele vai pedir a chance pelo cinturão do UFC? Não. Ele vai merecer a chance pelo título? Provavelmente sim. Ele vai receber? Só o tempo irá nos dizer.

@luis_coutinho

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar