Mineiro

Você lembra da última vez que Cruzeiro e Atlético-MG ficaram de fora da final do estadual?

Cruzeiro Campeonato Mineiro
Foto: Vinnícius Silva/Cruzeiro

Raposa e Galo estão com a vantagem do empate

Tudo pronto para neste domingo conhecermos os finalistas do Campeonato Mineiro. Às 11h, o Cruzeiro recebe o Tupi, no Mineirão, podendo até perder por um gol de diferença. Um pouco mais tarde, às 16h, o América-MG encara o Atlético-MG, no Independência, tendo que tentar dar o troco depois de ter perdido por 1 a 0 na ida. Raposa e Galo têm tudo para manterem a escrita de 15 anos com no mínimo um dos dois chegando na decisão.

 

Atlético-MG assume a dianteira

Mesmo sem apresentar um futebol brilhante, o Atlético-MG conseguiu roubar a vantagem do empate. O clube dominou boa parte do primeiro jogo contra o América-MG e conseguiu a vitória com méritos. O resultado poderia ter sido até melhor se Ricardo Oliveira não continuasse com a sua sina de perder gols fáceis. Outro jogador que preocupa é Elias, que segue bem abaixo do esperado.

Na contramão disso aparecem Otero e Cazares, que estão nas graças da torcida. O primeiro entrou muito bem durante a partida, enquanto o segundo fez o gol decisivo após lutar muito pela jogada.

Os dois têm tudo para ajudarem o Galo a conseguir a classificação neste domingo. Uma nova vitória não seria surpreendente, pois o adversário terá que arriscar, mas a expectativa é que Thiago Larghi monte o time com uma postura mais cautelosa, de olho no empate. Desde que o técnico assumiu o comando a equipe, foram 11 jogos, com sete terminando sem sofrer gols.

 

Gols que fazem falta para o Coelho

O América-MG não foi bem na primeira partida da semifinal. Ainda assim, o clube teve duas grandes oportunidades e chegou a balançar as redes, mas ambos foram anulados. O primeiro foi um erro da arbitragem, enquanto no segundo a falha foi de Rafael Moura, que, impedido, completou para o gol uma bola que já tinha endereço certo.

Sem tirar o zero do placar, o Coelho viu o Atlético-MG fazer 1 a 0 e roubar a vantagem. Agora, a equipe tem a obrigação de partir para cima. O time até conta com o mando de campo, só que o Independência também é utilizado normalmente pelo o rival, portanto, não será um diferencial.

Desta forma, pode-se dizer que o clube viu sua chance de classificação ir embora no momento que as bandeirinhas foram levantadas. Para este domingo, qualquer resultado além de um empate vai ser um pouco surpreendente, principalmente porque o América-MG caiu de produção nas últimas partidas.

 

Cruzeiro amplia vantagem

Dominante no estadual, o Cruzeiro cumpriu as expectativas e ganhou por 1 a 0, em Juiz de Fora, exatamente como foi o nosso palpite na quarta-feira. O clube segue como o grande favorito ao título do Mineiro e agora vai em busca de manter o bom aproveitamento em casa.

Até aqui na temporada, foram sete partidas no seu estádio, com sete triunfos, 16 gols marcados e nenhum sofrido. Com um retrospecto destes, não seria surpresa ver uma goleada, mas no mínimo uma vitória tranquila por 2 a 0 é esperada.

 

Tupi cumpre tabela

Se antes a chance já era pequena, depois de perder em casa, o Tupi está praticamente eliminado. O clube não balança as redes do Cruzeiro duas vezes em uma mesma partida desde 2010, quando ganhou por 3 a 2. No entanto, este triunfo não seria o suficiente, pois a Raposa tem a vantagem no placar agregado. Ao longo de toda a sua história, a equipe jamais conseguiu vencer o duelo por dois gols de diferença.

Além disso, o desempenho dentro de campo não agrada. Mesmo atuando em Juiz de Fora, no jogo de ida, só passou a dominar as ações quando já estava perdendo por 1 a 0 e tinha um jogador a mais. Sendo assim, até mesmo um empate no Mineirão parece pouco provável.

 

Domínio dos gigantes

Se depender do histórico, a decisão tem tudo para ser entre Atlético-MG e Cruzeiro. Desde 2002 que o estadual não fica sem as duas equipes na final. O detalhe é que naquele ano, ambos não disputaram a competição, devido ao inchaço dos antigos regionais. Com a dupla jogando, isso não ocorre desde 1964, quando o Siderúrgica ganhou do América.

O grande destaque fica por conta do Galo, que chegou na decisão em todos os últimos 11 anos. No período, a Raposa jogou sete, enquanto o América avançou duas vezes e Ipatinga e Caldense uma cada.

 

Jogos de volta das quartas de final do Campeonato Mineiro

Domingo, 25 de março

  • 11:00 – Cruzeiro x Tupi. Palpite: Cruzeiro vence por 2 a 0
  • 16:00 –América-MG x Atlético-MG. Palpite: 1 a 1

 

Comentários

1 Comentário

1 Comentário

  1. Pingback: Cruzeiro é o favorito no Mineiro e Atlético-MG precisa saber lidar com isso | Ganhador.com

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar