Baiano

Vitória x Bahia de Feira e Bahia x Juazeirense: quem avança à final do Campeonato Baiano?

Vitória Campeonato Baiano
Foto: Maurícia da Matta / EC Vitória

Após empates nas partidas de ida das semifinais, equipes de Salvador jogam por mais uma igualdade para alcançarem a decisão

Tentando manter um tabu de 50 anos, Vitória e Bahia entram em campo neste fim de semana (24 e 25 de março) precisando apenas de um empate diante do Bahia de Feira e Juazeirense para se garantirem em mais uma final do Campeonato Baiano. Há cinco décadas o Estadual da Bahia não sabe o que é ter uma decisão sem suas duas principais equipes de Salvador. Tal fato ocorreu em 1968, quando o Galícia se sagrou campeão em cima do Fluminense de Feira. Mas quais as reais chances desta histórica final de anos atrás voltar a acontecer novamente com dois times do interior? Confira a análise dos dois embates válidos pelas semifinais da 104ª edição.

 

Vitória x Bahia de Feira

As duas equipes abrem a rodada no sábado com um Vitória testando a força de seu elenco. Isso porque a equipe terá um período de apenas três dias para se preparar para a semifinal. O Leão esteve em campo na última quarta pela Copa do Nordeste e goleou o Ferroviário, em Fortaleza, por 4×1. Apesar de ter mesclado jogadores titulares e reservas na formação inicial, Vagner Mancini carece de tempo para recuperar todos seus atletas. Fato é que o importante resultado no Ceará deu ao time a liderança do Grupo B com 10 pontos faltando uma rodada para o fim da fase de grupos. Os rubro-negros dividem a ponta com o ABC, que perde no critério de desempate, gols marcados – 14×12.

Voltando ao Baiano, o Vitória precisa de um empate para seguir adiante a meta do tricampeonato consecutivo. E olha que tal tranquilidade poderia ter sido maior se o clube não tivesse sofrido gol no fim na partida de ida. O Leão abriu o marcador com Jonatas Belusso e ainda poderia ter ampliado se não fosse o pênalti desperdiçado por Neilton. Naquelas “coisas” que só o futebol explica, o Bahia de Feira conseguiu um gol no último lance da partida. E ele foi contra, do zagueiro rubro-negro Wallisson Maia.

Ainda com extrema vantagem para a classificação, o Vitória deposita todas as suas fichas no atacante Neilton. Ele vem sendo o principal nome do clube neste início de temporada. O goleador já anotou 11 gols em 17 partidas e está muito próximo de igualar sua melhor marca da carreira, quando em 2016 marcou 12 gols em 54 jogos.

Já do outro lado, o técnico Barbosinha faz mistério na equipe que já foi campeã estadual em 2011. O objetivo do comandante do Tremendão é aguardar pela formação rival, para aí assim dar pistas de seus titulares. Mas uma coisa é certa, ele terá importantes retornos para assegurar a zebra no Barradão: as voltas do zagueiro Menezes, do lateral-esquerdo Cazumbá e do meio-campista Bruninho.

 

Palpite 1

Com um Neilton vivendo grande fase e, principalmente, descansado para o embate de logo mais, o Vitória deve fazer o seu papel diante da torcida rubro-negra. Mas é bom Vagner Mancini e companhia não entrarem com o “salto alto”, porque o Bahia de Feira está louquinho para aprontar.

 

Bahia x Juazeirense

Já do outro lado da semifinal, Bahia e Juazeirense jogam por um embate mais emocionante. Tudo bem que o gramado no Adauto Moraes não ajudou em nada no andamento da partida, mas as duas equipes ficaram devendo.

Assim como o rival Vitória, o Bahia chega para o confronto após fazer sua parte na Copa do Nordeste. O Esquadrão de Aço anotou 5×2 no Altos na Fonte Nova e está muito perto de conseguir a classificação para o mata-mata. Os tricolores ocupam a segunda posição com nove pontos, um ponto a menos o Botafogo-PB, líder da chave.

Apesar do resultado pomposo na terça-feira, quem acompanhou o Bahia na Fonte Nova viu mais um capítulo da guerra Guto Ferreira e torcida. Depois de um primeiro tempo horroroso, com direito a muitos erros de passe e gritos vindos da arquibancada “adeus Guto”, o clube voltou diferente e conseguiu fazer o resultado. Agora, o comandante do tricolor baiano tem mais uma chance de selar a paz com a massa baiana. E sabe: qualquer resultado que não seja algo convincente e a pressão voltará. Por isso, ele conta com Zé Rafael e a boa fase de Edigar Junio, autor de dois gols no meio de semana.

Já a Juazeirense tenta se apegar na instabilidade rival e, principalmente, nos problemas da defesa do Bahia, que tomou oito gols nos últimos dez jogos. Com o atacante Salatiel, artilheiro do campeonato com seis gols, e o meia Bruno Matos, o time de Juazeiro busca surpreender em plena Fonte Nova.

Palpite 2

As vitórias têm acontecido, mas o Bahia continua patinando dentro de campo, não oferecendo um jogo consistente. E isso pode acontecer novamente, na semifinal do Baiano. Olho em um empate entre as duas equipes e mais pressão sobre Guto Ferreira.

 

Confira os jogos de ida das semifinais do Campeonato Baiano

Sábado, 24 de março de 2018

  • 17:00 – Vitória x Bahia de Feira – Palpite: Vitória

Domingo, 25 de março de 2018

  • 16:00 – Bahia x Juazeirense – Palpite: empate

 

Comentários

3 Comentários