UFC

Vitória eletrizante de Dustin Poirier contra Eddie Alvarez coloca fogo na categoria dos leves do UFC

Foto: Divulgação / UFC

O UFC Figth Night ocorrido no último sábado, no Canadá, mexeu com o futuro da categoria dos leves. Agora, mais do que nunca, há uma pressão forte para que a divisão volte a “trabalhar”. É claro que a questão principal é se Conor McGregor vai ou não enfrentar Khabib Nurmagomedov pelo título da divisão. Mas se essa novela continuar se arrastando por algumas semanas ou até meses, a organização será obrigada a ao menos considerar outros nomes como rivais do astro russo. Além de Tony Ferguson, Dustin Poirier chegou com força ao topo da categoria.

“O diamante”, como é conhecido no mundo das lutas, vive uma fase espetacular. Na luta principal do UFC Canadá, logo depois de o público explodir diante do brilho do nocaute de José Aldo em Jeremy Stephens, Dustin Poirier conquistou uma performance memorável contra Eddie Alvarez. Em combate de tirar o fôlego, Dustin teve mais paciência, foi mais técnico e soube aproveitar melhor as brechas oferecidas pelo rival. Depois de uma primeira luta que acabou por conta de um golpe ilegal de Alvarez, a revanche se encerrou conforme previsto: com um nocaute. No duelo entre dois trocadores, se deu melhor quem teve mais consciência do que estava fazendo. Poirier não se afobou nem mesmo quando esteve perto de finalizar o rival com uma guilhotina no solo. O prêmio foi um nocaute eletrizante no segundo round de luta.

Com o resultado, Dustin Poirier agora chega a quatro vitórias nas últimas cinco lutas, sendo duas por nocaute, uma por finalização e uma na decisão dos juízes. Ele bateu Jim Miller, Anthony Pettis, Justin Gaethje e Eddie Alvarez. É um belo restrospecto, que o coloca em evidência no topo da divisão dos leves. Agora o atual campeão dos leves, Khabib Nurmagomedov, tem três grande pretendentes para seu retorno ao octógono mais famoso do mundo. Além da primeira opção óbvia, que é Conor McGregor, o russo pode escolher Tony Ferguson ou Dustin Poirier, caso não acerte sua volta contra o irlandês. Ou, quem sabe, se Conor Vs Khabib sair do papel, o Ultimate pode promover no mesmo show Ferguson Vs Poirier. Seria uma lutaça também!

É mais provável que Conor McGregor seja o próximo rival de Khabib Nurmagomedov. Essa é a luta a ser feita. Especialmente agora, que o irlandês está livre para voltar a lutar depois de resolver seus problemas com a justiça americana. Mas ainda assim a vitória de Dustin Poirier, da forma que foi, dá uma sacudida na divisão. Foi meio que uma forma de alertar Conor e Khabib. “Mexam-se, vamos trabalhar! Estou chegando”.

Confira os resultados do UFC Canadá

Dustin Poirier nocauteou Eddie Alvarez no segundo round
José Aldo nocauteou Jeremy Stephens no primeiro round
Joanna Jedrzjeczyk venceu Tecia Torres na decisão dos juízes
Alex Hernandez venceu Olivier Aubin-Mercier na decisão dos juízes
Card preliminar
Jordan Mein venceu Alex Morono na decisão dos juízes
Hakeem Dawodu venceu Austin Arnett na decisão dos juízes
Islam Makhachev finalizou Kajan Johnson no primeiro round
Ion Cutelaba nocauteou Gadzhimurad Antigulov no primeiro round
John Makdessi venceu Ross Pearson na decisão dos juízes
Katlyn Chookagian venceu Alexis Davis na decisão dos juízes
Dustin Ortiz nocauteou Matheus Nicolau no primeiro round
Nina Ansaroff venceu Randa Markos  na decisão dos juízes
Devin Powell nocauteou Álvaro Herrera no primeiro round

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar