Ganhador.com

Tênis

US Open 2018: Nadal avança às quartas de final; Djokovic e Federer farão seus jogos pelas oitavas hoje

Rafael Nadal no US Open
Foto: DON EMMERT/AFP/Getty Images

Sérvio, que voltou à sua melhor forma nesta temporada, jogará contra o português João Sousa; lenda suíça encara o australiano John Millman

Os grandes tenistas do circuito mundial de tênis seguem vivos no US Open, último grand slam de 2018. No início da madrugada desta segunda-feira (03), o espanhol Rafael Nadal derrotou o georgiano Nikoloz Basilashvili e se garantiu nas quartas de final. Ainda pelas oitavas, os também favoritos Novak Djokovic e Roger Federer entram em quadra, logo mais, contra o português João Sousa e o australiano John Millman, respectivamente.

 

Oitavas de final do US Open 2018

O Touro Miúra segue firme em busca do tetra do torneio norte-americano, do qual é o atual campeão. Após um desafio eletrizando que durou 4 horas e 23 minutos, na segunda rodada, contra Karen Khachanov, o espanhol teria que lidar com o impacto que um teste tenso e cansativo pesaria na campanha para defender a coroa do US Open.

Nadal, que naquele encontro precisou de atendimento para o joelho direito atendido e parecia estar se movendo um pouco hesitante às vezes, se superou. Ele, inclusive, disse que uma partida dura é uma coisa boa “enquanto o corpo aguentar”. No domingo (02), Rafa lidou com outra disputa desgastante, que parecia ser rotineira nos dois primeiros sets, mas que complicou-se à medida que o jogo se estendia.

Contra Nikoloz Basilashvili, um adversário que o atual número 1 do mundo superou por 6-0, 6-1, 6-0, em um encontro no Aberto da França de 2017, ele precisou evocar seu melhor tênis para despachar o georgiano. No terceiro set, a partida de repente se transformou em uma batalha apertada – e enormemente divertida. Um Basilashvili visivelmente cansado, mas faminto por um milagre, obteve 22 winners para arrebatar o set em um tiebreak e prolongar a partida. Porém, foi um esforço em vão, já que Nadal ganhou por 6-3, 6-3, 6-7, 6-4, em três horas e 20 minutos.

“Duas partidas seguidas, muito difíceis”, disse Nadal na quadra após a vitória. “Ele estava acertando a bola muito forte. Parece que eu não estava no controle do ponto, mesmo quando estava realizando boas jogadas”, acrescentou.

O próximo adversário de Rafael Nadal será o austríaco Dominic Thiem (9º do ranking), que eliminou o sul-africano Kevin Anderson (5º da ATP) por 3-0. O jogo está programado para esta terça-feira (04), mas ainda sem horário definido.

 

Djokovic e Federer amplamente favoritos para alcançarem as quartas de final do US Open 2018

O astro sérvio do tênis, Novak Djokovic, irá encarar o português João Sousa, nesta segunda-feira (03), às 15h (horário de Brasília), pelas oitavas de final do US Open 2018. O ex-líder da ATP vem de boa vitória sobre Richard Gasquet (26ª do ranking), por 6-2, 6-3 e 6-3, para seguir firme na rota do título em Flushing Meadows.

Djoko lutou um pouco em suas duas partidas iniciais, pois precisou de quatro sets para bater o húngaro Martin Fucsovics, na primeira rodada, e o norte-americano Tennys Sandgren, na sequência, mas aumentou seu nível na terceira rodada para uperar Gasquet com alguma facilidade.

Novak quebrou o serviço do francês no quinto e nono game do terceiro set, além de salvar dois break points do francês no sexto game e mais um no oitavo game. Do outro lado, Sousa (número 68 do mundo) surpreendeu o 17º colocado da ATP, o também francês Lucas Pouille, por 3 a 1 – parciais de 7-6 (5) 4-6 7-6 (4) 7-6 (5) para alcançar as oitava de final em Flushing Meadows pela primeira vez em sua carreira.

Millman não se intimida com Fedex

Roger Federer diz que tem um enorme respeito por John Millman, em declaração antes do confronto pelas oitavas do Aberto dos EUA, depois que os dois treinaram juntos no período que antecedeu à temporada de quadra de grama. Na única vez em que Millman encarou o suíço Roger Federer, ele saiu de quadra decepcionado, mesmo que ele fosse o único que se sentia assim.

Fedex, ganhador de 20 prêmios do Grand Slam, há muito tempo é um admirador do australiano, que precisou lutar contra três cirurgias delicadas e as profundezas do desespero para aalcançar sua grande oportunidade em Nova York. Porém, quando ambos entrarem em quadra, as cordialidades ficarão do lado de fora.

“Este é o maior momento da minha carreira. Tem sido uma estrada esburacada. Toda vez que volto da cirurgia (no ombro), tenho dúvidas extremas sobre o meu futuro no esporte. Eu tenho muito respeito pelo Roger. Há uma aura sobre ele. Mas eu vou aproveitar a oportunidade”, prometeu o australiano.

O duelo entre Federer e Millman está prevista para a noite de hoje (03), a partir das 21h15 (horário de Brasília).

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar