Ganhador.com

Vôlei

Superliga Feminina: já dá para dizer que a final vai ser Sesc-RJ x Dentil/Praia Clube?

Foto: Divulgação Dentil/Praia Clube

Das duas favoritas, a que mais está em xeque é o Praia Clube, que foi batido em Osasco pelo Vôlei Nestlé e agora precisa se recuperar

A Superliga Feminina de Vôlei não decepcionou quem esperava equilíbrio e bons jogos na semifinal. Mas não dá para imaginar, também, que alguma zebra de última hora vai decisão que todos querem ver, que é o duelo entre as cariocas do Sesc e as mineiras do Dentil/Praia Clube. Há uma pequena chance ainda de o Vôlei Nestlé se intrometer nesta história, mas a possibilidade desponta muito mais na teoria do que na prática.

 

A força da maior campeã

Como era mesmo previsto, o Sesc-RJ só precisa vencer mais uma partida para fechar a série melhor de cinco e despachar o Camponesa/Minas (MG). Até aqui, os dois confrontos viram duas vitórias da equipe comandada por Bernardinho, que impôs sua categoria e ganhou suas partidas por 3 sets a 2 e 3 sets a 0, respectivamente. O segundo jogo, na Jeunesse Arena, no Rio, foi praticamente um massacre, com parciais de 25/16, 25/21 e 25/14.

O grande nome do confronto foi a ponteira Drussyla, uma atacante que está dando o que falar nesta série.

“Acredito que começamos o segundo jogo melhor que o primeiro. Tanto o nosso passe quanto o bloqueio funcionaram muito bem. Também cometemos um pequeno número de erros”, disse. Ela, porém, descarta que a equipe de Minas já esteja batida. “Marcamos melhor o time delas nesse jogo e no final deu tudo certo. Precisamos manter a nossa confiança e sabemos que essa é uma série muito longa.”

O confronto que deve selar a vaga do Sesc à final ocorre de novo na Jeunesse Arena, no Rio, às 15h (de Brasília) de sábado (31). A RedeTV! transmite ao vivo.

Dando a lógica, o Sesc mostra força para brigar pela 13ª conquista na Superliga Feminina – somando as fases em que era chamado de Rexona, Rexona/Ades e Unilever. Nenhuma equipe chega sequer perto desta marca. A segunda maior campeã da história é o Osasco, com cinco taças.

 

Praia Clube precisa de um empurrãozinho

Na outra semifinal, o Vôlei Nestlé mostrou que tem um verdadeiro alçapão para chamar de seu, e o famoso Ginásio José Liberatti, em Osasco, explodiu de verdade ao levar a equipe da casa à vitória diante do Dentil/Praia Clube. Com isso, a série agora está 1 a 1.

Diante de um público de 4.000 torcedores, a vitória do Vôlei Nestlé foi registrada por 3 sets a 1 (25/17, 25/23, 20/25 e 25/14) na última segunda (26). O Jogo 1, realizado em Uberlândia, já havia mostrado a equipe de Osasco com bastante força ao levar o duelo para o tie-break.

Os destaques do Vôlei Nestlé continuam sendo o técnico Luizomar de Moura, que faz por merecer a fama de ser um dos grandes estrategistas do vôlei brasileiro, e a oposta Tandara, uma máquina de atacar e de manter sua concentração.

“Soubemos aproveitar oportunidades que lá em Uberlândia deixamos passar, algumas bolas de graça, por exemplo. A entrada da Carol Albuquerque como levantadora foi fundamental. O nosso time esteve consciente o tempo todo e precisamos continuar com este nível de atenção.”

A revanche está marcada para esta sexta-feira (30), no ginásio do Praia Clube, em Uberlândia, às 21h30, com transmissão ao vivo do SporTV.

Pelo lado do Praia Clube, resta saber como vai funcionar as “Torres Gêmeas” Walewska e Fabiana no meio de rede. Se ambas estiverem bem, as chances de vitória do time da casa aumentam demais.

 

Homens conhecem primeiro semifinalista

O Sesc-RJ segue firme na missão de vencer a Superliga tanto nas edições feminina quanto masculina. A equipe carioca é a primeira garantida nas semifinais entre os homens. A classificação veio com uma vitória de virada sobre o Vôlei Renata por 3 sets a 1 (24/26, 25/19, 25/23 e 25/20) no Ginásio Taquaral, em Campinas (SP). O resultado fechou a série melhor de três em 2 a 0 para o Sesc, que agora aguarda o confronto entre Sesi-SP e Corinthians-Guarulhos (SP).

Os playoffs das quartas de final continuam nesta quinta (29). Às 19h (de Brasília), em Canoas (RS), o Lebes Canoas (RS) recebe o Sada Cruzeiro (MG). O time mineiro venceu a primeira partida. Às 21h30, Corinthians-Guarulhos e Sesi-SP entram em quadra no Ginásio da Ponte Grande, em Guarulhos (SP). O Sesi lidera a série com 1 a 0.

Fechando a rodada, na sexta-feira (30), o Minas Tênis Clube (MG) joga com o EMS Taubaté Funvic na Arena Minas, em Belo Horizonte (MG), às 19h. O Taubaté pode fechar o duelo, pois ganhou o primeiro confronto. Todas as partidas serão transmitidas ao vivo pelos canais SporTV.

 

Jogos da semifinal da Superliga Feminina de Vôlei 2017/2018

Sexta-feira, 30 de março

  • 21:30 – Dentil/Praia Clube x Vôlei Nestlé – Palpite: Praia Clube

Sábado, 31 de março

  • 21:30 – Sesc-RJ x Camponesa/Minas – Palpite: Sesc

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar