Ganhador.com

Copa Libertadores

Sem favoritos, Colo-Colo x Corinthians se enfrentam pelas oitavas de final da Libertadores; confira nosso palpite para o duelo

Talento feito em casa

Cada vez mais entrosado com Romero, Pedrinho é uma das apostas de Osmar Loss para surpreender o Colo-Colo hoje a noite

Foto: Rodrigo Gazzanel / Agência Corinthians / Divulgação / Reprodução

Enfrentando o time com a pior campanha entre os 16 classificados para as oitavas de final da Libertadores e podendo decidir a classificação em casa, o Corinthians evita falar em favoritismo no duelo de hoje diante do reforçado Colo-Colo.

Estável após a pausa para a Copa do Mundo e o período de cerca de 30 dias que teve para treinar o time, o Corinthians de Osmar Loss põe à prova sua boa fase – já são quatro jogos sem derrotas – no mata-mata da Libertadores após ter saído-se bem contra a Chapecoense pela Copa do Brasil – vitória por 1 a 0 em Itaquera. Sem (novos) desfalques para o jogo de logo mais – com transmissão na TV aberta (Globo) para São Paulo, Paraná e Ceará, a partir das 21:45 –, Loss faz mistério a respeito da escalação, mas não deverá “inventar” muito (ainda mais com o elenco curto que tem em mãos).

Do outro lado do campo estará um velho conhecido do Timão: Valdívia. Embora tenha ganho uma imerecida reputação de “carrasco” em sua(s) passagem(s) pelo Palmeiras, El Mago marcou apenas 1 gol no Corinthians e é mais conhecido pelo seu “chute no vazio” que rendeu-lhe uma bela contusão diante do Alvinegro do que por atuações marcantes no Dérbi. Lucas Barrios – que esteve no Grêmio na última temporada – também reforça a equipe chilena para esta fase de mata-mata, quando as equipes tiveram a oportunidade de trocar até cinco nomes em suas listas de inscritos (praticamente meio time).

 

Colo-Colo foi às compras e joga em casa

Dono da pior campanha entre os 16 classificados para o mata-mata da Libertadores, o Colo-Colo foi atrás de reforços que pudessem melhorar a qualidade do time na fase que todos os técnicos concordam em chamar de “um novo campeonato”. Com jogos eliminatórios daqui até a grande final e podendo mudar até cinco atletas inscritos na competição, o Colo-Colo que irá hoje à campo não é nem de longe o mesmo que passou pela fase de grupos.

O fato foi reforçado pelo técnico Osmar Loss que, em entrevista coletiva em Santiago (Chile) nesta terça-feira, disse o seguinte:

– É um novo campeonato, sim. Quem adquiriu a vantagem de jogar a decisão em casa tem uma boa vantagem, mas ela não é determinante. Em oitavas de final de Libertadores não existe favorito.

Apesar disso tudo e com mudanças nos inscritos, o Colo-Colo não vem bem no Campeonato Chileno: é o 5º colocado e vem de uma derrota no último final de semana. Com um time reserva, perdeu por 1 a 0 para o Deportes Temuco. Por outro lado, teve um dia a mais de descanso – o mistão do Corinthians jogou no domingo contra o Atlético-PR – e não precisou encarar a viagem entre São Paulo e Santiago.

Em Libertadores, toda pequena vantagem conta.

 

Após desmanche, Corinthians vai se reencontrando

Alvo de um novo desmanche que começou com a saída de Fábio Carille e, aparentemente, terminou com a venda de Rodriguinho, o Corinthians vem se encontrando jogo a jogo após a retomada das competições com o final da Copa do Mundo. Nas últimas cinco rodadas do Campeonato Brasileiro conquistou três vitórias, um empate e apenas uma derrota (contra o São Paulo na pior atuação do Alvinegro nesta temporada). Pela Copa do Brasil, venceu a Chapecoense em casa e acumula um total de quatro jogos sem derrotas.

Com as saídas de Balbuena, Rodriguinho, Sidcley e Maycon – que participaram da campanha na fase de grupos – o Timão se “reconstruiu” com Pedro Henrique, Danilo Avelar, Douglas e Romero que, em novo posicionamento, aparentemente reaprendeu a fazer gols (foram 6 nos últimos quatro jogos).

Longe de mostrar a segurança defensiva da temporada passada, o Corinthians vem aprendendo a “jogar com o que tem” e a boa sequência dá a Osmar Loss a tranquilidade (e autoridade) para colocar sua cara no time mantendo um padrão de jogo que vem desde os tempos da primeira passagem de Mano Menezes pelo clube – com algumas pequenas variações em função do estilo de cada técnico, mas ainda assim, um padrão muito bem estabelecido.

Para Loss, entretanto, a “vantagem” do Timão é outra e bem relativa:

– Nossa vantagem é decidir em casa. Mas, para ser uma boa vantagem, temos de fazer um bom resultado aqui – disse durante a coletiva em solo chileno.

 

Possíveis escalações

Colo-Colo

Com a queda da punição do técnico Héctor Tapia – suspenso por conta de “comportamento inadequado” contra o Bolívar na fase de grupos –, o Colo-Colo terá que lidar apenas com o desfalque de Esteban Pavez (lesionado) no jogo de hoje. Com isso, a provável escalação dos anfitriões deverá ser:

Orion; Opazo, Insaurralde, Zaldivia e Damián Pérez; Baeza, Carmona e Valdés; Valdívia, Paredes e Lucas Barrios.

Corinthians

Após poupar três titulares no final de semana pelo Campeonato Brasileiro e sem poder contar com Jonathas (lesionado), Renê Júnior (recuperando-se de cirurgia) e Ralf (aprimorando o condicionamento físico), Osmar Loss tenta fazer mistério a respeito da escalação do Corinthians para o jogo de hoje a noite. Mas, com um elenco “curto” e sem muitas opções a única dúvida real sobre a escalação inicial está no lado direito do ataque onde Mateus Vital e Clayson disputam posição. No mais, o Timão deverá ir para o jogo com força máxima:

Cássio; Fagner; Pedro Henrique, Henrique e Danilo Avelar; Gabriel e Douglas; Jadson, Pedrinho, Clayson (Mateus Vital) e Romero.

 

Palpite para Colo-Colo x Corinthians

Colo-Colo e Corinthians não estão jogando “o fino da bola” nesta temporada. Embora tenha conquistado alguma estabilidade desde o final da Copa do Mundo, o Corinthians de 2018 é um time muito inferior ao de 2017 – que não era um timaço mas soube se aproveitar das escolhas dos rivais envolvidos com Libertadores, Copa do Brasil e Sul-Americana para abrir uma confortável vantagem que lhe permitiu conquistar o Brasileirão.

Mesmo reforçado, o Colo-Colo não vem bem no Campeonato Chileno. É um time de talento limitado, mas que joga em casa e está menos cansado.

Embora diga que não, Osmar Loss sabe que decidir em casa é uma grande vantagem desde que o time não se complique no duelo de ida. Pelo que as duas equipes vem mostrando, o empate é o resultado mais provável e não seria considerado ruim levando-se em consideração que o Corinthians terá todo um Itaquerão empurrando o time no duelo decisivo no próximo dia 29 de agosto. Melhor ainda se for um empate com gols.

 

Confira os jogos e palpites das oitavas de final da Copa Libertadores 2018

Terça-feira, 7 de agosto

  • 21:45 – Estudiantes 2 x 1 Grêmio

Quarta-feira, 8 de agosto

Quinta-feira, 9 de agosto

  • 19:30 – Racing x River Plate – Palpite: Racing
  • 21:45 – Atlético Tucumán x Atlético Nacional – Palpite: empate
  • 21:45 – Cerro Porteño x Palmeiras – Palpite: Palmeiras

Terça-feira, 21 de agosto

  • 21:45 – Independiente x Santos – Palpite: empate

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar