Ganhador.com

Paulista A1

São Paulo quer a vitória sobre o Corinthians para afastar os sintomas da crise com Cueva

Corinthians e São Paulo fazem o primeiro clássico do Paulistão 2018 com o alvinegro em melhor fase.

Foto: Célio Messias/Gazeta Press

No primeiro Majestoso do ano, o Corinthians chega com dúvidas na escalacão e o São Paulo com problemas de disciplina em seu elenco

A quarta rodada do Campeonato Paulista chega trazendo o primeiro clássico entre São Paulo e Corinthians. Vivendo realidades muito diferentes, os tradicionais rivais querem a vitória por motivos bem distintos. Enquanto que para o Timão, vencer significa confirmar a evolução do trabalho de Fábio Carille e do novo padrão tático do time, para o Tricolor, a vitória servirá para tirar o foco da “questão Cueva” que dominou o noticiário sobre o clube do Morumbi desde a última quarta-feira.

 

A velha dúvida de sempre

O Corinthians é um time sem segredos e sem surpresas. Estamos apenas na quarta rodada do Paulistão é já é possível dizer de cor a escalação titular do alvinegro e qual o seu grande problema: quem fica com a vaga de Jô.

Depois que, durante a Florida Cup, o presidente Roberto de Andrade teve um ataque de pelancas e disse que na gestão dele Henrique Dourado não seria contratado, o Timão veio se virando como pôde com Kazim, o bem-humorado Gringo da Favela, bom de papo e ruim de bola, na função de pivô. Mas, por mais que a Fiel goste de jogadores limitados e carismáticos, a paciência com Kazim foi até a página dois – também conhecida como segunda rodada – quando o turco, sob vaias, foi substituído por Júnior Dutra (muito superior tecnicamente, mas que também não é um 9 de ofício).

Lançado como titular no duelo contra a Ferroviária (vitória corintiana de virada por 2 a 1), Dutra agradou, embora não tenha feito gol e tem, neste momento, a preferência do treinador para iniciar o clássico. Mas sua escalação dependerá do parecer do fisiologista do clube a respeito da recuperação física do atleta depois de atuar por 90 minutos no meio da semana.

Independente de quem irá para o duelo – Kazim, Júnior Dutra ou uma cadeira de vime –, Carille segue dizendo que o time precisa de um camisa 9. Felizmente para o professor, Roberto de Andrade tem apenas mais uma semana de mandato.

 

Sempre tem um problema

Como se já não bastasse o pouco tempo de pré-temporada e o pouco investimento em reforços, o São Paulo arrumou mais um novo velho problema para administrar nesta semana: Cueva. O peruano bagunceiro se irritou quando o clube do Morumbi rejeitou uma oferta do Al-Hilal pelo futebol do “pequeno notável” na última quarta-feira. Para completar, ao saber que não seria titular no jogo contra o Mirassol (vitória Tricolor por 2 a 0), Cueva pediu para não ser relacionado para o duelo e foi choramingar no Instagram que é mais quentinho. Pouco depois, diante da irada reação da torcida do São Paulo, o jogador apagou o post, mas o estrago já estava feito.

Após Raí dar a mão a palmatória e admitir aquilo que todo mundo já sabia – Cueva não tem comprometimento com o São Paulo – o atleta foi afastado e está fora da relação de jogadores à disposição de Dorival Júnior para o clássico. Resta saber, agora, como o Tricolor lidará daqui para frente com o seu próprio “Felipe Melo” – que aguardou pacientemente a batata de Cuca assar no Palmeiras para voltar ao time. E mais importante: como o elenco vai reagir à pressão de necessitar de um bom resultado para não deixar a crise se instalar de vez no ambiente do clube.

 

Claro que não será fácil

Os números – sempre eles! – estão todos contra o São Paulo. Tendo o Corinthians como mandante foram 136 jogos até aqui, com 68 vitórias alvinegras, 31 tricolores e 37 empates. A última vitória do Tricolor sobre o Timão foi em 2014 – virada por 3 a 2. Curiosamente, foi o ano em que o time do Morumbi foi vice-campeão Brasileiro.

 

Dormindo com o inimigo

No duelo de hoje, o São Paulo contará com quatro ex-corintianos para mudar a sua sorte:

Anderson Martins, zagueiro que disputou o último Brasileirão pelo Vasco, teve uma breve – e destacada – passagem pelo alvinegro em 2014, antes de se transferir para o Al-Gharafa, do Catar.

Após chamar a atenção no J.Malucelli, do Paraná, Jucilei foi contratado pelo Corinthians. Embora tenha tido um bom desempenho no alvinegro, sua passagem foi sem títulos. Depois de um período jogando fora do Brasil, chegou ao São Paulo por empréstimo no meio da temporada passada e seu desempenho fez o clube do Morumbi abrir os cofres, comprar o jogador e firmar um contrato de quatro anos.

Petros foi outro que passou pelo Timão sem títulos e por pouco tempo. Repatriado pelo São Paulo junto ao Betis da Espanha, ele é hoje o capitão do time e um dos “homens de confiança” de Dorival Júnior em campo.

Poucos lembram, mas Sidão teve uma conturbada passagem pelo sub-20 do Corinthians. Após se profissionalizar, rodou por vários clubes até chegar ao São Paulo a pedido de Rogério Ceni. Titular com o “M1to”, perdeu a vaga no decorrer do ano e agora, com Dorival Júnior, está titular apesar de o Tricolor ter gasto R$ 10 milhões para tirar o goleiro Jean do Bahia.

 

Possíveis escalações

Exceto pela ausência de Cueva na relação do São Paulo, não deveremos ter nenhuma grande supresa nos times que irão à campo logo mais.

Corinthians: Cássio; Fagner, Balbuena, Pedro Henrique e Juninho Capixaba; Gabriel; Romero, Rodriguinho, Jadson e Clayson; Júnior Dutra (ou Kazim). Técnico: Fábio Carille.

São Paulo: Sidão; Éder Militão, Rodrigo Caio, Anderson Martins e Edimar; Jucilei, Petros e Shaylon; Marcos Guilherme, Brenner e Diego Souza. Técnico: Dorival Júnior.

 

Palpite para Corinthians x São Paulo

Não só o restrospecto age a favor do Corinthians para o duelo de hoje como tambeem o ambiente no clube. Após sair perdendo o jogo contra a Ferroviária  – onde usou um setor ofensivo totalmente reserva –, Fábio Carille lançou mão de 3 titulares (Jadson, Clayson e Romero), para conseguir a virada no segundo tempo. O São Paulo, por sua vez, precisou de 264 minutos para fazer o seu primeiro gol no Paulistão 2018, com Diego Souza, aos 39 do segundo tempo contra o Mirassol.

No papel, são times “equivalentes”, mas o momento alvinegro é melhor. O Timão leva mais esta e aumenta a freguesia Tricolor.

 

Jogos e palpites para a quarta rodada do Campeonato Paulista da Série A2

Sábado, 27 de janeiro

  • 17:00 – Corinthians x São Paulo – Palpite: Corinthians
  • 19:00 – Novorizontino x São Caetano – Palpite: Novorizontino

Domingo, 28 de janeiro

  • 17:00 – Bragantino x Palmeiras – Palpite: Palmeiras
  • 17:00 – São Bento x Ponte Preta – Palpite: São Bento
  • 19:30 – Santos x Ituano – Palpite: Santos

Segunda-feira, 29 de janeiro

  • 17:30 – Santo André x Mirassol – Palpite: Mirassol
  • 19:30 – RB Brasil x Linense – Palpite: RBB
  • 20:00 – Ferroviária x Botafogo-SP – Palpite: Ferroviária

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar