Ganhador.com

Copa Libertadores

Santos e Estudiantes se enfrentam valendo a liderança do Grupo 6 na Libertadores

Beneficiados pelo empate entre Real Garcilaso e Nacional-URU, brasileiros e argentinos fecham o primeiro turno do grupo disputando a liderança.

Foto: Ivan Storti/Santos FC/Divulgação

Eliminado no Campeonato Paulista, o técnico Jair Ventura teve um raro tempo para recuperar e preparar o Santos – sem Gabigol – para o importante duelo de amanhã.

Principal reforço do Santos para a temporada, Gabriel, o Menino da Vila – ou “Gabigol” como acabou sendo apelidado –, chegou marcando muitos gols mas, pouco a pouco, caiu de rendimento e voltou a apresentar (ou “não” apresentar) o fraco futebol que o deixou “encostado” na Europa por uma temporada e meia. Pela Libertadores, na segunda rodada, jogando em casa acabou expulso – e muito vaiado – na vitória por 3 a 1 do Peixe sobre o Nacional do Uruguai e fica fora da partida de amanhã contra os argentinos do Estudiantes. Felizmente a “dolorosa” eliminação nas semifinais do Campeonato Paulista diante do Palmeiras deram ao técnico Jair Ventura 10 dias para trabalhar seu elenco e recuperar fisicamente seus principais jogadores para o duelo que decidirá o líder do Grupo 6.

 

Como o Santos chega para o jogo

Com 3 pontos conquistados até aqui em 1 derrota (Real Garcilaso, fora) e 1 vitória (Nacional-URU, casa), o Santos ocupa a 2ª posição do Grupo 6, atrás justamente do Estudiantes, adversário de amanhã que lidera com 4 pontos conquistados em 1 empate (Nacional, fora) e 1 vitória (Garcilaso, em casa). Sem dinheiro para grandes investimentos, a temporada do Santos vem sendo irregular mas, a exemplo do que fez no Botafogo, o técnico Jair Ventura vem conseguindo extrair o máximo do limitado elenco santista e sentindo a falta de um substituto para Lucas Lima – que foi para o Palmeiras –, procura nos “Meninos da Vila” soluções para seus problemas imediatos. Com a contusão de Bruno Henrique no primeiro jogo do Campeonato Paulista, por exemplo, o técnico encontrou “respostas” em Arthur Gomes e Rodrygo.

Contra o desempenho mediano do Peixe jogando fora de casa nesta temporada – em 10 jogos (global) como visitante foram 4 vitórias, 2 empates e 4 derrotas –, há o bom restrospecto diante de adversários argentinos. Foram 5 jogos nos últimos 12 anos por competições internacionais somando 4 vitórias e a apenas 1 derrota – contra o Vélez Sarsfield (fora) em 17 de maio de 2012 (1 a 0 para os argentinos).

Embora tenha contado com um bom tempo de preparação para o jogo de amanhã, o Santos terá problemas em sua escalação. David Braz com um edema na coxa esquerda é dúvida. Gabigol, por conta da expulsão no jogo anterior, está suspenso. Bruno Henrique segue afastado. Mas nem tudo são más notícias: o zagueiro Lucas Veríssimo recuperou-se de uma virose, voltou aos treinos na última segunda-feira e vai para o jogo – muito provavelmente fazendo a dupla de zaga com Luiz Felipe. No meio, Léo Cittadini recuperado de uma lesão que o tirou do time titular fez a transição do Departamento Médico para o trabalho em campo mais rápido do que se esperava, já está à disposição do treinador e pode ficar com a vaga de Renato – que também vem agradando nos últimos jogos. Tudo vai depender da estratégia de Ventura para o jogo: se quiser mobilidade, força e velocidade nos contra-ataques, Cittadini será o titular; mas se optar pela experiência para enfrentar a famosa catimba argentina e quiser apostar nos lançamentos longos para aproveitar a velocidade dos atacantes, Renato começa jogando. Ou então, Jair Ventura parte para um jogo de segurança e escala os dois volantes sacrificando um atacante (provavelmente Rodrygo, que ficaria como opção para o segundo tempo).

Diante disso, a possível escalação do Santos para o jogo de amanhã é: Vanderlei; Daniel Guedes, Lucas Veríssimo, Luiz Felipe (David Braz) e Dodô; Alison; Arthur Gomes, Renato (Léo Cittadini), Jean Mota e Rodrygo (Léo Cittadini); Eduardo Sasha.

 

Anfitrião indigesto

De olho na liderança do Grupo 6, o Estudiantes sabe que terá pela frente um adversário bastante qualificado e conta com seu bom retrospecto em casa para fechar a “fase de ida” dos grupos no topo da tabela. Nos últimos 10 jogos que a equipe de La Plata disputou em casa (global) foram 7 vitórias 1 empate e 2 derrotas.

Sem desfalques aparentes em sua formação inicial, o Estudiantes tentará assumir o controle do jogo, ter a posse de bola e arriscar a sorte contra o rápido contra-ataque do Peixe.

 

Palpite para Estudiantes x Santos – Grupo 6 – 3ª rodada

Indiscutivelmente o jogo de amanhã coloca frente a frente os dois melhores times do grupo e os grandes favoritos a seguirem adiante. Nenhum dos dois elencos, entretanto, arranca suspiros de suas torcidas. Com atletas mais esforçados do que talentosos Estudiantes e Santos devem fazer um duelo equilibrado, decidido nos detalhes. O DNA ofensivo do Peixe – e de Jair Ventura – pode ser o diferencial que dará ao time brasileiro alguma vantagem. Uma vitória dos visitantes é bem possível amanhã, mas o empate me parece uma aposta mais segura pelo que os dois times podem apresentar – além de ser um resultado que os mantém na 1ª e 2ª posições do grupo.

Para dar um toque de “drama”, o empate entre Real Garcilaso e Nacional na noite de ontem (0 a 0) pode derrubar o Santos para a 3ª colocação do grupo em caso de derrota amanhã e colocar ainda mais pressão em cima dos ombros de Jair Ventura.

 

Sem sustos

Palmeiras 2 x 0 Alianza Lima

Como era de se esperar – e sem correr nenhum risco durante toda a partida –, o Palmeiras poupou alguns titulares de olho na final do Campeonato Paulista contra o Corinthians no próximo domingo e mesmo assim não teve problemas para superar o Alianza Lima por 2 a 0 no Allianz Parque ontem a noite com gols de Thiago Martins e Borja, no início de cada um dos dois tempos da partida. Agora, na Libertadores, o Palmeiras terá pela frente dois confrontos com o Boca Juniors, dia 11 em casa e dia 25 fora, em seu primeiro compromisso no returno do Grupo 8.

 

Copa Libertadores – jogos, resultados e palpites da 2ª e 3ª rodada da fase de grupos

03/04/2018

  • 19:15 – Real Garcilaso 0 x 0 Nacional-URU (3ª rodada) – palpite: empate
  • 19:15 – Libertad 3 x 0 The Strongest (2ª rodada) – palpite: Libertad
  • 21:30 – Universidad de Chile 1 x 1 Racing (2ª rodada) – palpite: Racing
  • 21:30 – Palmeiras 2 x 0 Alianza Lima (2ª rodada) – palpite: Palmeiras

04/04/2018

  • 19:15 – Peñarol x Atlético Tucumán (2ª rodada) – palpite: Peñarol
  • 19:15 – Grêmio x Monagas (2ª rodada) – palpite: Grêmio
  • 21:45 – Boca Juniors x Junior Barranquilla (2ª rodada) – palpite: Boca Juniors
  • 21:45 – Cruzeiro x Vasco (2ª rodada) – palpite: Cruzeiro

05/04/2018

  • 19:15 – Colo-Colo x Delfín (3ª rodada) – palpite: Colo-Colo
  • 19:15 – River Plate x Santa Fe (2ª rodada) – palpite: River Plate
  • 21:30 – Bolívar x Atlético Nacional (3ª rodada) – palpite: Atlético Nacional
  • 21:30 – Estudiantes x Santos (3ª rodada) – palpite: empate

Comentários

1 Comentário

1 Comentário

  1. Pingback: Vasco e Cruzeiro se complicam e o Grêmio goleia na Libertadores | Ganhador.com

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar