UFC

Rogério Minotouro e Alex Cowboy brilham e vencem por nocaute no UFC São Paulo

Rogério Minotouro - UFCå
Foto: Divulgação / UFC

O card principal do UFC São Paulo, que aconteceu na madrugada deste sábado, no Ginásio do Ibirapuera, contou com fortes emoções. Rogério Minotouro e Alex Cowboy levantaram a torcida presente com nocautes espetaculares. O primeiro voltou a vencer depois de quase dois anos afastado do MMA, enquanto o segundo deu sequência a boa fase que vive na categoria dos meio-médios. Dois resultados expressivos para o Brasil dentro do octógono mais famoso do mundo.

Depois de ver a luta contra Neil Magny cair, Alex Cowboy recebeu Carlo Pedersoli como novo rival. O brasileiro vinha de vitória por finalização contra um ex-campeão, e encarou um adversário com apenas uma apresentação no octógono do UFC. Tranquilo e bem humorado, Cowboy apareceu na arena da mesma forma como foi visto durante toda a semana de UFC São Paulo: feliz. Ele entrou no octógono dançando, ao som de um sertanejo. A tranquilidade era tanta que ele não parava de sorrir nem mesmo após o início do combate. Após uma breve movimentação, Pedersoli arriscou um chute, mas Cowboy segurou seu pé, encaixou um direto e derrubou o rival. Após isso, ele precisou apenas de mais alguns socos para garantir o resultado positivo.

Com a vitória, Cowboy acumula seis triunfos nas últimas oito lutas e deve se aproximar de um lugar no top 15 da categoria dos meio-médios. Foi sua segunda vitória em sequência.

Minotouro volta com vitória

Em um dos resultados mais surpreendentes da noite, Rogério Minotouro nocauteou Sam Alvey. O brasileiro começou a luta atrás, tomando atraso do americano no primeiro round. Ele chegou a ser abalado algumas vezes, mas manteve a calma e aos poucos encontrou a distância para trabalhar com seu cruzado de esquerda. No segundo round, ele acertou um cruzado que balançou Alvey. Foi o início do fim. O americano começou a correr da luta, enquanto Minotouro tentou encurralá-lo por todo o octógono. O brasileiro sentiu o bom momento e caçou o rival até encaixar uma sequência poderosa de diretos e cruzados que fez Sam cair apagado nas grades. O Ginásio do Ibirapuera foi abaixo.

Minotouro era azarão nas casas de apostas. Sem lutar desde novembro de 2016, Rogério enfrentou uma série de lesões e acabou flagrado em um exame antidoping que apontou uso de substâncias ilegais. O brasileiro conseguiu comprovar inocência e teve a pena diminuída. Sua última apresentação havia sido exatamente em São Paulo.

Aos 42 anos, Minotouro chega ao número de 22 vitórias e oito derrotas na carreira. Ele se recupera da derrota para Ryan Bader em sua última apresentação e deve voltar ao top 15 dos meio-pesados. Por ser azarão, Rogério teve sua vitória muito festejada pelo público presente no Ibirapuera. Seu irmão, Rodrigo Minotauro, entrou no octógono para um abraço emocionado.

Barão perde a terceira seguida

Depois de falhar no corte de peso antes do evento, Renan Barão contrariou a estatística relacionada à falha – quem erra no corte de peso na maioria das vezes vence – e acabou superado por Andre Ewell na decisão dividida dos juízes. O brasileiro não se encontrou no duelo e acabou abalado por diversas vezes na trocação. Andre mostrou confiança e se sentiu à vontade assumindo o controle das ações e aplicando os melhores golpes da luta.

Brasileira empata

Depois de chegar ao UFC através do Contender Series, Marina Rodriguez teve logo de cara uma pedreira em sua estreia na maior organização de MMA do mundo. A brasileira encarou Randa Markos, top 15 da categoria peso palha feminino. Apesar do primeiro round ruim, ela se recuperou, mas o combate acabou declarado como empate majoritário. Após a luta, a brasileira se mostrou satisfeita com sua performance diante da Top 15.

Confira os resultados do do UFC São Paulo

Thiago Marreta nocauteou Eryk Anders no terceiro round
Alex Cowboy nocauteou Carlo Pedersoli no primeiro round
Rogério Minotouro nocauteou Sam Alvey no segundo round
Andre Ewell venceu Renan Barão na decisão dividida dos juízes
Marina Rodriguez e Randa Markos empataram após três rounds
Card preliminar
Charles Do Bronx finalizou Christos Giagos no segundo round
Francisco Massaranduba nocauteou Evan Dunham no segundo round
Ryan Spann venceu Luis Henrique KLB na decisão dos juízes
Augusto Sakai nocauteou Chase Sherman no terceiro round
Serginho Moraes finalizou Ben Saunder no segundo round
Maira Bueno finalizou Gillian Robertson no primeiro round
Thales Leites venceu Hector Lombard na decisão unânime dos juízes
Elizeu Capoeira nocauteou Luigi Vendramini no primeiro round
Livinha Souza nocauteou Alex Chambers no primeiro round

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar