Copa Sul-Americana

Pressionado, Bahia joga por vaga na segunda fase da Copa Sul-Americana e paz com a torcida diante do Blooming

Bahia
Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

Tricolor de Aço vive pressão em meio aos maus resultados no Brasileirão, que colocam o técnico Guto Ferreira mais uma vez em xeque; má fase boliviana é combustível para classificação baiana na Arena Fonte Nova

Depois de ser dividida em inúmeras datas desde o mês de fevereiro, a primeira fase da Copa Sul-Americana finalmente será encerrada nesta quarta-feira (23 de maio) com Bahia x Blooming. O jogo que acontece às 21h45, na Arena Fonte Nova, tem caráter decisivo não somente pela possível eliminação baiana na competição continental, mas para a continuidade da equipe na temporada. Vivendo altos e baixos desde a conquista do Campeonato Baiano sobre o Vitória, o Esquadrão de Aço ainda busca um triunfo convincente no mês de maio para trazer novamente a torcida ao seu lado. O problema é que a massa tricolor parece que já ter esgotado a sua cota de paciência, vide a invasão ao Fazendão na última segunda-feira. Confira a prévia da partida.

Xô, crise

Vivendo na gangorra desde o primeiro jogo da temporada, lá em janeiro, o Bahia hora consegue uma arrancada, hora atravessa por um período nebuloso. E isso acontece mais uma vez, mas através dos resultados negativos. Com uma vitória em seis jogos no Brasileirão, o clube viu a torcida acabar a lua de mel com o técnico Guto Ferreira e o plantel logo após a goleada por 3×0 sofrida para o Palmeiras. O resultado deixou os baianos em situação delicada no Nacional, ocupando a antepenúltima colocação com cinco pontos.

O clube entra em campo nesta noite pressionado por ter alcançado apenas uma única vitória nos últimos seis confrontos. Ela ocorreu sobre o Vasco, na partida de ida da Copa do Brasil. E se o triunfo no torneio tupiniquim serve de inspiração, foi em seu estádio que o Esquadrão de Aço anotou o placar de 3×0 sobre os cruz-maltinos. Doce coincidência, não?!

Jogando novamente na Arena Fonte Nova, o Bahia aposta na força de sua casa para reverter o placar de 1×0 alcançado pelo Blooming na Bolívia. Qualquer placar com dois ou mais gols garante os brasileiros na próxima fase, enquanto 1×0 leva a decisão para os pênaltis. Vale lembrar que o gol marcado fora é válido como critério de desempate. Ou seja, tomar gol nem pensar.

Vencer é obrigação

Não existe outro remédio para o Bahia que não seja a vaga na próxima fase. Isso significa acalmar a torcida e dar confiança ao elenco para a sequência do Brasileirão, já que o clube faz novo jogo em Salvador contra o Vasco. Por isso, Guto Ferreira deve colocar força máxima em campo, com a dupla Zé Rafael e Vinicius comandando o meio de campo da equipe.

Por outro lado, o Esquadrão de Aço terá as ausências do goleiro Douglas, que sentiu dores na coxa durante o revés sofrido para o Palmeiras, e do atacante Edigar Junio, que também teve desconforto ainda no aquecimento para o duelo no Allianz Parque. Anderson é opção para a meta, e o jovem Junior Brumado, que completou 19 anos recentemente, deve ficar com a vaga lá na frente.

 

O outro lado

O Blooming não é aquele adversário considerado bicho-papão, principalmente se observarmos os últimos desempenhos do clube. O time dirigido pelo ex-jogador da seleção boliviana, Érwin Sánchez, vem de quatro derrotas consecutivas na Liga Local. A última, inclusive, que ocasionou a sua eliminação diante do Jorge Wilstermann, nas quartas de final.

Sem atuar há 10 dias – data da queda no Campeonato Boliviano – , o Blooming tentará fazer valer a pequena vantagem de 1×0 para superar um instável Bahia. Mas a questão é saber se o clube que tomou 20 gols em 14 jogos na primeira fase do Nacional terá condições de se defender.

 

Prováveis escalações

Bahia: Anderson; João Pedro,Tiago, Lucas Fonseca e Léo; Edson, Gregore, Vinicius, Zé Rafael e Elber; Junior Brumado. Técnico: Guto Ferreira.

Blooming: Marco Vaca; José Segredo, Arias, Juan Roja, Pablo de Miranda e Diego Sánchez; Paul Ariano, Christian Latorre e Joselito Vaca; Hugo Bargas e César Pereyra. Técnico: Érwin Sánchez.

Palpite

Apesar da instabilidade que cerca os arredores do Fazendão, o Bahia deve conseguir a classificação nesta quarta-feira. É bom não esperarmos por uma exibição de gala de Zé Rafael, Vinicius e companhia, mas os tricolores devem resolver o jogo ainda no tempo normal, com força máxima e diferença de dois gols.

 

Confira os jogos da primeira fase da Copa Sul-Americana 2018

Quarta-feira, 23 de maio de 2018

  • 21:45 – Bahia x Blooming – Palpite: Bahia

Times classificados para a segunda fase da Copa Sul-Americana 2018

  • América de Cali (COL)
  • Atlético-PR
  • Botafogo
  • Boston River (URU)
  • Caracas (VEN)
  • Cerro (URU)
  • Colón (ARG)
  • Deportivo Cali (COL)
  • Deportivo Cuenca (EQU)
  • Deportes Temuco (CHL)
  • El Nacional (COL)
  • Fluminense
  • General Díaz (PAR)
  • Lanús (ARG)
  • LDU (EQU)
  • Nacional (PAR)
  • Rampla Juniors (URU)
  • San Lorenzo (ARG)
  • São Paulo
  • Sport Huancayo (PER)

*Não contabilizados os times vindos da Copa Libertadores

 

Comentários

1 Comentário

1 Comentário

  1. Pingback: Bahia x Vasco; Ceará x Grêmio: instabilidades baiana e carioca e possibilidade de goleada gaúcha em Fortaleza apimentam 7ª rodada do Brasileirão | Ganhador.com

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.