Ganhador.com

Tênis

Possíveis ameaças ao Big Four, Jack Sock e Del Potro têm em Auckland último teste antes do Aberto da Austrália

Foto: Paul Kane/Getty Images

Com cinco tenistas Top 20 do ranking da ATP, torneio na Nova Zelândia é boa pedida em semana que antecede o primeiro Grand Slam do ano

Faltando uma semana para o início do Aberto da Austrália, a maioria da elite do ranking ATP (Associação dos Tenistas Profissionais) corre contra o tempo para entrar “voando” no primeiro Grand Slam do ano. Enquanto alguns nomes como o norte-americano Jack Sock e o espanhol Roberto Bautista Agut emendam o segundo torneio consecutivo, Juan Martin del Potro (ARG) e David Ferrer (ESP) estreiam na temporada. E todas estas feras estarão reunidas no ATP 250 de Auckland, que acontece até domingo (14 de janeiro) na Nova Zelândia e é o último teste antes da competição australiana.

 

Todos de olho nele

Pela terceira vez na carreira Jack Sock será cabeça de chave de um torneio da ATP. E sabe o que isso significa? Que o tenista norte-americano, que em 2017 ganhou três títulos, atingiu as semifinais do ATP Finals e terminou o ano como oitavo melhor tenista do mundo, está em plena evolução.

Assim, Sock é o tenista a ser batido logo mais. Com a responsabilidade de pelo menos “igualar” os resultados da temporada passada, o estadunidense chega à Nova Zelândia para defender o título. Ele foi campeão do torneio no ano passado, quando superou o português João Sousa em três sets, parciais de 6/3, 5/7 e 6/3.

Vice-campeão do ATP 250 em 2016, quando caiu para Roberto Bautista Agut – hoje cabeça de chave número 5 -, e também quadrifinalista em 2014, o norte-americano está 10-2 no torneio. E ele aposta na mesma programação do início da temporada passada para voltar a erguer a taça na Oceania. Assim como em 2017, Sock participou recentemente da Copa Hopman, torneio amistoso disputado por equipes e entre países. Apesar da queda ainda na primeira fase, em um grupo que tinha nada mais nada menos do que Roger Federer (SUI), o atual número oito do ranking fez uma boa preparação.

“Agora competindo para valer”, Jack Sock aguarda a definição de seu adversário para a estreia. O rival da primeira rodada sairá do confronto entre Tim Smyczeck (USA) e Peter Gojowczyk (ALE).

 

Estreias

O ATP 250 de Auckland marca as primeiras participações de Juan Martin del Potro e David Ferrer na temporada. Como já não são garotos, o argentino e o espanhol optaram por fazer apenas um torneio antes do Aberto da Austrália, que é o primeiro importante desafio de 2018.

Del Potro, por exemplo, retorna à competição neozelandesa após nove anos, quando justamente venceu o torneio. Na ocasião, o “hermano” de 29 anos havia derrotado Sam Querrey (USA) na final.

Depois de um ano de “reafirmação” em razão de inúmeras lesões que o atrapalharam nas últimas temporadas, o argentino entra como um dos favoritos logo mais. Ele é o cabeça de chave 2 e encara na primeira rodada o vencedor do jogo Denis Shapovalov e o brasileiro Rogério Dutra.

Além do argentino, outra figura importante do tênis mundial que estará na Nova Zelândia é David Ferrer. O veterano já não está mais no auge de sua carreira, mas vez ou outra dá trabalho aos seus rivais nas competições pelo mundo afora. Fazendo sua 12ª aparição em 13 anos em Auckland, Ferrer entra com grande status no torneio, já que é tetracampeão – venceu em 2007, 2011-2013. Depois de uma estreia complicada contra o chinês Yibing Wu, o espanhol mede forças com o atual vice-campeão João Sousa (POR).

 

Quem pode surpreender

Apesar do favoritismo de Sock e Del Potro, é bom ficarmos de olho em alguns tenistas que surgem como ameaças. Uma delas é Denis Shapovalov. O garoto de 18 anos é a principal revelação do tênis mundial. Depois de “surgir” em 2017, batendo Rafael Nadal no Masters 1.000 de Montreal e sendo o jogador mais jovem a alcançar a quarta rodada de um GS – atingiu no Aberto dos Estados Unidos -, o canadense terá um ano de comprovação. Atual número 50 do mundo, Shapo pode ser uma das zebras em Auckland.

Quem também aparece como candidato a fazer frente aos cabeças de chave é Guido Pella. Ainda em busca de seu primeiro título de ATP, o tenista de 27 anos coleciona bons resultados, como vitória sobre o austríaco Dominic Thiem em Chengdu (CHN), em 2017. Já neste ano desbancou Albert Ramos-Vinolas em Doha, onde chegou até as semifinais. Guido pode ser adversário de seu compatriota Del Potro em uma eventual semifinal.

 

Favoritos ao ATP 250 de Auckland

  1. Jack Sock (USA)
  2. Juan Martin del Potro (ARG)
  3. Sam Querrey (USA)
  4. John Isner (USA)
  5. Roberto Bautista Agut (ESP)

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar