NBA

Playoffs da NBA: atuação épica de LeBron James já é uma das maiores de todos os tempos

Toronto Raptors v Cleveland Cavaliers - LeBron James
Foto: Gregory Shamus/Getty Images

 Rei do Basquete faz jus ao apelido ao colocar o Cleveland Cavaliers nas costas e ter a chance de impor um incrível 4 a 0 ao Toronto Raptors                        

Nem todos gostam de LeBron James. Muitos o consideram como um “líder negativo” e um jogador extremamente individualista e egocêntrico. Mas não dá para negar que ele é simplesmente um fenômeno com uma bola de basquete nas mãos. Quem está trocando o sono pelas partidas dos playoffs da NBA não está se arrependendo. O que o Rei do Basquete está fazendo nesta série já é suficiente para colocar a sua atual atuação como uma das maiores de todos os tempos.

 

Mano a mano fatal

Todo esporte coletivo tem um ápice de tensão. O futebol atinge seu pico de adrenalina em uma cobrança por pênaltis. O atletismo tem os 100 metros rasos como a sua prova nobre, o automobilismo tem a largada como seu momento mais complicado, e por aí vai.

No basquete, nem é preciso dizer, os segundos derradeiros de uma partida costumam jamais terminar, de tão relembrados e emocionantes que são.

Está cravada na história, por exemplo, a fantástica atuação de Michael Jordan contra o Utah Jazz e seu fantástico drible em Bryon Russell para acertar a cesta definitiva que deu o título de 1998 para o Chicago Bulls. Jogadores que chamam a responsabilidade para si nesses “momentos de tudo ou nada” são realmente especiais.

E o que dizer de quem faz isso de maneira consecutiva, sempre conseguindo êxito?

É o que LeBron James está fazendo nesta série diante do Toronto Raptors. Que um mesmo jogador se encarregue do tiro final por duas vezes em três partidas, e convertendo o tiro final em ambas, é realmente espantoso.

O primeiro sucesso de LeBron ocorreu no Jogo 1, em plena Toronto, com o cronômetro estourando para registrar o épico 113×112. No sábado, já na Quicken Loans Arena, em Cleveland, ele fez o mesmo e acertou outra cesta inacreditável. Ou melhor: cruzou toda a quadra com a bola sob domínio, conseguiu um espaço mágico para se livrar do seu marcador e arremessou com a destreza que só mesmo os gênios do esporte conseguem executar. O cronômetro outra vez estava como testemunha: 105×103 para os Cavs em uma atuação que vai ser comentada por muito tempo.

A classificação já está encaminhada e o 3 a 0 tem tudo para virar 4 a 0 já nesta segunda-feira (7), quando os Cavs recebem os Raptors a partir das 21h30 (de Brasília).

Fica desde já a projeção. Se este LeBron levar o Cleveland ao título, vai ser difícil arrumar argumentos que não o coloquem como o maior jogador de todos os tempos.

 

Finais devem ser Cavs-Celtics e Warriors-Rockets

Ficou óbvio. A atuação lendária de LeBron parece que é um retrato dos demais times, que estão jogando realmente tudo o que sabem e colocando as coisas em uma outra perspectiva na hora da verdade.

Começamos pelo Boston, que assim como o Cleveland está com um contundente 3 a 0 na sua série. Hoje, às 19h (de Brasília), em Philadelphia, a série também já pode ver o seu final, embora os 76ers vão obviamente dar tudo para evitar o vexame em casa.

Técnico dos Celtics, Brad Stevens está de parabéns e merece ser considerado o treinador do momento. Ninguém, talvez nem ele, pudesse imaginar que o Boston jogaria tão bem sem Kyrie Irving.

O Golden State Warriors voltou a ser o timaço espantoso da última temporada. Está dando até pena do New Orleans Pelicans. O 3 a 1 para os Warriors nesta série dificilmente vai gerar outro placar final que não o 4 a 1 que deve ser decretado já nesta terça (8).

Por fim, o time que desperta as maiores dúvidas de agora em diante: o Houston Rockets vai morrer na praia mais uma vez? Ou vai conseguir complicar um pouco a vida do Golden State Warriors? A série contra o Utah Jazz não tem muito para onde ir, e James Harden e companhia não devem também encarar muitas dificuldades para aplicar o 4 a 1.

O conjunto dos Warriors é superior, isso é indiscutível. Agora é que vamos ver o que o senhor Harden é mesmo capaz de fazer. Convém se inspirar em LeBron.

 

Jogos dos playoffs da NBA 2017/2018

Domingo, 6 de maio

 New Orleans Pelicans 92×118 Golden State Warriors (1-3)

  • Utah Jazz 87×100 Houston Rockets (1-3)

 Segunda-feira, 7 de maio

 19:00 – Philadelphia 76ers x Boston Celtics (0-3) – Palpite: 76ers

  • 21:30 – Cleveland Cavaliers x Toronto Raptors (3-0) – Palpite: Cavs

 Terça-feira, 8 de maio

 21:00 – Houston Rockets x Utah Jazz (3-1) – Palpite: Rockets

  • 23:30 – Golden State Warriors x New Orleans Pelicans (3-1) – Palpite: Warriors

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.