Brasileirão Série A

Candidatos ao rebaixamento, Chapecoense e Paraná procuram primeira vitória no Brasileirão

Chapecoense
Foto: Sirli Freitas

Clubes ainda não fizeram uma boa partida sequer neste campeonato

O Campeonato Brasileiro encerra a sua 4ª rodada nesta segunda-feira, com o duelo entre Chapecoense e Paraná, que acontece na Arena Condá, às 20h. Os dois clubes procuram ainda a primeira vitória na competição e aparecem na zona de rebaixamento, depois de três péssimas atuações de cada lado.

Chapecoense em sequência de empates

O fracasso na Pré-Libertadores no começo do ano já indicava que a Chapecoense não teria um caminho muito fácil nesta temporada. A goleada sofrida para o Atlético-PR, por 5 a 1, na estreia do Brasileirão ligou ainda mais este alerta. No entanto, apesar destes insucessos, os catarinenses conseguiram ao menos arrumar a casa e não sabem o que é perder há três jogos.

O problema é que o clube também não vence, tendo empatado com Vasco e Palmeiras, pelo Campeonato nacional e ficado no 0 a 0 com o Atlético-MG, pela Copa do Brasil. Resultados que se ocorressem em outro momento seriam considerados bons, mas como é durante uma fase ruim, obriga o Alviverde a buscar uma vitória contra o Paraná, que é bem limitado. Para isso, aposta na Arena Condá, afinal, foram nove vitórias e um empate nos 12 jogos da Chape atuando em seu estádio na temporada.

Apesar de jogar em casa, a Chapecoense deve repetir o esquema com três volantes e tendo apenas Canteros como homem de criação. O sistema é extremamente defensivo, pois embora tenha capacidade de armar jogadas, o argentino está longe de ser um camisa 10 e sim atuar vindo de trás.

Sendo assim, o time deve ir para campo com: Jandrei; Apodi, Thyere, Douglas e Bruno Pacheco; Amaral, Elicarlos, Márcio Araújo e Canteros; Arthur Caíke e Wellington Paulista.

 

Paraná busca primeiro ponto

Foram apenas três rodadas, mas a situação de momento já indica que o Paraná é um nome certo na Segundona do ano que vem. O clube além de perder para São Paulo, Corinthians e Sport Recife, não esboça nenhuma demonstração de que pode tentar uma sorte melhor.

Para piorar, mesmo considerando o estadual, o Tricolor conseguiu vencer apenas uma das oito partidas disputadas fora de casa. Sendo assim, a menos que ocorra uma transformação incrível dentro do time, o Paraná será o saco de pancadas desta edição.

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.