Ganhador.com

Humor

Paixão Nacional: Blindado

Um dia após as declarações do Diretor de Futebol do Palmeiras Alexandre Mattos ao Fox Sports, Roger Machado não é mais o técnico do Verdão. O “professor” não resistiu a mais um resultado ruim no Campeonato Brasileiro – derrota por 1 a 0 contra o Fluminense – e fez valer a regra do “profissional prestigiado” pela diretoria que é demitido pouco depois.

Na entrevista ao canal esportivo, Mattos disse que a forma de agir do clube em relação à pressão da torcida pela demissão do técnico “é dando calma para ele, blindando ele. Temos confiança total no trabalho, os números são bons. Obviamente queríamos ser campeões paulistas, infelizmente não fomos. Queríamos estar melhor no Campeonato Brasileiro, talvez com três ou quatro pontos a mais. Agora tem que correr atrás, temos que fazer passagem de tabela superior”. Confesso aqui que não faço a menor ideia de que diabos ele quer dizer com “passagem de tabela superior”. O Google também não soube dizer…

“Óbvio que tem erros, precisamos corrigir. Isso tudo a gente sabe. A gente blinda e cobra, blinda e cobra. Assim vai até ser campeão ou, no futuro, ter outro caminho. No momento, a gente acredita no trabalho que está fazendo”, completou o dirigente.

Infelizmente para Roger Machado, a blindagem oferecida por Alexandre Mattos era de papelão e o técnico – uma escolha bancada principalmente pelo presidente Maurício Galiotte – caiu, da mesma forma que caiu do Atlético-MG em 2017 tendo também, coincidentemente, a melhor campanha da fase de grupos da Libertadores.

Roger entra agora para a longa lista de técnicos que não completam uma temporada à frente do Verdão: Gilson Kleina, em 2013, foi o último treinador a começar um trabalho em janeiro e ficar no Palmeiras até 31 de dezembro.

Cotado para assumir o comando do alviverde, Abel Braga disse que não assumirá nenhum clube no meio da temporada. Com a negativa do ex-técnico do Fluminense – e para alegria dos corações palmeirenses –, os nomes de Vanderlei Luxemburgo e Felipão começam a serem sussurrados de forma mais forte nos corredores do Parque Antártica.

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar