Ganhador.com

Humor

Paixão Nacional: agora está explicado

Cheia de surpresas, a Copa do Mundo da Rússia vem aprontando para cima dos times favoritos ao título. A “vítima” da vez foi a Seleção Brasileira que em sua estreia no Grupo E, não passou de um empate com a organizada Seleção da Suíça – que saiu atrás no placar (gol de Coutinho) e buscou o empate com Zuber.

Muito se discute sobre o lance do gol suíço – onde houve uma suposta falta em Miranda, que fez o mesmo em cima de Chicão, então zagueiro do Corinthians, em 2009 na vitória por 2 a 1 do Timão sobre o São Paulo. Também gerou celeuma o suposto pênalti em Gabriel Jesus, mas pouco se fala  do grande problema: o Brasil jogou mal, foi incompetente nas finalizações, Tite mexeu muito mal do time e no final a Seleção Brasileira não teve capacidade de marcar um segundo gol nos suíços – que jogaram bem, é verdade, mas individualmente são inferiores ao talento brasileiro.

E agora, como via de regra no Brasil, a seleção que renasceu nas mãos de Tite, não passa de uma porcaria com um bando de pernas de pau que atrapalham a vida do menino-gênio-da-vila, Neymar, que tentou driblar até a própria sombra, e só foi eficaz no ataque em uma finalização durante os 90 minutos de jogo.

Reclamações de arbitragem dominarão o noticiário até a próxima partida do Brasil na Copa, mas a verdade é, sem criatividade, que o time canarinho foi incapaz de fazer um segundo gol. Se não mudar isso, volta pra casa ainda na fase de grupos.

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar