NBB

NBB: O que o Flamengo ganha com a chegada de Anderson Varejão?

Foto: Jason Miller/Getty Images

Campeão da NBA chega ao Fla e mostra que vai ser praticamente impossível tirar o título do atual líder do campeonato                 

Primeiro, foi Leandrinho, no time de Franca. Agora é o pivô Anderson Varejão o novo “ex-NBA” a desembarcar no NBB. Varejão assinou contrato com o Flamengo, time que vinha na primeira colocação da temporada regular. Vencê-los vai se tornar uma tarefa praticamente impossível para os adversários.

Um garrafão dos mais pesados

O vínculo de Varejão com o Flamengo foi anunciado na tarde desta quarta-feira (17), e seu contrato com o clube vai durar 20 meses, terminando no encerramento da temporada 2018/2019.

O Flamengo já vinha com grandes nomes na função de pivô – e a chegada de Anderson, um dos mais bem-sucedidos jogadores brasileiros na posição, vai certamente dar um gás em todos os que já estavam defendendo o garrafão rubro-negro, casos de Olivinha, JP Batista, Pilar, MJ Rhett e do jovem João Vitor. Os mais otimistas dizem que é uma seleção brasileira vestida de vermelho e preto. Convenhamos: está difícil discordar.

Varejão estava sem clube, e seu ritmo de jogo vai precisar ser readquirido aos poucos. Há uma pequena chance de que ele cumpra ao menos um pouco do clássico contra o Botafogo, nesta sexta-feira, às 20h (de Brasília). A decisão será tomada pelo técnico José Neto instantes antes da partida.

Anderson está com 35 anos e volta ao Brasil depois de uma década e meia. Já é até difícil lembrar, mas ele foi revelado no time de Franca, viajando para Barcelona em 2002 e se incorporando ao Cleveland Cavaliers em 2004. Virou um grande ídolo da franquia, que explorava sua imagem comercialmente vendendo até perucas da sua famosa cabeleira.

Quem acompanha NBA, sabe bem. Anderson jogou ao lado de monstros como Shaquille O’Neal e Kyrie Irving. Disputou as finais da NBA em três ocasiões (2007, 2015 e 2016), a última já pelo Golden State Warriors, clube pelo qual teve uma rápida passagem. Seu ápice foi vivido na temporada 2012/2013, quando teve uma impressionante média de rebotes: 14,1 por jogo, além de conquistar também 14,1 pontos a cada partida.

Vale lembrar: Varejão, Leandrinho e Thiago Splitter são os três únicos brasileiros a ganhar o anel de campeão da NBA.

Ganho incrível para todo o campeonato

Se alguém antes duvidava que o NBB vive o seu auge, agora não dá para duvidar sequer um instante.

“Quem ganha, sem dúvidas, é o fã do basquete brasileiro. A vinda do Varejão só ratifica todo o trabalho que vem sendo realizado pela Liga e os clubes. Isso mostra a força do nosso campeonato, que segue como um dos principais de todo o continente. Com certeza é um marco para nós e espero que a chegada dele alavanque ainda mais nosso campeonato. Vem mais coisas boas por aí. O fã pode esperar que estamos trabalhando duro”, disse João Fernando Rossi, presidente da LNB, órgão que comanda o NBB.

“O Flamengo deu mais uma vez a demonstração de entidade comprometida com a evolução do esporte nacional”, exaltou o técnico José Neto. “Repatriar um jogador como Anderson Varejão, que há cerca de 15 anos estava na Europa e na NBA jogando em grandes equipes e conquistando títulos, é uma contribuição não só para o basquete do Flamengo, acrescentando muito para a equipe, mas também para a modalidade no Brasil como um todo.”

Vai ser difícil segurar a euforia da torcida. O Fla já contava com Marquinhos, Marcelinho Machado, Olivinha e vários outros nomes consagrados, e agora incorpora também um dos grandes nomes do país na história recente da modalidade.

Os responsáveis por dar combate a este Flamengo são os times de São Paulo, que vêm logo atrás. A segunda colocação agora está com a equipe de Franca, que ultrapassou Mogi nos critérios de desempate. Os três times demonstram igualdade no aproveitamento de vitórias: Franca, Mogi e Paulistano estão com 78,6%, enquanto o Flamengo já vai com 84,6%.

Os outros dois que aparecem logo atrás também são de São Paulo, casos de Bauru, o quinto, com 71,4%, e o Pinheiros, o sexto, com 64,3%.

Vale sempre lembrar: a temporada regular do NBB termina em março, com os playoffs, com as oito melhores equipes, começando logo a seguir. A decisão está prevista para ocorrer em maio, como tradicionalmente ocorre.

Jogos da 12ª semana da temporada regular do NBB 2017/2018

Quinta-feira, 18 de janeiro

 

  • 20:00 – Vitória x Pinheiros – Palpite: Pinheiros

 

Sexta-feira, 19 de janeiro

 

  • 20:00 – Flamengo x Botafogo – Palpite: Flamengo

 

Sábado, 20 de janeiro

 

  • 14:00 – Basquete Cearense x Pinheiros – Palpite: Pinheiros
  • 14:00 – Paulistano x Bauru – Palpite: Paulistano
  • 16:15 – Campo Mourão x Franca – Palpite: Franca

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.