Ganhador.com

Carioca

Sem torcida e com muitos problemas, Vasco estreia no Carioca diante do Bangu

Foto: Alexandre Loureiro/Getty Images

Partida ocorre às 19h30 (de Brasília) em São Januário com os portões fechados        

Mergulhado em uma crise política das mais sérias, o Vasco esteve ameaçado de sequer entrar em campo para estrear na Taça Guanabara. Até esta publicação, a posição oficial do clube indica que o Vasco jogará sim diante do Bangu às 19h30 (de Brasília) em São Januário, mas com os portões fechados.

As razões da confusão

A posição que predomina – o jogo ocorrendo com os portões fechados em São Januário – foi tomada na noite de ontem (17) em uma reunião entre Eurico Miranda, Júlio Brant e dirigentes da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FERJ). A questão toda é uma só: o Vasco não tem um presidente vigente para assinar ofícios e se responsabilizar por toda a organização da partida, e a solução proposta pelos dirigentes foi realizar a partida com os portões fechados, diminuindo em muito o efetivo necessário para trabalhar na estreia de ambas as equipes na Taça Guanabara, como é chamado o primeiro turno do Campeonato Carioca.

Os torcedores que já haviam comprado ingressos vão ser ressarcidos, de acordo com o Vasco. É plenamente provável que a segunda partida da equipe, contra o Nova Iguaçu, no domingo, também seja realizada da mesma forma, sem a presença do público.

E vem a Libertadores…

É realmente muito inusitado que o Vasco viva tamanha balbúrdia nos bastidores, pois a fase em campo é a melhor dos últimos anos. Um exemplo disso é a presença do Gigante da Colina na Libertadores da América, algo que não ocorria desde 2012.

E não há como esconder: tudo o que o Vasco fizer neste Carioca será mesmo com o foco na Libertadores, cujo começo será ainda neste mês. O clube enfrenta o Universidad Concepción, do Chile, nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro.

“O nosso foco principal é a Libertadores, não vamos mentir. Mas queremos pegar esses jogos iniciais pelo Carioca e ter um bom aproveitamento, pegar o ritmo de jogo e depois ir até o Chile e começar com o pé direito na Libertadores”, falou o meia Wagner, de 32 anos, um dos mais experientes no elenco vascaíno.

O Gigante da Colina fechou com sete reforços para a temporada: os zagueiros Luiz Gustavo e Erazo, o lateral-direito Rafael Galhardo, o volante Leandro Desábato, o meia Thiago Galhardo e os atacantes Rildo e Riascos. Pelo que veio treinando, apenas Luiz Gustavo deve ser titular nesta quinta (18) contra o Bangu. Há a perspectiva de que ele escale muitos jogadores das divisões de base.

Bangu confia na vitória

Pelos lados do Bangu, o discurso é de otimismo e de possibilidades de buscar até mesmo a vitória diante do Vasco que certamente vai se enfraquecer um pouco pela ausência da sua torcida.

“A gente sempre tem que focar e almejar o melhor resultado possível. Sabemos que será um jogo difícil, o Vasco terminou o ano em alta e tem uma grande equipe. Mas sempre digo que devemos buscar iniciar as competições com o pé direito”, falou o zagueiro Michel, um dos reforços da equipe vermelha e branca para esta temporada.

Uma das confianças do Bangu para esta partida vem do trabalho físico, reforçado durante a pré-temporada e com plenas chances de surpreender o Vasco. A equipe é comanda por Alfredo Sampaio, veteraníssimo no cargo. É o terceiro técnico na lista daqueles que mais treinaram o clube, com 157 jogos. Ele atuou em toda a construção do elenco e conhece os jogadores como se fossem parentes. É um Bangu alto, forte e com tendência a levar vantagem em duelos físicos. O Carioca 2018 vai ser especial para ele, que inicia o seu 20º Estadual na carreira.

Resta saber se o Bangu vai ter a capacidade de Portuguesa e Boavista. A Lusa estreou contra o Botafogo arrancando um empate por 1×1 em pleno Estádio Nilton Santos. Já o Boavista fez ainda melhor, vencendo sem dó o Fluminense por 3×1. O resultado explica-se pelo fato de o Flu ter usado um time misto e estar em meio a uma grande dificuldade para encontrar um time depois da saída de tantos atletas nos últimos meses.

O único time grande do Rio que não deu chances para as zebras foi o Flamengo, que estreou com uma cômoda vitória por 2×0 sobre o Volta Redonda. Os gols foram marcados por Lucas Silva e Pepê. O Fla escalou um promissor time de garotos. Resta saber se o Vasco terá capacidade de fazer o mesmo.

Jogos da 1ª rodada da Taça Guanabara

Terça-feira, 16 de janeiro
  • 21h30: Botafogo 2×2 Portuguesa
Quarta-feira, 17 de janeiro
  • 16h30: Boavista 3×1 Fluminense
  • 16h30: Nova Iguaçu 1×1 Cabofriense
  • 16h30: Madureira 2×2 Macaé
  • 21h45: Volta Redonda 0x2 Flamengo
Quinta-feira, 18 de janeiro
  • 19:30 – Vasco x Bangu – Palpite: Vasco

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar