NBA

Finais da NBA 2017/2018: LeBron James vai parar o Golden State Warriors desta vez?

LeBron James do Cleveland Cavaliers
Foto: Maddie Meyer/Getty Images

Cleveland Cavaliers aposta na sua “estrela solitária” para bater os Warriors, que abrem a decisão como favoritos. Jogo 1 será às 22h (de Brasília) desta quinta                       

E chegou a hora de ver quem vai se dar melhor neste quarto capítulo entre Cleveland Cavaliers e Golden State Warriors nas finais da NBA. Nunca, no melhor basquete do mundo, duas equipes repetiram as decisões tantas vezes seguidas. O Golden State venceu em 2015 e 2017, enquanto os Cavs ficaram com o título em 2016. E o que vai acontecer neste 2018? É esta a resposta que os fãs do basquete do mundo todo buscam a partir desta quinta (31), quando o Golden State abre, na sua Oracle Arena, a decisão como o grande favorito mais uma vez.

LeBron frente ao império

Os fãs dos Warriors gostam de sempre ressaltar que esta equipe vai entrar para a história com quatro integrantes do Hall da Fama – ou melhor, cinco com o técnico Steve Kerr. Não dá mesmo para desconsiderar que o Golden State de Stephen Curry, Kevin Durant, Klay Thompson e Draymond Green é mesmo um timaço, e o estouro nos últimos playoffs, quando perderam somente um único jogo em todo o pós-temporada, ainda está bem fresco na memória.

A caminhada neste 2018 foi mais complicada, e é só ver o drama que se estendeu até o Jogo 7 contra o Houston Rockets, mas não dá para fechar os olhos também para o fato de que os Warriors seguem letais no ataque, liderando todos os aproveitamos de arremessos. Impossível desconsiderar também que o mando de quadra é do Golden State mais uma vez.

O Cleveland aparece muito, mas muito distante nas estatísticas. Fechou a temporada com a quinta pior defesa, e num confronto contra o Golden State chegou a sofreu nada menos que 148 pontos. Por tudo isso, o mundo do basquete não tem muitas dúvidas em colocar este Cavaliers como a maior zebra em uma decisão de NBA desde o Philadelphia 76ers de Allen Iverson contra o Los Angeles Lakers de Shaquille O´Neal e Kobe Bryant em 2001.

E o que deu na ocasião? Um tranquilo 4-1 para os Lakers. Não é de se duvidar que a série atual dificilmente chegue ao Jogo 6, mediante tamanha diferença de nível.

Fica a dica para se observar desde já com o que ocorre no terceiro quarto, quando os Warriors simplesmente atropelam os seus adversários, que não encontraram até aqui uma maneira de parar a equipe que chega descansada, porém aquecida, para cravar cerca de 30 pontos de média, contra uma efetividade muito baixa dos adversários, na casa dos 12. É esta a chave da decisão. Caso haja uma diminuição deste prejuízo antes do início do último quarto, o Cleveland até tem uma condição de tentar emparelhar. Se os Warriors jogarem soltos, aí ninguém segura.

50 pontos de média?

LeBron James está tão, mas tão sozinho nos Cavs, que há comentaristas nos Estados Unidos imaginando que ele pode fechar esta série até com uma média absurda, acima de 50 pontos por jogo. Seria mais por limitação coletiva do que por um brilho específico seu. Convenhamos: os Cavs só estão onde estão justamente por conta do Rei do Basquete, que tem um argumento dos mais certeiros para se colocar acima de Michael Jordan, que jamais esteve tão solitário em uma equipe como LeBron está agora.

Não seria a primeira surpresa do Rei nos playoffs. Há dois anos, ele superou um 1-3 para ser campeão pelos Cavs justamente em cima dos Warriors. A questão agora parece ser mais difícil, mas LeBron demonstra estar ainda mais afiado para realizar esta sua obra-prima. Ele jogou nada menos que 100 partidas pela sua equipe, somando 3.769 minutos em quadra. E tudo isso aos 33 anos e na 15ª temporada da carreira. Deve ser a deixa para ele tentar pela última vez e enfim se transferir para outra equipe – de preferência com mais um anel de campeão no dedo.

Palpite

Imaginar qualquer coisa diferente do ano passado é mesmo muito improvável. Os Warriors têm tudo para ampliar a sua dinastia, desta vez com um 4-1 ou, no máximo, um 4-2. E para você? Como será esta decisão da NBA?

Jogos das Finais da NBA 2017/2018

Jogo 1 – Quinta-feira, 31 de maio 

  • 22:00 – Golden State Warriors x Cleveland Cavaliers – Palpite: Warriors 

Jogo 2 – Domingo, 3 de junho 

  • 21:00 – Golden State Warriors x Cleveland Cavaliers

Jogo 3 – Quarta-feira, 6 de junho 

  • 22:00 – Cleveland Cavaliers x Golden State Warriors

Jogo 4 – Sexta-feira, 8 de junho 

  • 22:00 – Cleveland Cavaliers x Golden State Warriors

Jogo 5 (se necessário) – Segunda-feira, 11 de junho 

  • 22:00 – Golden State Warriors x Cleveland Cavaliers

Jogo 6 (se necessário) – Quinta-feira, 14 de junho 

  • 22:00 – Cleveland Cavaliers x Golden State Warriors

Jogo 7 (se necessário) – Domingo, 17 de junho 

  • 21:00 – Golden State Warriors x Cleveland Cavaliers

 

Comentários

1 Comentário

1 Comentário

  1. Pingback: LeBron crava históricos 51 pontos, mas Cavs vacilam e Warriors abrem 1-0 nas Finais da NBA | Ganhador.com

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar