Boxe

Deontay Wilder x Tyson Fury: saiba o que está em jogo na luta dos pesos pesados em Los Angeles

Deontay Wilder após vitória contra Luis Ortiz
Foto: Edward Diller/Icon Sportswire via Getty Images

Vencedor da luta programada para o dia primeiro de dezembro, nos Estados Unidos, pode encarar Anthony Joshua, campeão da WBA, IBF, WBO e IBO

Invictos no ringue, os boxeadores Deontay Wilder (EUA) e Tyson Fury (GBR) fazem a luta mais aguardada de 2018 no dia primeiro de dezembro, no Staples Center, em Los Angeles, Estados Unidos. Com 40 vitórias na carreira, sendo 39 por nocaute, o norte-americano atual defensor do título da WBC (Conselho Mundial de Boxe) é favorito para manter a sua longa invencibilidade através das casas de apostas, com odds a R$ 1,61 segundo o Bet365. Do outro lado, o britânico fará sua terceira luta consecutiva após um hiato de dois anos, em meio a problemas pessoais e com drogas. Com 27 vitórias, sendo 19 por KO, o desafiante é cotado em R$ 2,30.

Palpite: Vitória de Wilder, com odds a R$ 1,61 no Bet365

Melhores sites de apostas

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+4

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$150

Bônus

+3

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

Transmissão

ao Vivo

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+2 More

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$777

Bônus

+8 More

Saque em 1-2 - Dias

 

(R$ 1,61) Deontay Wilder x Tyson Fury (R$ 2,30)

Dois dos principais boxeadores da atualidade na categoria peso-pesado, Deontay Wilder, atual campeão da WBC, e o ex-campeão mundial Tyson Fury se enfrentam no dia 1º de dezembro em Los Angeles. A luta é considerada a mais importante entre os pesos pesados dos Estados Unidos e da Inglaterra desde o clássico Lennox Lewis x Mike Tyson, em 2002. Quem vencer terá boas chances de desafiar Anthony Joshua, atual campeão da WBA, IBF, WBO e IBO.

 

Por que Wilder é o favorito?

Detentor do cinturão da WBC desde janeiro de 2015, Deontay Wilder é dono de um dos carteis mais sólidos da categoria peso-pesado. Aos 33 anos, o norte-americano nascido no estado de Alabama tem 40 vitórias e nenhuma derrota, além de uma medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de 2008. Com um braço extremamente potente, o boxeador alcançou 39 nocautes. O último deles aconteceu em março deste ano, em Nova York, quando o pugilista sobreviveu aos ataques do cubano Luis Ortiz, considerado um dos principais boxeadores da divisão, e o derrotou por nocaute técnico no 10º round.

Apesar da motivação para enfrentar Tyson Fury, a quem considera um dos três maiores concorrentes ao título de melhor boxeador da atualidade, Wilder teve frustrada a sua vontade de unificar o título da categoria através da luta com Anthony Joshua. Após aceitar a bolsa de 15 milhões de dólares para desafiar o inglês no estádio de Wembley, o estadunidense viu o seu adversário e o promotor Eddie Hearn voltarem atrás da decisão, escolhendo o russo Alexander Povetkin.

 

Por que Fury é o azarão?

Afastado dos ringues por dois anos e meio, em meio as investigações por uso de esteroides e dependência química, Tyson Fury terá em dezembro a oportunidade da redenção e de alcançar sua terceira vitória consecutiva desde o período parado. E é o tempo que ficou sem lutar que pode ser a sua principal desvantagem diante de uma das principais forças dos pesos pesados.

Invicto na categoria com 27 vitórias, sendo 19 KO, o inglês tenta reconquistar o espaço e o título perdido desde os problemas com as drogas. Após bater Wladimir Klitschko em novembro de 2015 e assegurar o cinturão da Associação Mundial de Boxe (WBA), Organização Mundial de Boxe (WBO) e Federação Internacional de Boxe (IBF), o boxeador se afastou dos ringues por longos 31 meses.

De volta à atividade, Fury vem de dois importantes triunfos. Primeiro, derrubou o albanês Sefer Seferi ainda no quarto round, em junho, e recentemente, venceu por unanimidade o italiano Francesco Pianeta após dez rounds.

 

Apostas em total de assaltos

Com dois boxeadores rodeados por vitórias por nocautes, é natural que as casas de apostas mostrem números interessantes de KO no Staples Center. Wilder, por exemplo, tem a cotação de R$ 2,37 para derrubar o rival por KO ou TKO. Já Fury é cotado em R$ 7,00 para jogar o norte-americano para a lona.

Outra possibilidade imaginada aqui – e a mais provável, na minha visão – é a decisão ser realizada apenas ao final dos 12 rounds. Mas aí, os odds mudam de figura, ou melhor, apontam para um novo favorito. Possuindo uma defesa mais apurada, o inglês pode vencer o oponente na decisão técnica, em cotação de R$ 3,20. Já o atual campeão da WBC é avaliado em R$ 4,33.

 

Melhor palpite para Wilder x Fury

Com apenas 14 rounds disputados desde o seu retorno aos ringues, Tyson Fury terá o seu principal teste diante de Deontay Wilder. Apesar da vantagem em termos de envergadura e altura sobre o rival, o inglês pode sentir a falta de ritmo. Com ótimo jogo de pés e defesa sólida, o desafiante precisará estar com sua condição física e mental em dia para aguentar os bombardeios de Wilder. Mais preparado para o combate, o norte-americano deve alcançar sua oitava vitória de defesa de cinturão, o que através dos odds do Bet365 paga R$ 1,61.

Boxe: Deontay Wilder x Tyson Fury

Sábado, 1º de dezembro

  • (R$ 1,61) Wilder x Fury (R$ 2,30)

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar