Champions League

Confira análise e prognóstico para Roma x Liverpool, semifinal de hoje da Champions League 2017/2018

Foto: AS Roma/Facebook Oficial

Ingleses estão muito perto de uma decisão histórica contra o Real Madrid, mas ninguém pode descartar a Roma antes da hora                        

O impressionante Real Madrid já está lá. E a dúvida agora é para saber quem vai ser o seu adversário na decisão da Champions League. Roma ou Liverpool? O duelo decisivo ocorre nesta quarta-feira (2), às 15h45 (de Brasília), no Estádio Olímpico de Roma. Os donos da casa têm uma missão das mais difíceis: devolver os três gols de diferença da vitória inglesa por 5×2 em Anfield Road há uma semana.

A conta é simples de entender e difícil de fazer: um 3×0 para a Roma garante a passagem italiana, assim como o 4×1. Um 5×2, desta vez para a Roma, é o único placar que força uma prorrogação.  São poucas as combinações que permitem a sobrevivência da equipe italiana, mas é bom sempre lembrar que o cenário contra o Barcelona nas quartas de final era parecido. Lionel Messi e companhia ganharam por 4×1 na Catalunha e perderam por 3×0 na Itália. Resta saber se a Roma terá cacife para dobrar esta façanha.

Roma: muito coração e poucos recursos

A equipe italiana luta também contra a ideia de que já chegou muito longe. Afinal, o clube não atinge uma decisão de Champions League desde 1984, e a campanha realizada, deixando clubes grandes como Chelsea e Barcelona pelo caminho, já acabou surpreendendo até o torcedor mais eufórico da imponente squadra italiana.

São dois desfalques nesta quarta: o atacante Defrel e o lateral Karsdorp. A Roma vai exigir tudo mesmo do seu trio ofensivo El Shaarawy, Dzeko e Schick. O técnico Eusebio Di Francesco está animado. “Não há motivação maior que jogar uma semifinal de Champions League diante de 70 mil pessoas. A Roma está rendida? Não. Podem esperar um time combativo e que vai dar tudo o que tem”, anunciou, com o drama característico dos italianos.

“Admito que vou copiar e colar a estratégia que assumimos frente ao Barcelona. Não só no aspeto técnico, mas também mental e físico. Depois virá tudo o resto”, seguiu. “Queremos entrar bem e procurar marcar o mais rápido possível para entusiasmar ainda mais o nosso público.”

Cada jogo exige um repertório. Aí começa o problema desta Roma. A única chance da equipe é se o esforço se sobressair a qualquer planejamento.

‘Não somos Barça ou Chelsea’, diz técnico do Liverpool

O alemão Jurgen Klopp foi exatamente um alemão ao falar sobre as chances da sua equipe, em um discurso muito oposto ao da Roma: “Não estou aqui para falar do Barcelona. Não somos nem o Barça e nem o Chelsea”, cravou o treinador do Liverpool. “Ainda estamos na frente por 5×2, e mesmo assim as pessoas pensam que a Roma apenas precisa ganhar por 3×0. Mas isso significa que há futebol para jogar amanhã e estou muito ansioso porque é o que se quer. É uma grande oportunidade. Vai ser um jogo num fantástico estádio, numa cidade maravilhosa e contra uma equipa fortíssima”, refletiu.

O Liverpool não vai poder contar com Chamberlain, que machucou o joelho e vai precisar encarar uma longa recuperação. Ele era o “cérebro” da equipe e vai fazer falta. O ataque mortal com Salah, Firmino e Mané está garantidíssimo. “Não preciso de avisos, mas se precisasse já tinha um. Estamos numa situação bem melhor do que pensava antes do jogo de ida, essa é a verdade”, finalizou Klopp.

O único ponto negativo desta semifinal é a apreensão gerada depois de uma grande briga entre os torcedores das duas equipes na semana passada – no confronto, um torcedor do Liverpool foi esfaqueado e está internado desde então. O ambiente para a partida é de enorme apreensão. A Roma treinou com uma mensagem para dar força ao fã britânico, mas a tensão por um novo choque é realmente gigante.

Palpite

O Liverpool tem mais time que a Roma e acumula uma vantagem de três gols que não pode ser ignorada. O técnico Klopp já foi direto: “O Liverpool não é o Barcelona”. Ninguém vai ver Salah caminhando em campo como Lionel Messi caminhou nas quartas de final. A Roma, por sua vez, precisaria atingir uma eficiência rara. A chance de vitória é real, mas a possibilidade de classificação é pequena. Está com cara de mais uma partida daquelas bem típicas em que um lado – a Roma – se esforça e briga – e o outro – o Liverpool – apenas controla. Cravamos um novo empate – 1×1 ou 2×2, como o Real x Bayern. E Liverpool na decisão contra os merengues no dia 26 em Kiev, na Ucrânia.

Semifinal da Champions League 2017/2018

Quarta-feira, 2 de maio

 

  • 15:45 – Roma x Liverpool – Palpite: Empate

Comentários

1 Comentário

1 Comentário

  1. Raul

    2 de maio de 2018, às 13:22

    4×1 Roma.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar