Brasileirão Série B

Avaí x Vila Nova; Paysandu x Ponte Preta: visitantes ganham força na abertura da 20ª rodada da Série B

Jogador Alemão do Avaí
Foto: André Palma Ribeiro/Avaí Futebol Clube Flickr Oficial

Ocupando o Top 3 das equipes que mais somam pontos fora de seus domínios na segunda divisão, Tigrão e Macaca podem aproveitar instabilidades do Leão e Papão para pontuarem na virada do turno

Aquela máxima de que o clube mandante é sempre favorito antes de a bola rolar não vai “colar” na 20ª rodada do Brasileirão da Série B. O segundo turno da divisão de acesso para a elite tupiniquim começa nesta terça-feira (7 de agosto) podendo ter uma avalanche de surpresas. Os confrontos entre Avaí x Vila Nova e Paysandu x Ponte Preta são os primeiros de uma semana em que os visitantes podem “fazer a festa”, como o líder Fortaleza (37 pontos) e o vice CSA (34 pontos), que também atuam fora de casa e pegam Guarani e Goiás, respectivamente. Quem vencerá longe de estádio e seguir amedrontando as torcidas locais?

 

Vila Nova testa ascensão contra o Avaí

Duas derrotas consecutivas na bagagem e o Vila Nova já começava a viver a possibilidade de um novo jejum no Brasileirão. Mas desta vez o Tigrão acabou rapidamente com a desconfiança, superando o São Bento por 1×0 no Serra Dourada e acabando com a sequência de seis partidas sem triunfos como mandante. O feito sobre o Azulão, aliado aos tropeços de Avaí, Figueirense, Coritiba e Goiás, fez o clube goiano ganhar quatro posições na tabela, atingindo a terceira posição com 30 pontos.

Tentando se manter no G-4, os comandados de Hemerson Maria vão ao Sul do país enfrentar o Avaí tendo como trunfo seus resultados fora de Goiânia. Isso porque o Vila Nova é dono da terceira melhor marca do Brasileirão como visitante, com cinco vitórias em dez jogos. É isso que faz o clube ser tão temido por Geninho e companhia.

Sétimo colocado na classificação com 29 pontos, o Avaí poderia estar muito melhor no campeonato se não fosse a onda de empates. São quatro consecutivos, segurando a equipe bicolor na tabela. Apesar da boa campanha fora de casa, ocupando a liderança no quesito, com 18 pontos em 30 disputados, os catarinenses têm desempenho de time rebaixado quando o assunto é resultado na Ressacada. A equipe é a 17ª, com apenas duas vitórias em Florianópolis. Chegou a hora de os catarinenses acabarem com o jejum?

 

Palpite

A resposta é não. Isso acontece pelas dificuldades de o clube dirigido por Geninho em propor o jogo em seus domínios. Diante de um adversário organizado, como é o Vila Nova fora de casa, a Azurra deve continuar estagnada na classificação, alcançando o quinto empate consecutivo. Ainda mais porque o clube catarinense vive uma seca de gols em seu estádio. São três jogos sem balançar as redes adversárias em Florianópolis (0x0 com CSA e Atlético-GO e 1×0 para o Goiás).

 

Os instáveis Paysandu e Ponte Preta

Participando da gangorra do Brasileirão, Paysandu e Ponte Preta se enfrentam nesta terça, em Belém, precisando definir o que querem para a competição. Após embalar no início do torneio e até ocupar o G-4, o Papão caiu de produção, viu seu então técnico Dado Cavalcanti ser demitido e hoje é apenas o 11º colocado com 24 pontos.

Já na Macaca, a equipe convive com altos e baixos a cada rodada. Responsável pela segunda melhor campanha entre os visitantes da Série B com cinco vitórias e a 10ª posição no geral com 26 pontos, o clube campineiro não consegue fazer o seu papel no Moisés Lucarelli. Primeiro foi a punição de seis jogos com portões fechados por conta da confusão generalizada na partida do rebaixamento em 2017. Depois, mais dois jogos pelo rojão atirado de fora do Majestoso na partida contra o Oeste. Em meio a tudo isso, tropeços e mais tropeços, que colocam a equipe na penúltima posição como mandante – apenas duas vitórias.

 

Palpite

Mesmo vindo de um empate decepcionante com o Avaí em Araraquara, onde teve a oportunidade de encostar no G-4, a Ponte Preta segue no páreo. As transições rápidas da defesa para o ataque, principalmente quando o técnico João Brigatti monta sua equipe para os embates fora de casa, são os principais pontos fortes de um dos visitantes mais indigestos da competição. E, mediante a um Papão que não gera confiança e que vem de revés para o Atlético-GO, como sugerimos na 19ª rodada, a possibilidade de uma igualdade é real.

 

Confira os jogos da 20ª rodada do Brasileirão da Série B

Terça-feira, 7 de agosto

  • 19:15 – Avaí x Vila Nova – Palpite: empate
  • 21:30 – Paysandu x Ponte Preta – Palpite: empate

Sexta-feira, 10 de agosto

  • 19:15 – Goiás x CSA – Palpite: Goiás
  • 20:30 – Boa Esporte x Londrina – Palpite: Boa Esporte
  • 21:30 – Coritiba x Sampaio Corrêa – Palpite: Coritiba

Sábado, 11 de agosto

  • 16:30 – São Bento x Brasil de Pelotas – Palpite: empate
  • 16:30 – Criciúma x Atlético Goianiense – Palpite: empate
  • 16:30 – CRB x Oeste – Palpite: CRB
  • 16:30 – Guarani x Fortaleza – Palpite: Fortaleza
  • 19:00 – Juventude x Figueirense – Palpite: Juventude

 

Confira os jogos da 20ª rodada do Brasileirão da Série B

  1. Fortaleza – 37 pontos – Série A
  2. CSA – 34 pontos – Série A
  3. Vila Nova – 30 pontos – Série A
  4. Atlético Goianiense – 30 pontos – Série A
  5. Guarani – 29 pontos
  6. Figueirense – 29 pontos
  7. Avaí – 29 pontos
  8. Coritiba – 28 pontos
  9. Goiás – 27 pontos
  10. Ponte Preta – 26 pontos
  11. Paysandu – 24 pontos
  12. São Bento – 24 pontos
  13. Juventude – 24 pontos
  14. Criciúma – 23 pontos
  15. Oeste – 23 pontos
  16. Brasil de Pelotas – 21 pontos
  17. Londrina – 21 pontos – Série C
  18. CRB – 21 pontos – Série C
  19. Sampaio Corrêa – 16 pontos – Série C
  20. Boa Esporte – 14 pontos – Série C

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.