Ganhador.com

Carioca

Para o Botafogo, decisão da Taça Rio contra o Vasco será o clássico da revanche

Foto: Buda Mendes/Getty Images

Gigante da Colina derrotou o Glorioso nas duas últimas finais do Campeonato Carioca; título do segundo turno será definido em partida única, no próximo domingo, no estádio Nilton Santos

Chegou a hora! Domingo, às 16h (horário de Brasília), será realizada a decisão da Taça Rio entre Botafogo e Vasco. O palco do duelo será o estádio Nilton Santos, escolha dos dois clubes devido ao custo operacional do Maracanã. A lamentar, somente o fato de que a final do segundo turno não vale nada. Pelo menos em termos esportivos, já que o campeão irá abocanhar R$ 750 mil. A cifra, somada ao prêmio pela classificação na semifinal (R$ 150 mil), pode chegar à casa de 1 milhão reais.

Como tiveram melhores campanhas na classificação geral, Flamengo e Fluminense ganharam o direito à vantagem do empate na semifinal do Estadual. Com isso, o jogo entre botafoguenses e vascaínos transformou-se em um amistoso com direito a faixas e troféu. No entanto, a conquista teria um suave gostinho de revanche para o Bota. Com sabor de chocolate, em função do domingo de Páscoa. É que o Glorioso foi derrotado pelo Gigante da Colina nas duas últimas finais do Campeonato Carioca.

 

BOTAFOGO X VASCO

O Vasco está descansado. A partida de domingo será uma espécie de preparação para a fase final do Carioca 2017, quando Gigante da Colina luta pelo tricampeonato, feito que não alcança desde os tempos em que contava com jogadores como Jardel, Yan, Dener, William, Giovani e Carlos Germano, nos anos de 1992-93-94. Aliás, a grande vantagem cruzmaltina é não ter que se preocupar com outras competições. Eliminados da Copa do Brasil, os comandados de Milton Mendes têm no estadual a salvação do primeiro turno. Já os outros semifinalistas, o próprio Botafogo e a dupla Fla-Flu, estão envolvidos com competições continentais e a Copa da Primeira Liga.

O Glorioso, inclusive, chega à decisão da Taça Rio desgastado em função da viagem de volta da Colômbia, onde enfrentou o Atlético Nacional, na última quinta-feira (13), pela segunda rodada do Grupo 1 da Copa Libertadores da América. Assim como na semifinal do segundo turno, quando derrotou o Fluminense por 3 a 1, o técnico Jair Ventura deve fazer a opção por uma escalação de uma equipe recheada de reservas, com a exceção do goleiro Gatito Fernández. Ainda não é certa a presença de outros atletas tidos como titulares.

Aliás, a grande preocupação dos botafoguenses é com o excesso de jogadores entregues ao departamento médico. Além de Montillo, Airton e Marcelo, que desfalcaram o Fogão na Colômbia, o time perdeu dois especialistas na lateral-direita. Jonas, que corre sério risco de perder o restante da temporada, e Marcinho, oriundo das divisões de base e que rompeu os ligamentos contra o Resende, na última rodada da fase de grupos. A previsão de retorno é para daqui a seis meses.

E quem já está treinando com o grupo é o lateral Maicon, que defendeu a Seleção Brasileira nas Copas do Mundo de 2010 e 2014. Oficialmente, ele está apenas utilizando as dependências do clube para manter a forma, mas são as grandes as chances de acerto para a disputa do Campeonato Brasileiro.

 

VASCO COMPLETO PARA A FINALÍSSIMA

Diferente do Botafogo, que vai juntando os cacos entre “mortos e feridos”, o Vasco entrará em campo, no próximo domingo, com o que há de melhor no elenco. Depois do empate em 0 a 0 contra o arquirrival Flamengo, que valeu a presença na final do segundo turno, o Gigante da Colina tem no garoto Douglas Luiz uma das esperanças de bons momentos na decisão.

Ao lado dos experientes Nenê e Luís Fabiano, que graças a um efeito suspensivo irá participar do jogo, o jovem meia espera evoluir ainda mais com a camisa oito e ajudar o clube da Cruz de Malta a sagrar-se tricampeão estadual. Aliás, a promessa da base, que tem apenas 18 anos, quer ajudar o Fabuloso a marcar o seu primeiro gol com o manto vascaíno.

 

HISTÓRIA DA TAÇA RIO

A Taça Rio está em sua 34º edição. O status de maior campeão da competição, que vale como o segundo turno do estadual, é dividido entre Flamengo e Vasco, ambos com nove conquistas. Logo atrás, com sete troféus, aparece o Botafogo. Portanto, está aí mais um pequeno atrativo para os dois finalistas. Enquanto o Gigante da Colina pode passar o rubro-negro da Gávea, o Alvinegro vê a possibilidade de se aproximar dos dois. O Fluminense conquistou a Taça Rio em apenas duas ocasiões, assim como o Madureira.

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar