Ganhador.com

Copa Libertadores

O Barcelona é o Internacional na Taça Libertadores da América

Foto: AP Photo/Dolores Ochoa

Bola rola às 21h45 desta quarta-feira em Guayaquil

O Flávio Soares, meu colega de redação, se lembra bem do Barcelona. Foi o genérico do clube espanhol que despachou o Santos nas quartas de final. Meu amigo achava que o Alvinegro Praiano ia passar com um pé nas costas. Lembra-se de quando o Barcelona de Guayaquil serviu o Peixe e o Porco? Chegou a hora de apresentar aos gaúchos o jeito certo de fazer churrasco, com vermelho de sangue, com vermelho de Colorado!

 

Histórico

Todas as vezes em que Grêmio e Barcelona se cruzaram, o Tricolor gaúcho foi melhor. Foram três vitórias em amistosos, em 1954, 1977 e 1996, e dois triunfos pela Copa Sul-Americana de 2012: 1 a 0 e 2 a 1. Está na hora de quebrar o tabu!

 

Como chegaram até aqui?

O Barcelona se classificou para a Libertadores por ter se sagrado campeão equatoriano de 2016. Os Canários ficaram em segundo lugar no grupo 1, atrás do Botafogo, mas à frente de Estudiantes e Nacional-COL. Nas oitavas de final ganhou do Palmeiras, nos pênaltis, e nas quartas de final despachou o Santos, em plena Vila Belmiro.

O Grêmio entrou no torneio por ter prevalecido na Copa do Brasil do ano passado. Terminou em primeiro da chave 8, que tinha Guaraní, Deportes Iquique e Zamora. Se teve babas no quadrangular, foi obrigado a encarar pedreiras no mata-mata. Primeiro, o Godoy Cruz, e depois o Botafogo.

 

O Barcelona da Libertadores é diferente

Nem passa pela cabeça do mais fanático torcedor que o Barcelona possa defender o título conquistado da Série A equatoriana no ano passado. O time se mostra desinteressado pela contenda doméstica e se arrasta em campo, se satisfazendo com empates. No último fim de semana, os reservas seguraram o Nacional, em Quito, por 3 a 3. Um fato inusitado marcou o espetáculo: os jogadores entraram em campo com um cartaz protestando contra o horário do embate (meio-dia) e a radiação solar. Os Canários estão em nono lugar no segundo turno e em sexto no somatório geral.

Por este desempenho pífio, nem parece aquele Barça encantador que já eliminou diversas agremiações grandes nesta edição da Libertadores. Não somente os venceu, como mostrou um futebol de qualidade.

 

Cevallos novamente pelo caminho

José Cevallos era o goleiro da LDU de Quito, quando o Equador faturou sua única Libertadores da história. Foi em 2008, quando o comandante do Fluminense, vice-campeão, era Renato Gaúcho. A derrota nos pênaltis ainda não está bem digerida pelo treinador gremista, que deseja uma revanche nesta semifinal.

O Mosqueteiro atuou no fim de semana com seus atletas suplentes e perdeu para o Palmeiras por 3 a 1. Logo depois do insucesso, a delegação viajou para o interior do Equador, onde chegou de madrugada.

Os gaúchos dizem que Luan e Michel estão cem por cento recuperados. Para mim, eles estão bichados, sem ter recuperado totalmente a massa muscular e atuando no sacrifício. Vamos ver quanto dura, Flávio Soares! Léo Moura, Jaílson e Cícero devem ser opções no banco. Bruno Rodrigo ficou no Rio Grande do Sul se recuperando de lesão.

Aquele Grêmio todo certinho que começou a se formar no início da temporada, se desmontou no fim de agosto. O que aconteceu ninguém sabe, mas o Tricolor não é mais aquele capaz de perseguir o Corinthians, nem de brilhar nos torneios copeiros.

 

As possíveis escalações

Barcelona: Banguera; Pedro Velasco, Aimar, Arreaga e Beder Caicedo; Gabriel Marques, Matías Oyola e Damián Díaz; Esterilla, Jonatan Álvez e Marcos Caicedo. Técnico: Guillermo Almada.

Grêmio: Marcelo Grohe; Edílson, Pedro Geromel, Kannemann e Bruno Cortez; Michel, Arthur, Ramiro, Luan e Fernandinho; Lucas Barrios. Técnico: Renato Gaúcho.

 

Serviço

A comercialização de bilhetes para a semifinal começou há dez dias. Os pontos de venda estão espalhados por Guayaquil, Cuenca, Portoviejo e Salinas.

Os preços variam entre US$ 20,00 e US$ 50,00.

A expectativa é que todos os 57.267 assentos estejam ocupados no momento do apito inicial. Até ontem, restavam apenas três mil tickets nas bilheterias.

 

Palpite

Mesmo sem assistir às pelejas do Campeonato Equatoriano, dá para perceber, pelo desempenho do Barcelona, que ele está muito mais concentrado e motivado em conquistar a América do Sul. Seu país é pouco para ele.

O mais legal é que o Barça sempre foi zebra. Segundo bem disse seu presidente: “a imprensa nos eliminou desde a fase de grupos”. O primo pobre desclassificou gigantes, como o atual campeão Nacional-COL, segurou o caríssimo elenco do Palmeiras e não se intimidou com a mística do alçapão da Vila Belmiro.

O Grêmio é a próxima presa nesta sequência. O Barcelona ganha em seus domínios por 3 a 0 e segura o 1 a 1 no Brasil para avançar.

O Miguel comemora, o Flávio chora. O Internacional festeja e o Grêmio pede piedade. Quem viver, verá!

 

Jogos de ida das semifinais da Taça Libertadores da América de 2017

Terça-feira, 24 de outubro

  • 20h15: River Plate x Lanús – palpite: River Plate.

Quarta-feira, 25 de outubro

  • 21h45: Barcelona x Grêmio – palpite: Barcelona.

 

Comentários

4 Comentários

4 Comentários

  1. Pingback: Que volte o Fla-Flu de antes (com as dicas do grande livro do momento) | Ganhador.com

  2. Pingback: Barcelona joga pela honra do futebol do Equador | Ganhador.com

  3. Anônimo

    1 de novembro de 2017, às 07:35

    Acertou o 3 a 0…
    Só erro o lado.

  4. Pingback: Um, dois, três, Fluminense é freguês! (e o Flávio Soares também) | Ganhador.com

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar