Ganhador.com

Brasileirão Série A

Na fuga do rebaixamento, São Paulo visita o Atlético-MG pela 27ª rodada do Brasileirão 2017

São Paulo
Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net

Com Oswaldo de Oliveira no comando técnico, Galo tenta trazer de volta a mística do Independência; ainda em perigo, Tricolor Paulista precisa somar pontos

Depois de alguns dias de descanso com as Eliminatórias Sul-Americanas, o Brasileirão da Série A retorna com tudo nesta quarta-feira (11 de outubro) com um dos maiores clássicos do futebol nacional. Atlético Mineiro e São Paulo se encaram no estádio Independência, às 21h45, em jogo pela 27ª rodada, tentando amenizar a fraca temporada que têm tido até o momento. Em meio a um 2017 decepcionante, com trocas de técnicos, irregularidade dentro de campo e polêmicas fora dele, as duas equipes buscam dar uma resposta rápida as suas exigentes torcidas. Com a chegada de Oswaldo de Oliveira, o Galo sonha com a Taça Libertadores de 2018, enquanto o Tricolor Paulista ainda convive com o fantasma do rebaixamento.

 

Olho no G-6

Que todo jogo é importante, não temos dúvida. Mas o Atlético Mineiro, nono colocado na tabela com 34 pontos, coloca o embate com os são-paulinos como o último suspiro em relação à Taça Libertadores. Atualmente seis pontos atrás do Botafogo, sexto colocado e dono da última vaga para a competição continental, o Galo precisa vencer ou vencer se quiser continuar tendo um objetivo claro na temporada.

Apesar da distância para o Fogão, os mineiros têm a possibilidade de tirá-la em confrontos diretos, já que ainda enfrenta os cariocas pelo Brasileirão. Ou seja, as chances de Oswaldo de Oliveira e companhia continuam vivíssimas.

 

Arapuca?

Um dos principais trunfos da equipe desde a reinauguração do estádio, o Independência tem dado muita dor de cabeça aos atleticanos. Isso porque os mineiros possuem a segunda pior campanha como mandante no nacional. São apenas três vitórias em 13 partidas disputadas. São incríveis sete derrotas e outros três empates.

Para dar um ponto final, o Atlético Mineiro resgata uma frase do ex-mandatário do São Paulo, Juvenal Juvêncio (já falecido), que ficou muito famosa após o duelo das duas equipes pelas oitavas de final da Libertadores de 2013: “É uma arapuca, com barulho fantástico. Você tem que atravessar no meio da torcida adversária, uma coisa maluca. Não se pode nem chamar de estádio”, palavras do folclórico presidente. Assim, o Galo, do goleador Fred, tenta dar um basta à irregularidade e iniciar uma reação, que pode culminar na chegada ao G-6 em duas rodadas.

 

Otimismo são-paulino

O alívio é nítido durante os treinamentos e coletivas de imprensa do São Paulo após a equipe deixar, finalmente, a zona do rebaixamento. Já são quatro jogos de invencibilidade na competição – duas vitórias e dois empates. Mas esse sentimento pode mudar a qualquer momento dependendo de um resultado em Belo Horizonte. Por isso, o técnico Dorival Júnior continua com a missão única e exclusiva de livrar o Tricolor Paulista da disputa da segunda divisão.

Com 31 pontos na tabela e a 14ª posição, os são-paulinos continuam muito próximos da turma dos desesperados. A diferença para o Sport, primeiro time do Z-4, por exemplo, é de apenas um ponto. Mesma situação vivem Ponte Preta e Fluminense, que contam com a mesma pontuação paulista, mas perdem no critério de desempate.

 

Pratto reencontra ex-clube

Lucas Pratto foi o nome do Atlético Mineiro nos últimos anos. Com faro de gol apurado e muita dedicação dentro de campo, o argentino logo caiu nas graças da torcida. Mas Fred chegou e, sem esquema tático que aguentasse dois atacantes de área, a equipe resolveu negociá-lo com o São Paulo.

Nesta quarta-feira, Pratto reencontrará seu ex-clube. Ele terá pela frente um time bem diferente daquele que acostumou jogar no Independência, varrendo os adversários. No entanto, o hermano também vive situação complicada com a camisa são-paulina, chegando há 10 jogos sem balançar às redes.

 

Palpite

Quando Atlético Mineiro e São Paulo se enfrentam gols não faltam. E isso é fundamental para o espetáculo, não é? Com dois treinadores favoráveis ao “jogo para frente” e dois goleadores – Fred e Lucas Pratto -, podemos esperar bola na rede de ambos os lados. Um empate é uma das possibilidades reais em razão da dificuldade das equipes em propor o jogo, mas o Galo, tentando reacender o Horto pode se dar melhor perante sua torcida.

 

Jogos da 27ª rodada do Brasileirão 2017

Quarta-feira, 11 de outubro

  • 19:30 – Botafogo x Chapecoense – Palpite: Botafogo
  • 19:30 – Atlético Paranaense x Atlético Goianiense – Palpite: Atlético Paranaense
  • 21:00 – Corinthians x Coritiba – Palpite: Corinthians
  • 21:45 – Atlético Mineiro x São Paulo – Palpite: Atlético Mineiro
  • 21:45 – Grêmio x Cruzeiro – Palpite: Grêmio
  • 21:45 – Avaí x Vasco – Palpite: empate

Quinta-feira, 12 de outubro

  • 17:00 – Flamengo x Fluminense – Palpite: empate
  • 17:00 – Vitória x Sport – Palpite: empate
  • 17:00 – Ponte Preta x Santos – Palpite: Santos
  • 21:00 – Palmeiras x Bahia – Palpite: Palmeiras

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar