Ganhador.com

Copa Sul-Americana

Hoje tem Fluminense contra Universidad Católica do Equador!

Foto: Alexandre Schneider/Getty Images

Embate pela Copa Sul-Americana começa às 21h45.

Fluminense é franco favorito contra um time praticamente desconhecido que nunca foi campeão nem de seu país. Os brasileiros têm tudo para sair na frente na eliminatória e – quem sabe – por uma boa margem de gols para ter tranquilidade no segundo encontro, que será disputado na altitude de Quito.

 

Palpite

Não há dúvidas que o Fluminense deve prevalecer no duelo de logo mais. Aliás, não espero nada menos que uma goleada tricolor. O representante equatoriano nunca foi grande coisa nem em seu território, o que dirá internacionalmente. Além do mais, não se trata de um super elenco montado com baixo custo e que surpreende a todos. São jogadores que lutam para se manter na zona intermediária em seu campeonato nacional e não correr riscos de rebaixamento.

O Equador tem pouquíssimos títulos internacionais e os jogadores que revela são graças principalmente aos quatro grandes da nação: Barcelona, Emelec, LDU de Quito e Nacional. A Universidad Católica não faz parte deste contingente. Os atletas cariocas, ao contrário, são destaques no país do futebol, passaram por categorias de base criteriosas e alguns deles almejam vestir a camisa da seleção brasileira. Curiosamente, dois bons profissionais equatorianos estão no quadro das Laranjeiras.

Meu único medo é me decepcionar, como foi contra o Liverpool, onde o Fluminense poderia ter dado uma goleada histórica e só venceu por 2 a 0. Tentarei animar o Pó de Arroz: Fluminense 5 a 0!

     

Como chegaram até aqui?

Poucas são as glórias da Universidad Católica. Até hoje, a equipe conquistou três vezes a segunda divisão equatoriana (1990, 2007 e 2012). Na elite, foi duas vezes vice-campeã nacional, em 1973 e 1979. Na liga de 2016, ficou em sétimo entre doze concorrentes na soma dos dois turnos e garantiu presença na Copa Sul-Americana. Os Camaratas são uma das três agremiações da capital Quito na primeira divisão. As outras são a LDU e o Nacional.

No certame desta temporada, o Trem Azul tem um desempenho mediano. Atualmente, ocupa o sétimo lugar com seis vitórias, seis empates e sete derrotas.

Na primeira fase da competição continental, a Universidad Católica derrotou duas vezes o Club Petrolero boliviano. Foi 3 a 1 em Yacuiba e 3 a 0 em Quito.

O Fluminense terminou o Brasileirão de 2016 em décimo-segundo lugar e se classificou para o mata-mata continental. Na primeira rodada, bateu o Liverpool por 2 a 0 no Maracanã e pôde perder para os uruguaios por 1 a 0, em Montevidéu.

 

Como o Fluminense chegou para este confronto?

Por incrível que pareça, esta batalha é apenas um detalhe na conturbada semana do Fluminense. A briga política entre grupos de sócios em torno do futuro estádio do tricolor foi o que ocupou as manchetes dos jornais. Em vez de tentar levar adiante o projeto de Pedro Antônio, homem por trás de viabilizar as obras do Centro de Treinamento, o presidente Pedro Abad optou por demiti-lo, sem explicar muito bem o porquê, apenas alegando que a instituição centenária prefere outra arena.

O que se sabe é que o estádio das Laranjeiras deveria ser transformado em estádio olímpico, pois sua capacidade é pequena. Para o gramado há um projeto de trocar o futebol por quadras de tênis. É raro ver agremiações com quadras de tênis de grama no Brasil! A pista de atletismo, que durante muitos anos existiu, poderia ser também reconstruída. Para isso, o clube precisa ter um local fixo para mandar suas partidas.

O Maracanã, ainda sem ser licitado, é inviável financeiramente. Graças aos laudos obtidos junto ao Corpo de Bombeiros e diversos órgãos municipais de Mesquita, o estádio Giulitte Coutinho, do America, obteve um novo alvará e o Pó de Arroz deverá arrenda-lo até o final do ano.

Até o técnico Abel Braga foi perguntado sobre estádio e demissões de seu empregador. Ele não respondeu e tentou blindar seu plantel da política. Dentro de campo, deverá manter os titulares que vêm utilizando.

 

As prováveis Escalações

Fluminense: Júlio César; Lucas, Reginaldo, Henrique e Léo; Orejuela, Wendel e Gustavo Scarpa; Richarlison, Marcos Calazans e Henrique Dourado. Técnico: Abel Braga.

Universidad Católica de Quito: Galíndez; Lopez, Carabalí e Obando; Meneses, Godoy, Gil Romero e Lucas; Defederico; Patta e Cifuentes. Técnico: Jorge Célico.

 

Jogos da semana

A segunda fase da Copa Sul-Americana começou na terça-feira, em Guayaquil. O Independiente Santa Fé aproveitou o estádio praticamente vazio e saiu na frente do Fuerza Amarilla, com um gol de Mosquera aos 7′ minutos. Cinco minutos depois, Cano cobrou com eficiência uma penalidade máxima para empatar e dar números finais à peleja. A volta será em Bogotá.

O Defensa y Justicia tenta desclassificar o segundo representante tupiniquim do torneio. Na etapa anterior, o São Paulo foi a vítima. Ontem, mesmo na Argentina, quem ficou mais perto do gol foi a Chapecoense. Com a expulsão de Andrei Girotto no começou da segunda etapa porém, o panorama mudou. Os hermanos pressionaram desordenadamente e os catarinenses tentavam responder em contra-ataques. No último lance, um cruzamento da esquerda achou Stefanelli sozinho para cabecear e fazer 1 a 0.

O Timão parece ter sentido os efeitos da altitude e da longa viagem até o interior da Colômbia. Em campo, os corintianos pouco produziram e recuaram para segurar o empate desde o começo. Maurício Gómez chutou cruzado para fazer o gol do Patriotas, um resultado inesperado. No segundo tempo, os rubros continuaram mandando na partida mas como quem não faz, leva, Balbuena achou uma bola alçada na área e, de cabeça, deixou tudo igual aos 46’.

 

Jogos de ida da 2ª fase da Copa Sul-Americana

Terça-feira, 27 de junho:

  • Fuerza Amarilla 1×1 Independiente Santa Fé (R$ 3,05)

Quarta-feira, 28 de junho:

  • Defensa y Justicia 1×0 Chapecoense (R$ 1,71)
  • Patriotas 1×1 Corinthians (R$ 3,08)

Quinta-feira, 29 de junho:

  • 19h15: (R$ 1,66) Ponte Preta x Sol de América (R$ 5,00) (Empate R$ 3,40)
  • 21h45: (R$ 1,57) Racing x Independiente Medellín (R$ 5,50) (Empate R$ 3,60)
  • 21h45: (R$ 1,29) Fluminense x Univ. Católica Quito (R$ 9,16) (Empate R$ 5,30)

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar