NBA

Golden State Warriors x Cleveland Cavaliers: como Stephen Curry chega para a decisão?

Foto: Thearon W. Henderson/Getty Images

Chamado de “amarelão” na final do ano passado, ele agora tem ótima chance de se redimir

Ontem (29) falamos das chances de LeBron James nesta grande decisão da NBA, e hoje vamos inverter o lado da quadra e analisar as possibilidades da outra grande estrela desta final, o cestinha Stephen Curry, do Golden State Warriors.

E a primeira grande questão que vai acompanhá-lo nesta final será: o “apagão” do ano passado não vai voltar a escurecer seu desempenho?

Para aqueles que não lembram, a decisão da última temporada viu uma das grandes viradas da história – e é claro que muito disso tem mérito dos Cavs, mas também vacilo dos Warriors, que simplesmente pararam de jogar do 3-1 em diante.

Parecia até que Steve Kerr achava que a conta era de quatro partidas no geral, e não quatro vitórias, pois do Jogo 5 em diante o cenário foi drasticamente diferente das partidas anteriores daquela decisão.

   

UMA SÉRIE, VÁRIAS HISTÓRIAS

Afinal, o Cleveland não apenas venceu os jogos 5, 6 e 7 – como deu um verdadeiro baile nos duelos 5 e 6, com 15 pontos de vantagem em ambas as partidas. Só o Jogo 7, a grande final, apresentou equilíbrio e vitória apertada por 93×89.

E olhar com atenção para o desempenho de Curry nesses jogos também ajuda a entender a queda dos seus colegas.

O cestinha teve um começo lento na série do ano passado. Marcou apenas 11 e 18 pontos nos Jogos 1 e 2. A partida 3 sim teve um desempenho “nível Stephen Curry”, com 38 pontos anotados, mas sua mão perdeu o calibre logo a seguir, caindo para 25, 30 e 17 pontos anotados nas partidas que fecharam a série.

Lembram do papo de que LeBron James “amarelou” na decisão de 2011 contra o Dallas Mavericks? Foi mais ou menos este o cenário mental que acompanhou Curry nas semanas seguintes à virada sofrida pelos Warriors na final do ano passado.

   

O AUGE DA PRECISÃO

É interessante analisar que os números de Curry nos atuais playoffs são os melhores de sua carreira. Ele ultrapassou a média de 50% dos arremessos de quadra pela primeira vez: são exatamente 50,2% – sua melhor marca era de 45,6% em 2014/2015.

E confirmando sua fama de ser o maior arremessador dos nossos tempos – e para a gente daqui do Ganhador ele é inclusive o maior de toda a história -, o índice de cestas de três de Curry é compatível com o das bolas valendo dois: Stephen entra nesta decisão com absurdos 43,1% de acertos de três, também sua melhor média jamais obtida nos playoffs. Os 43,1% superam os 42,2% de novo da temporada 2014/2015, quando os Warriors foram campeões e demonstraram ser totalmente dependentes das suas “mãos santas” para ganhar a liga.

Curry, é bom lembrar, consegue manter essas médias inclusive quando chega à decisão, o que é assustador.

Afinal, as marcações nas finais são as mais duras de toda a liga, e quem acompanha a NBA lembra bem como era insana a pressão de Matthew Dellavedova sobre ele na decisão do ano passado.

Na primeira das duas finais diante dos Cavs, em 2015, Curry empatou seu aproveitamento de bolas de três – os 40% do playoff antes da decisão foram convertidos também nas finais.

Houve, porém, uma queda na final do ano passado, em 2016, quando ele desceu de 43,8% para 39,3%.

Há, claro, a grande dúvida de saber como será a estratégia de Steve Kerr podendo escalar Curry e Kevin Durant juntos. O jogo agora pode ser muito mais variado, e os Cavs vão precisar marcar dois MVPs que entram fácil na lista dos maiores de todos os tempos em técnica e efetividade.

Pois – surpresa das surpresas – os números de aproveitamento de Durant nesta série também estão entre os melhores de sua carreira e no nível de Curry! São simplesmente 55,6% nos arremessos de quadra e 41,7% nas bolas de três.

Tudo bem, os Cavs são os atuais campeões e contam com um dos maiores jogadores de todos os tempos: estamos falando obviamente de LeBron James, mas como parar os Warriors e sua fabulosa máquina de fazer cestas?

(E olhe que ainda nem colocamos Klay Thompson na história…)

Chega logo, dia 1º!

   

As datas das finais da NBA são:

  • 01/06 – Jogo 1 – 22h – Golden State Warriors x Cleveland Cavaliers
  • 04/06 – Jogo 2 – 21h – Golden State Warriors x Cleveland Cavaliers
  • 07/06 – Jogo 3 – 22h – Cleveland Cavaliers x Golden State Warriors
  • 09/06 – Jogo 4 – 22h – Cleveland Cavaliers x Golden  State Warriors
  • 12/06 – Jogo 5 * – 22h – Golden  State Warriors x Cleveland Cavaliers
  • 15/06 – Jogo 6 * – 22h – Cleveland Cavaliers x Golden  State Warriors
  • 18/06 – Jogo 7 * – 22h – Golden  State Warriors x Cleveland Cavaliers
    * Se necessários

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.