Ganhador.com

Boxe

Gennady Golovkin coloca 4 cinturões em disputa contra Daniel Jacobs

Foto: Harry How/Getty Images

Prepare-se para um dos maiores combates do ano no boxe: A luta que decidirá o melhor peso médio do mundo acontece neste sábado (18), em Nova York. Confira o prognóstico.

A expectativa é a maior possível. Afinal, não é todo dia que o dono de quatro títulos mundiais coloca seus cinturões em jogo. E este grande evento acontecerá no próximo sábado (18), no mítico Madison Square Garden, em Nova York, onde o campeão dos médios pelo Conselho Mundial de Boxe (WBC), Associação Mundial de Boxe (WBA), Federação Internacional de Boxe (IBF) e também da Organização Internacional de Boxe (IBO), Gennady Golovkin, dará a chance ao desafiante, Daniel “The Miracle Man” Jacobs, de se apoderar de todo o seu “tesouro”. O vencedor será, sem sombra de dúvidas, o melhor peso médio do mundo.

 

O QUE ESPERAR DE GOLOVKIN?

Golovkin venceu todos os 36 combates de sua trajetória como profissional, sendo 33 deles por nocaute, quando os últimos 23 foram em sequência. A última vez que ele não parou um oponente antes do fim do último assalto foi em 21 de junho de 2008, na vitória sobre Amar Amari, na Dinamarca.

No entanto, em sua mais recente luta, contra Kell Brook, Golovkin foi atingido com vários diretos. Às vezes, ele tinha a guarda furada facilmente. O supercampeão, nascido no Cazaquistão, suportou bem porque o oponente era um pugilista que gosta de levar o combate até o fim e que não imprime um ritmo frenético; diferente de Jacobs, que encurrala os adversários até conseguir a vitória por nocaute. Se o desafiante do próximo sábado tiver espaço para acertar tantos golpes quando Brook, “GGG” poderá sofrer sua primeira derrota na carreira.

 

A PROVÁVEL TÁTICA DO CAMPEÃO

Quanto mais Golovkin tiver a capacidade de forçar Jacobs contra as cordas e o córner, maiores serão suas chances de vencer o combate. Em compensação, o norte-americano, que tem 30 anos, é mais ágil, o que forçará o atleta do Cazaquistão, de 34, a trabalhar o corpo do desafiante para retardá-lo. Muitas vezes, “GGG” usa como tática uma sequência de golpes abaixo da guarda. A realidade é que ninguém é campeão de tantos cinturões à toa, pois estamos nos referindo a um pugilista com muitos recursos e vasto repertório.

 

PONTOS FRACOS DE GOLOVKIN A SEREM EXPLORADOS POR JACOBS

Como mencionamos antes, Golovkin não é um alvo difícil de atingir. Ele não é de recuar e estará lá para Jacobs o atingir. O norte-americano precisa se esforçar para manter a disputa no centro do ringue, onde ele pode utilizar a velocidade a seu favor.

 

GOLOVKIN: O GRANDE FAVORITO

Golovkin é um lutador mais completo e conta com um queixo de aço (resistência essencial no boxe). Já Daniel Jacobs vai mais na emoção e fará desta luta o maior desafio para o supercampeão até hoje. Mas, no fim, o poder de Golovkin irá se sobressair. E por nocaute. Não na primeira parte do combate, mas entre o nono e décimo primeiro assalto.

Gennady Golovkin é, indiscutivelmente, um dos boxers mais admirados do mundo. Além de charme e carisma, ele tem força, habilidade, sabe controlar um combate e não tem o mínimo dó de seus adversários. O atleta do Cazaquistão nunca entra em um luta no sentido de que a mesma irá durar 12 rounds. Não é do estilo dele deixar que a decisão fique a cargo dos jurados. Golovkin é, em muitos aspectos, exatamente o que os fãs querem de um boxeador profissional.

Provavelmente, Daniel Jacobs é a maior ameaça para “GGG” na divisão dos médios. O pugilista norte-americano também desperta um grande afeto dos fãs, ainda mais depois que salvou a carreira ao vencer uma ferrenha batalha contra o câncer. A realização deste combate é legitimamente necessária. Jacobs tem reivindicando a condição de “campeão dos médios” desde 2014. Pode ser que tenha chegado a vez dele.

 

RAIO-X DOS DOIS LUTADORES

Gennady Golovkin
País de origem: Cazaquistão
Cartel: 36v-0d-33n

Daniel Jacobs
País de origem: Estados Unidos
Cartel: 32v-1d-29n

 

PALPITE: VENCE GOLOVKIN

Por ser bastante temido, Golovkin geralmente tem dificuldade de atrair lutadores de alto perfil para o ringue com ele. No entanto, seu currículo registra várias vítimas notáveis, como Kell Brook (mais recentemente), David Lemieux, Martin Murray, Daniel Geale, Curtis Stevens e Matthew Macklin. O que mais impressiona é o fato de que “GGG” mantém uma incrível marca de 17 lutas consecutivas em que consegue defender seus títulos mundiais dos médios. O apelido de Jacobs, Miracle (milagre, em inglês), será mais do que necessário.

Odds: Gennady Golovkin (1.14), Daniel Jacobs (6.00).

 

Comentários

1 Comentário

1 Comentário

  1. Geferson

    9 de abril de 2017, às 19:01

    Gostei

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar