Ganhador.com

Copa Paulista

Ferroviária x Inter de Limeira: quem fatura a Copa Paulista?

Ferroviária x Inter de Limeira
Foto: Beto Boschiero/Ferroviária S/A

Equipes tradicionais do interior paulista medem forças na finalíssima que será disputada às 18h (de Brasília) deste sábado (25) em Araraquara   

Deste sábado (25) não passa. Quem gosta do futebol decidido com a emoção característica dos mata-matas tem um excelente programa às 18h (de Brasília), quando Ferroviária e Inter de Limeira fazem, no Estádio da Fonte Luminosa, em Araraquara, o segundo e decisivo jogo da final da Copa Paulista, torneio que agita o calendário do Estado neste segundo semestre. A primeira partida foi disputada em Limeira e terminou 0x0. Um novo empate leva a decisão para os pênaltis.

 

Uma decisão muito equilibrada

O fato de Ferroviária e Inter chegarem à finalíssima depois de um 0x0 não é o único sinal de que a decisão é, realmente, das mais parelhas. Os dois times demonstram campanhas muito similares, sendo difícil apontar um favorito.

Time tradicional da cidade de Araraquara, a Ferroviária somou um único ponto a mais que a Inter (47 a 46). Por isso a decisão será em casa. E vejam a ironia: mesmo com esta possibilidade, a Ferroviária não é o melhor mandante da competição, tendo um aproveitamento de 75% em sua casa, abaixo dos 77,7% demonstrado pela Inter de Limeira.

A paridade é vista também no saldo de gols. A Ferroviária tem o melhor ataque e a melhor defesa, mas por pouco. O time de Araraquara marcou 39 e sofreu 16, enquanto a Inter de Limeira exibe 35 e 17, respectivamente.

A Ferroviária leva vantagem em dois postos específicos: conta com o artilheiro da competição, o atacante Léo Castro, com 14 gols, e o goleiro Tadeu, que passou 11 rodadas sem sofrer um gol sequer e é o menos vazado do torneio.

Léo Castro é um capítulo à parte nesta decisão. Com 23 anos, chegou a ser o maior artilheiro de São Paulo durante certa altura da temporada, superando inclusive Jô, o destaque ofensivo do Corinthians que acaba de ganhar o Brasileirão. Enfrentar a Inter de Limeira não será uma novidade para ele. Quando jogava pelo Nacional, da capital paulista, encarou a Inter em três ocasiões, perdendo duas e empatando outra pelo Campeonato Paulista da Série A3, no primeiro semestre. Já nesta Copa Paulista, na fase de classificação, participou das duas partidas que terminaram em empate, um 2×2 em Araraquara e um 0x0 em Limeira. Léo, aliás, fez um dos gols da Ferroviária no 2×2.

 

Goleiro surge como herói da Inter

O nome dele é Rafael Pin, mas pode chamá-lo de Magrão. Grande responsável pela ida da Inter de Limeira à final depois de pegar dois pênaltis na semi contra o XV de Piracicaba, ele não descarta uma nova definição na marca da cal: “Nossa equipe está preparada. A gente já vem da semifinal, onde passamos nos pênaltis, e o time está muito concentrado. No futebol, quando existe concentração, se alcança tudo”, afirmou.

“Apesar dos treinos, não tem como ter certeza que vai dar certo na hora do jogo. A gente analisa as batidas, o nosso analista de desempenho passa tudo para a gente. Isso é muito importante. Mas, claro, na hora tudo pode mudar. Tem que ter frieza”, seguiu Magrão.

A defesa é o ponto forte desta Inter de Limeira. Os zagueiros Nikolas e Lucas Balardin atuaram juntos durante grande parte da Copa Paulista. Ambos de juntaram aos laterais Vinicius e Calixto e, das quartas de final em diante, o time só levou cinco gols.

“Vale ressaltar o entrosamento do nosso grupo. Todo mundo ajuda na marcação, e o que os zagueiros estão jogando não é brincadeira. Fizemos um grande campeonato. É um time que marca muito e existe muita conversa. Um confia no outro. Quando um erra, o outro está lá para ajudar. Um grupo vencedor só conquista títulos assim, quando um sabe onde o companheiro está no campo”, concluiu Magrão.

 

Palpite

As decisões são imprevisíveis por natureza – de uma competição tão apertada quanto esta Copa Paulista, ainda mais. A Ferroviária leva duas vantagens que podem fazer a diferença. Jogar na Fonte Luminosa, que deve estar lotada neste sábado, é um fator que ninguém pode descartar. Contar com o artilheiro da competição, o esforçado e técnico Léo Castro, é outro detalhe que pode significar a conquista da equipe do uniforme grená. Há sim a possibilidade de um novo 0x0 e decisão por pênaltis – mas, jogando em casa, a tendência é de título para a Ferroviária: imaginamos um 1×0, no sufoco.

 

Jogo de volta da final da Copa Paulista 2017

Sábado, 25 de novembro, 18:00 – Ferroviária x Inter de Limeira – Palpite: Ferroviária

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar