Ganhador.com

UFC

Ronda Rousey perto do fim

Foto: Frazer Harrison/Getty Images

Como já citado aqui no Ganhador em uma coluna recente, Ronda Rousey não precisa tanto assim de um retorno ao MMA. Ela o faz motivada pelo orgulho e pela sua competitividade, marca registrada. Ela quer recuperar o cinturão do UFC e mostrar que, como atleta, é capaz de dar a volta por cima após uma traumática queda. Mas esse desejo não vai muito longe. Mesmo após longo tempo afastada, Rousey não pretende prolongar sua volta e está perto da aposentadoria.

Durante sua participação no programa “The Ellen DeGeneres Show”, Ronda anunciou que o duelo contra Amanda Nunes, marcado para o UFC 207, dia 30 de dezembro, em Las Vegas (EUA), marcará “uma de suas últimas lutas na carreira”. Arrisco dizer que em caso de derrota será, de fato, sua última luta. Se vencer, a americana pode pedir um desfecho contra Holly Holm, tendo a chance de vingar sua única derrota no MMA.

O maior rival de Rousey em sua trajetória no esporte sempre foi o árduo trabalho de promoção para uma luta. Ela fecha o contrato para um combate, grava vídeos promocionais do UFC, marca presença em programas de TV para falar sobre a luta, dá centenas (sem exagero) de entrevistas para jornalistas do mundo todo — que muitas vezes perguntam as mesmas coisas —, cumpre compromissos com patrocinadores… Ah, enquanto isso ela tem de treinar para obter uma grande performance. Ela não consegue isso sem treinar da forma correta, com atenção e cuidado. Administrar toda essa rotina não é fácil. E estamos falando do maior nome do UFC na atualidade. Se para um lutador não tão popular já é complicado, imagine como deve ser para a maior estrela do Ultimate. É uma pressão grande para se lidar durante três, quatro meses até o momento que, enfim, ela entra no octógono e faz o que sabe de melhor. Ronda está cansada de tudo isso.

No fim das contas, ela não precisa passar por tudo isso para ser feliz ou fazer dinheiro — duas coisas que deixaram de ser motivação para ela no MMA há tempos. Ela fará apenas o necessário para se sentir satisfeita. E não falta muito, ela já tem diversas conquistas no MMA, seu legado está pronto. Basta apenas o esforço final para um encerramento digno em sua brilhante carreira.

Antes, sua aposentadoria era apenas projetada para um futuro próximo. Agora, com a confirmação da própria lutadora, se torna uma breve realidade. É melhor ouvirmos o recado de Rousey: “É bom todos assistirem sua luta contra Amanda. O show não vai durar para sempre”. Ninguém quer perder uma das últimas oportunidades de ver uma estrela da magnitude de Ronda Rousey em ação dentro do octógono. A partir de agora, cada segundo da americana em ação é para lá de valioso.

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar