Ganhador.com

UFC

Minotouro é derrotado no UFC São Paulo, mas o Brasil conquista vitórias

Foto: Matthew Stockman/Getty Images

O UFC São Paulo, ocorrido no último sábado (19), representou uma resposta (ou quem sabe uma luz) à carreira de vários importantes nomes do MMA brasileiro. Rogério Minotouro, Thomas Almeida, Claudia Gadelha e Warlley Alves tiveram desafios difíceis, e apesar de algumas vitórias é importante o alerta em relação a necessidade de evolução para vôos mais altos no octógono.

Minotouro teve pela frente Ryan Bader. Seis anos após ser dominado pelo alto nível do wrestling do rival e perder na decisão dos juízes após três rounds, o desfecho na revanche foi quase o mesmo. Novamente o americano conseguiu impor seu jogo de derrubadas, não deu chances para o baiano mostrar sua trocação afiada e dessa vez conseguiu um triunfo por nocaute técnico. Rogério foi guerreiro, suportou um castigo pesado no solo por quase 15 minutos, mostrando que aos 40 anos seu coração e sua garra seguem firmes e fortes.

Quanto a parte técnica, ficou claro que apesar dos exaustivos treinos para melhorar sua defesa de quedas o brasileiro ainda não é páreo para um especialista na arte. E vale lembrar que na categoria dos meio-pesados do UFC, seis lutadores do Top 10 são conhecidos por levar a luta para o solo. Isso sem contar com o atual campeão da divisão, Daniel Cormier, que já foi representante da seleção americana de wrestling nas Olimpíadas de Atenas-2004. Subir no ranking da categoria será complicado para Minotouro, a menos que ele enfrente os estilos de luta certos para ele. Vale lembrar que ele estava escalado para encarar Alexander Gustafsson, mas uma lesão tirou o sueco da luta e deu lugar a Bader. A primeira opção oferecia mais chances a Rogério.

A co-luta principal do UFC São Paulo contou com o retorno de Thomas Almeida. Depois de ser nocauteado em maio e esfriar a esperança de cinturão brasileiro na categoria dos galos, o paulista nocauteou Albert Morales no segundo round e reencontrou o caminho das vitórias. Mas apesar do triunfo o lutador ainda precisa melhorar muito. Mais uma vez ele foi muito atingido. Thominhas é um dos trocadores mais ameaçadores da divisão. O grande problema é que ao mesmo tempo que ele acerta muitos golpes, ele também é muito acertado, demora a entrar no jogo. E dependendo do rival que ele enfrentar, uma única brecha já é o suficiente para colocar tudo a perder. Foi isso o que aconteceu na única derrota de sua carreira, contra Cody Garbrandt, um boxeador nato. Se conseguir ajustar sua defesa e melhorar sua guarda, Almeida por sonhar muito alto na divisão dos galos. Ele é o 11º no ranking e acima dele todo adversário é perigoso.

Quem também voltou a vencer foi Claudia Gadelha. A brasileira venceu Cortney Casey pela divisão peso palha feminino do Ultimate. Com uma atuação discreta, ela fez o suficiente para superar a rival e comprovar que é um talento acima das rivais da divisão. Apesar da derrota para a campeã Joanna Jedrzejczyk, em julho, Gadelha tem um nível mais elevado que a maioria das adversárias da divisão. Após a vitória, ela pediu uma luta contra Carla Esparza como seu próximo compromisso. Seria o desafio entre a número um (Gadelha) contra a número três (Esparza) da divisão até 52,2kg.

O UFC São Paulo ainda contou com alguns destaques. Cezar Mutante venceu Jack Hermansson e emplacou a terceira vitória consecutiva pela categoria dos médios. Pelos meio-médios, Kamaru Usman emplacou o oitavo triunfo consecutiva na carreira ao vencer Warlley Alves com propriedade e ainda desafiou Demian Maia para um confronto no octógono. Ainda pela divisão até 77kg Sergio Moraes bateu Zak Ottow e emplacou a sexta luta sem derrota no UFC. São cinco vitórias e um empate nas últimas lutas.

.

Confira os resultados do UFC São Paulo

  • Ryan Bader nocauteou Rogério Minotouro no terceiro round
  • Thomas Almeida nocauteou Albert Morales no segundo round
  • Cláudia Gadelha venceu Cortney Casey na decisão dos juízes
  • Krzysztof Jotko venceu Thales Leites na decisão dos juízes
  • Kamaru Usman venceu Warlley Alves na decisão dos juízes
  • Serginho Moraes venceu Zak Ottow na decisão dos juízes

Card preliminar

  • Cezar Mutante finalizou Jack Hermansson no segundo round
  • Gadzhimurad Antigulov finalizou Marcos Pezão no primeiro round
  • Johnny Eduardo nocauteou Manny Gamburyan no segundo round
  • Luis Henrique KLB finalizou Christian Colombo no terceiro round
  • Pedro Munhoz finalizou Justin Scoggins no segundo round
  • Darren Stewart nocauteou Francimar Bodão no primeiro round

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar