Notícias

Por que Conor McGregor é favorito contra Justin Gaethje no UFC?

Conor McGregor é um dos maiores astros do UFC
Foto: Divulgação / UFC

Ainda não é oficial, mas tudo indica que o próximo compromisso de Conor McGregor no octógono será contra Justin Gaethje. Os rumores cresceram depois que o treinador de Conor, Owen Roddy, indicou a realização do confronto e ganhou força com a declaração do irlandês sobre o futuro. Com isso, algumas casas de apostas estrangeiras já divulgaram odds pro confronto tratando Conor como favorito no duelo, e há uma justificativa clara pra isso.

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+4

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

100%

ATE

$1,000

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

Transmissão

ao Vivo

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$150

Bônus

+3

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

100%

ATE

$600

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

100%

ATE

$1,000

Saque em 1-2 - Dias

Saiba como apostar no UFC

Justin Gaethje é um dos lutadores em atividade no UFC mais credenciados quando o assunto é wrestling. Ele já foi campeão da Divisão Nacional 1 dos Estados Unidos, entre tantos títulos conquistados. Ter alto nível no wrestling já seria o suficiente pra ter alguma vantagem nas casas de apostas contra Conor. Acontece que Justin não costuma usar tal arma. Ao longo da carreira, ele aprimorou seu jogo de trocação e se tornou um dos strikers mais perigosos do mundo das lutas. Das 23 lutas que tem na carreira, 20 acabaram por nocaute. Ele abriu mão do jogo de derrubadas pelo estilo “porradeiro” de lutar. E é exatamente muitas vezes kamikaze de atacar seus rivais que, na minha opinião, é o maior fator a favor de Conor.

Todo mundo sabe que McGregor é um trashtalker de primeira. Ele sabe como entrar na mente dos rivais e provocá-los. Esse trabalho de cutucar os oponentes. faz com que muitos atletas entrem no cage influenciados pela emoção num esporte onde a frieza faz a diferença. Mais emocionado que Gaethje na luta impossível. Ele sempre entra pra lutar como se sua vida estivesse em jogo. Óbvio, isso na esmagadora maioria das vezes deu certo. São 21 vitórias e apenas duas derrotas na carreira. Mas nas duas vezes em que foi nocauteado ele enfrentava trocadores mais técnicos que ele: Eddie Alvarez e Dustin Poirier. E Conor é um boxeador de primeira. Ele tem uma precisão impecável, não costuma desperdiçar golpes e bate muito, mas muito pesado. O irlandês já nocauteou muito adversário que correu afoito em sua direção.

Gaethje vem de três vitórias consecutivas por nocaute no primeiro round. Ele bateu James Vick, Edson Barboza e Donald Cerrone, enquanto Conor nocauteou Cerrone em 40 segundos. Além do encaixe técnico de ambos, o “fator Conor” também pesa. Eu explico. Mesmo que Conor seja azarão na análise das casas de apostas, o número de apostas no irlandês influencia nos odds. Exemplo: McGregor era azarão contra José Aldo, mas diante do número alto de apostas no irlandês, as casas de apostas tiveram de virar a banca e tratá-lo como favorito. Caso contrário, o risco do azarão destruir a banca e fazer a casa perder rios de dinheiro existia. Claro que um azarão sempre será um azarão, mas os riscos são calculados pelas casas de apostas e em se tratando do mundo das lutas, tudo pode acontecer. O número de apostas no azarão pode, sim, torná-lo favorito.

Por essa e outras Conor McGregor vai chegar como favorito contra Gaethje, e eu honestamente concordo com a posição. O aspecto técnico pesa. A precisão fria costuma derrubar a roleta-russa emocionada. Ainda falta saber a categoria em que a luta aconteceria. Faz sentido acontecer na divisão dos leves (até 70kg), mas John Kavanagh já falou sobre realizar o duelo nos meio-médios (até 77kg). Em ambas as divisões Conor chega como favorito pelo conjunto da obra. A fase de Justin é ótima, mas McGregor tem expressividade, teve grande performance contra Cerrone e na parte técnica leva vantagem contra Gaethje.

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.