Ganhador.com

Entretenimento

Eleições nos EUA: com pandemia e protestos, Trump perde o favoritismo, que agora é do democrata Joe Biden; confira as cotações

Donald Trump e Joe Biden Eleições EUA
AP Images

O homem mais poderoso do mundo está em apuros. Entrando na reta final do mandato, Donald Trump sofreu um duro golpe nas pesquisas de opinião, que agora apontam claro favoritismo do candidato de oposição, o democrata Joe Biden, para a eleição presidencial americana, que acontece daqui a cinco meses.

 

Com a popularidade em queda graças ao impacto da pandemia nos Estados Unidos e à onda de protestos em diversas cidades do país, Trump viu pela primeira vez seu oponente ultrapassá-lo também nas cotações das casas de apostas como o Bodog. Mas vale lembrar: graças ao sistema de votação adotado pelos americanos, ele ainda tem chances razoáveis de seguir na Casa Branca a partir de janeiro de 2021.

 

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+4

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

100%

ATE

$1,000

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

Transmissão

ao Vivo

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$150

Bônus

+3

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

100%

ATE

$600

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

100%

ATE

$1,000

Saque em 1-2 - Dias

 

Eleições 2020 nos Estados Unidos

 

A votação acontece em 3 de novembro, com Trump em busca de um segundo mandato e Biden, que foi o vice de Barack Obama, tentando recolocar o Partido Democrata no poder. A disputa será decidida pelo chamado colégio eleitoral, que leva em conta os resultados dos candidatos em cada Estado americano. Ou seja: um candidato pode até perder o voto popular mas vencer no colégio eleitoral – como, aliás, aconteceu com o próprio Trump em 2016, contra a democrata Hillary Clinton.

 

Quem vencerá a eleição?

 

Apesar das inúmeras polêmicas e de sua popularidade relativamente baixa, Trump estava em ótima situação no início do ano, já que a economia americana estava em grande fase e a oposição ainda brigava em torno da definição de seu candidato. Mas a maré virou com a pandemia, a crise econômica e a onda de protestos contra o racismo. Além disso, Biden se garantiu como candidato da oposição e sua identificação com Obama, que continua sendo muito admirado pela maioria dos americanos, tem ajudado bastante.

 

No fim de semana, as cotações do Bodog apontaram pela primeira vez a vantagem para o opositor de Trump: no momento, quem apostar em Biden receberá R$ 1,95 para 1 caso o democrata for eleito. A margem ainda é muito apertada, com vitória de Trump pagando R$ 2,00 para 1, mas a virada é bastante significativa, já que o atual presidente sempre se posicionou como favorito. O histórico das eleições americanas é um dos motivos para que Trump não seja visto como azarão, já que dos últimos cinco presidentes, apenas um não se reelegeu (George Bush, que perdeu para Bill Clinton em 1992).

 

Ganhador da votação popular

 

Não fosse o sistema de colégio eleitoral, a reeleição de Trump seria bem menos provável. Ele perdeu por cerca de 3 milhões de votos em 2016 mas ainda assim saiu vencedor, e as casas de apostas apontam que isso pode se repetir neste ano. Segundo o Bodog, vitória de Biden na votação popular vale apenas R$ 1,22 para 1, enquanto um triunfo de Trump nas urnas propriamente ditas devolve nada menos de R$ 4,00 para 1.

 

Mesmo que a economia americana se recuperar nos próximos meses, pouca gente acredita que Trump será o mais votado – o presidente coloca todas as fichas na chance de repetir 2016 e ficar no poder só com a vitória no complicado (e controverso) colégio eleitoral americano.

 

Não deixe de conferir nossas matérias sobre outras apostas em assuntos da atualidade!

 

 

Confira outras possibilidades de apostas em entretenimento e política no Ganhador.

 

Atualização Anterior – 27/Fevereiro/2020

Por Giancarlo Lepiani

 

Com oposição dividida, Donald Trump é favorito à reeleição nas eleições dos EUA; confira as chances de cada candidato

O mundo todo está de olho na eleição presidencial dos Estados Unidos, uma disputa que tem forte impacto também nos demais países. Afinal, o resultado da votação pode mudar os rumos da comércio internacional, por exemplo. Faltando oito meses para a votação no país, o favorito é o atual ocupante do cargo: apesar de suas inúmeras polêmicas, Donald Trump tem a melhor cotação nas casas de apostas como o Bodog.

Além de concorrer com a vantagem de ser o atual presidente, Trump se beneficia da falta de consenso em relação ao candidato do Partido Democrata, de oposição. Na noite de terça-feira (25), por exemplo, os democratas protagonizaram um debate cheio de atritos e bate-bocas, explicitando sua divisão. A corrida é bastante acirrada e certamente ainda terá desdobramentos muito interessantes.

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+4

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

100%

ATE

$1,000

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

Transmissão

ao Vivo

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$150

Bônus

+3

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

100%

ATE

$600

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

100%

ATE

$1,000

Saque em 1-2 - Dias

 

Eleições presidenciais dos Estados Unidos 2020

A votação geral está marcada para o dia 3 de novembro. Antes disso, os Estados realizam as prévias, que servem para definir os candidatos de cada partido. Os republicanos já têm Trump como representante praticamente garantido – ele só não concorrerá em caso de doença grave, remoção pelo Congresso ou renúncia, todas hipóteses muito remotas.

Já os democratas estão em meio às votações nos Estados para definir seu representante. Vale lembrar que, nos EUA, o resultado absoluto da votação não define o vencedor. É preciso vencer no chamado Colégio Eleitoral, que leva em conta os ganhadores em cada Estado. Em 2016, por exemplo, Hillary Clinton teve mais votos, mas perdeu para Trump no Colégio Eleitoral – uma situação que certamente poderá se repetir neste ano.

Donald Trump – R$ 1,60

O atual presidente vive uma situação curiosa. Ele acaba de ser submetido a um processo de impeachment e tem índices de aprovação relativamente baixos. Só que o eleitorado do Partido Republicano é muito fiel ao presidente e a boa situação da economia americana é um belo trunfo para a Casa Branca, fazendo com que a reeleição do polêmico Trump seja, no momento, a hipótese mais provável, com odds de R$ 1,60 para 1 no Bodog.

Bernie Sanders – R$ 3,85

O favorito à nomeação como candidato do Partido Democrata começou as prévias com ótimos resultados, aumentando bastante sua chance de enfrentar Trump em novembro. Com odds de R$ 3,85 para 1 no Bodog, o problema de Sanders, senador pelo Estado de Vermont, é a baixa aceitação entre os eleitores moderados e independentes, muitos dos quais acham que o democrata tem posições radicais demais. Outro fator que atrapalha: Sanders tem 78 anos e sofreu um ataque cardíaco no ano passado.

Michael Bloomberg – R$ 8,50

Correndo por fora na briga para destronar Trump, o ex-prefeito de Nova York conta com a vantagem de não precisar se preocupar em arrecadar fundos para sua campanha. Um dos homens mais ricos dos EUA, Bloomberg está gastando centenas de milhões na sua própria candidatura. O problema é que o magnata tem um passado ligado ao Partido Republicano, o que tem causado forte rejeição no Partido Democrata, a que está filiado no momento. A baixa aceitação dos democratas ao seu nome explica os odds de R$ 8,50 para 1 no Bodog.

Joe Biden – R$ 17,00

Vice-presidente nos dois mandatos de Barack Obama, Biden iniciou a corrida como grande favorito não só à nomeação como candidato democrata mas também à vitória nas urnas em novembro. Mas como indicam os odds de R$ 17,00 para 1 no Bodog, sua campanha não empolgou, fazendo o nome de Biden despencar nas pesquisas de intenção de voto na prévia de seu partido. Biden ainda é visto pelos especialistas como o nome que tem mais chances no confronto direto contra Trump, já que atrairia os moderados e independentes. O problema é mesmo superar Sanders e Bloomberg nas primárias democratas.

Cotações de outros possíveis candidatos à presidência dos EUA

Pete Buttigieg (D) – R$ 26,00 para 1
Elizabeth Warren (D) – R$ 76,00
Amy Klobuchar (D) – R$ 101,00
Hillary Clinton (D) – R$ 126,00
Mike Pence (R) – R$ 151,00
Michelle Obama (D) – R$ 251,00
Nikki Haley (R) – R$ 301,00

 

Confira outras possibilidades de apostas em entretenimento e política no Ganhador.

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar