Brasileirão Série A

Santos vence o Botafogo e divide a liderança do Brasileiro com o Palmeiras

Deixou chegar

Se aproveitando dos tropeços do Palmeiras, o Santos, em duas rodadas, pulveriza a vantagem do líder do Campeonato Brasileiro e entra de vez na luta pelo título

Foto: Ivan Storti/Santos FC

De maneira inesperada, a 11ª rodada do Campeonato Brasileiro vai chegando ao final com novidades no topo da tabela: o líder Palmeiras tropeçou mais uma vez, perdeu por 2 a 0 para o Ceará, derrubou todas as sugestões de apostas e, de quebra, viu o Santos chegar aos mesmos 26 pontos após vitória por 1 a 0 sobre o Botafogo no domingo. Mas o “adeus à liderança isolada” não foi a única “surpresa” da rodada.

Os reservas do Athletico-PR não tomaram conhecimento do CSA – vice-lanterna do torneio – e venceram por 4 a 0 com autoridade (não que a vitória do Furacão fosse algo impossível). Já o outro “atlético”, o mineiro, dormiu no ponto e após abrir 2 a 0 no Horto, permitiu ao Fortaleza o empate. Mesmo resultado do GreNal dos times mistos e também do “clássico do povo” disputado entre Corinthians e  Flamengo em Itaquera. Em São Januário, o Fluminense saiu na frente, mas com dois jogadores a menos não conseguiu evitar a derrota para o Vasco de Vanderlei Luxemburgo que segue em busca do velho brilho do passado cheio de glórias. Fechando a rodada coalhada de empates – 5 até aqui –, Bahia e Cruzeiro ficaram no 0 a 0, da mesma forma que Avaí e Goiás. Sem nenhuma vitória em 11 jogos disputados pelo Brasileirão 2019, o time catarinense segue na lanterna do torneio e dando entrada no visto de trabalho para a Série B em 2020.

Veja como foi a 11ª rodada do Campeonato Brasileiro e como foi possível aumentar os lucros com as dicas do Ganhador.

Melhores sites de apostas

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+4

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$150

Bônus

+3

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

Transmissão

ao Vivo

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+2 More

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$777

Bônus

+8 More

Saque em 1-2 - Dias

Ceará põe fim à invencibilidade do Palmeiras

Ceará 2 x 0 Palmeiras

A última derrota do Palmeiras pelo Campeonato Brasileiro aconteceu em 25 de julho de 2018 em jogo contra o Fluminense que custou o emprego de Roger Machado. Sob o comando de Felipão, o time sustentou uma invencibilidade, na Série A, de 33 jogos. Mas desde o final da pausa para a Copa América o Verdão venceu apenas um jogo: contra o Internacional pela ida da Copa do Brasil no Allianz Parque. No mais, o time paulista foi eliminado nos pênaltis no Beira-Rio após derrota por 1 a 0 e pelo Brasileiro, empate em 1 a 1 com o São Paulo pela 10ª rodada e, agora, derrota para o Ceará por 2 a 0. Felipão surpreendeu e mandou a campo o time titular – apesar do jogo contra o Godoy Cruz nesta terça, dia 23, na Argentina. Péssima ideia. Desorganizados e nervosos, os palmeirenses pouco ameaçaram os donos da casa que mandaram no primeiro tempo e abriram o placar aos 31 minutos com Mateus Gonçalves. Os palmeirenses reclamaram de falta na origem da jogada do gol, mas por ser um lance de interpretação, não cabia acionar o VAR . O protocolo determina que vale a decisão do árbitro. Atrás no placar, o Palmeiras trocou Scarpa – um atleta totalmente desperdiçado em um time que não trabalha a bola no meio campo – por William na tentativa de aumentar a pressão na volta para o segundo tempo.

Aos 22 minutos, o árbitro Rodrigo D’Alonso marcou pênalti para o Palmeiras em toque de Luiz Otávio com a mão dentro da área. Revendo o lance, porém, o juiz voltou atrás – de forma correta segundo o comentarista de arbitragem Paulo César de Oliveira. Pouco depois, Leandro Carvalho, em seu primeiro toque na bola, aproveitou chutão da defesa, ficou cara a cara com Weverton e finalizou por cobertura.

No final, um resultado que levou o Ceará para longe do Z-4, derrubou nossas dicas de apostas e tirou do Palmeiras a liderança isolada da competição – e, de quebra, aumentou a pressão sobre o elenco alviverde por um bom resultado contra o Godoy Cruz nesta terça-feira pela Libertadores.

 

O Santos chegou

Botafogo 0 x 1 Santos

No duelo de alvinegros no Engenhão na matinê do Campeonato Brasileiro neste domingo, se deu melhor o Santos. O jogo, movimentado, pegou fogo no segundo tempo quando Lucas Veríssimo foi expulso aos 3 minutos. O Botafogo, entretanto não soube se aproveitar da vantagem numérica e pouco ameaçou o gol de Éverson. Jorge Sampaoli mexeu no Santos e colocou Marinho no lugar de Uribe na volta para o segundo tempo. Aos 25 minutos, ele recebeu falta de Gilson que levou o segundo amarelo e foi expulso. No 10 contra 10, o Peixe subiu de produção, pressionou a defesa do Botafogo e chegou ao gol com o próprio Marinho aos 29. Aos 35 Soteldo fez o que quis na defesa dos donos da casa mas acabou parando nas mãos de Gatito que evitou o segundo. No final, vitória merecida que colocou o Santos no topo da tabela com os mesmo 26 pontos do Palmeiras e deu um bom lucro para quem seguiu nossa dica que dizia que apenas um time marcaria gols a R$ 1,66 e que o jogo teria um placar final abaixo de 2 gols a R$ 1,8o.

 

Vasco vence e manda o Fluminense para o z-4; Athletico goleia o CSA

Vasco 2 x 1 Fluminense

Com dois jogadores expulsos no segundo tempo, o Fluminense pouco pôde fazer para manter a vitória sobre o Vasco em São Januário. Mantendo uma escrita de não conseguir vencer os maiores rivais em 2019, o Tricolor saiu na frente com Pedro, nos acréscimos do primeiro tempo. Na volta do intervalo, tudo seguia bem até que Digão deu uma solada em Bruno César, levou o segundo amarelo e foi expulso aos 11 minutos. À frente no placar, o técnico Fernando Diniz trocou o meia Nenê (ex-São Paulo) pelo zagueiro Frazan aos 12. Aos 21, Leandro Cástan aproveitou bate-rebate na área do Flu e deixou tudo igual. Aos 28, Frazan fez falta em Pikachu. Entendendo que ele era o último homem da defesa, o árbitro Bruno Arleu de Araújo exibiu o vermelho – considerado exagero pelo comentarista Sandro Mera Ricci. Aos 30, Bruno César cobrou a falta com perfeição e garantiu a virada do Vasco, um bom lucro de R$ 2,20 para quem investiu na vitória vascaína e de R$ 9,00 por R$ 1,00 para quem se arriscou no placar exato de 2 a 1 sugerido (ou R$ 900,00 em uma aposta de R$ 100,00)  e, de quebra, mandou o Fluminense para o Z-4.

CSA 0 x 4 Athletico-PR

Superior o tempo todo e com apenas um titular em campo, o Athletico-PR não tomou conhecimento do CSA. Bancando o visitante mal-educado, goleou os donos da casa sem a menor cerimônia, sábado, 20, no Estádio Rei Pelé. Para o CSA, nada mudou: o time segue afundado no Z-4 do Brasileirão. Para o Furacão, muita mudança. Com a combinação de resultados na rodada, o time paranaense pulou para a 6ª colocação, com 16 pontos – mas pode ser ultrapassado pelo São Paulo que joga nesta segunda-feira, dia 22 contra a Chapecoense. O resultado também foi bom para quem seguiu a dica do Ganhador e investiu na hipótese dupla de empate ou vitória do Athletico-PR a R$ 1,44 e em um jogo com mais de 2 gols a R$ 1,71.

 

Um caminhão de empates

Corinthians 1 x 1 Flamengo

Após um jogo lá e cá, tudo igual em Itaquera para Corinthians e Flamengo. Resultado mais ou menos para as esquipes mas muito bom para quem seguiu as dicas do Ganhador e investiu no empate a R$ 2,20 (R$ 6,00 para quem cravou o 1 a 1 certeiro). Os gols saíram apenas no segundo tempo. Clayson abriu o placar para o Timão em cobrança de pênalti aos 16 minutos. Aos 39, Gabriel aproveitou rebote de Cássio e marcou. O bandeirinha, entretanto, acusou impedimento no lance. Foram necessários 6 minutos até que o árbitro Leandro Vuaden, com o auxílio do VAR, validasse (corretamente) o gol. No final, um empate justo. Chato, mas justo.

Atlético-MG 2 x 2 Fortaleza

Em duelo movimentado, o Atlético-MG conseguiu se atrapalhar de novo no Campeonato Brasileiro e derrubar nossos prognósticos. Após fechar o primeiro tempo com uma vantagem de 2 a 0 – gols de Juninho (contra) e Chará cobrando pênalti – o Galo não conseguiu segurar a pressão e o bom toque de bola do Fortaleza e cedeu o empate neste domingo, no Horto. Carlinhos e Juninho (pênalti) marcaram os gols e o goleiro Felipe Alves garantiu o resultado ao defender por duas vezes o pênalti batido primeiro por Alerrandro e depois por Luan (o VAR apontou que o goleiro se adiantou na primeira batida e a árbitra Edina Alves Batista mandou voltar a cobrança). Na classificação, o Galo segue na 4ª colocação, com 20 pontos e o Fortaleza caiu uma: é agora o 14º colocado com 14 pontos atrás do rival Ceará, 13º também com 14 pontos.

Internacional 1 x 1 Grêmio

Com a cabeça na Libertadores, Internacional e Grêmio foram a campo com seus times reservas disputar o GreNal 421 e o resultado, diante do futebol apresentado, até foi justo. Paulo Miranda, contra, botou o Internacional na frente ainda no primeiro tempo. Luan, no segundo, deixou tudo igual. No saldo final, um jogo bem marromeno e que jogou pra debaixo do tapete nossas dicas de apostas.

Bahia 0 x 0 Cruzeiro

Mesmo com Arthur expulso aos 43 do primeiro tempo, o Bahia tentou de todas as  formas superar os reservas do Cruzeiro (outro time que está com a cabeça na Libertadores). Mas não deu. O empate ficou melhor para a Raposa que com o pontinho somado, chegou aos 10 e saiu do Z-4, assumindo a 16ª posição e mandando o Fluminense para a 17ª após a derrota para o Vasco. Nas casas de apostas, se deu bem quem foi pelas nossas dicas e acreditou no empate – um retorno de R$ 3,25 por R$ 1,00.

Avaí 0 x 0 Goiás

Em um duelo que pode ser classificado como um santo remédio contra a insônia, Avaí e Goiás entediaram os pouco mais de 5 mil torcedores que compareceram à Ressacada esperando ver um jogo pelo menos razoável pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro. Não foi desta vez. De emocionante mesmo, apenas a inauguração do novo sistema de iluminação do estádio. Quanto ao jogo, um 0 a 0 justo porque a derrota para ambas as equipes é uma impossibilidade. E mais uma partida que azedou nossos prognósticos.

 

11ª RODADA DO CAMPEONATO BRASILEIRO*

São Paulo e Chapecoense fecham a 11ª rodada do Campeonato Brasileiro nesta segunda-feira, dia 22, com o Tricolor indo a campo com todo o favoritismo ao seu lado.

Segunda-feira, 22 de julho:

  • 20h00: (R$ 1,44) São Paulo x Chapecoense (R$ 8,12) (Empate R$ 4,09)

*com números do Bodog

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar