Brasileirão Série A

Santos cada vez mais líder no Brasileirão 2019

Santos imbatível

Apontado como “azarão” na briga pelo título brasileiro, Santos aumenta a vantagem sobre os concorrentes e aumenta a pressão em cima de Palmeiras e Flamengo.

Foto: Ivan Storti/Santos FC

Faltando ainda o jogo entre Grêmio e Chapecoense, a 13ª rodada do Campeonato Brasileiro caminha para o seu final com algumas certezas. A principal delas é que, à exemplo do Corinthians em 2017, todo mundo segue dizendo que o Santos não será campeão, que o elenco é curto e limitado e que favoritos mesmo são Palmeiras e Flamengo – história que, aliás, vem se repetindo nos últimos anos. Mas assim como o Timão em 2017, sem saber que não tem condições de vencer a Série A em 2019, o Santos foi lá, assumiu a liderança e aproveitou mais uma rodada ruim de palmeirenses e flamenguistas para ampliar sua vantagem no topo. Com a goleada por 6 a 1 em cima do Goiás – que demitiu o técnico Claudinei Oliveira – o Peixe abriu quatro pontos de vantagem para o Palmeiras, que empatou com o Corinthians em Itaquera, e oito para o Flamengo que foi surrado pelo Bahia na Fonte Nova.

Melhores sites de apostas

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+4

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$150

Bônus

+3

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

Transmissão

ao Vivo

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+2 More

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$777

Bônus

+8 More

Saque em 1-2 - Dias

A queda de rendimento do Palmeiras é evidente: o time não vence há quatro rodadas do Brasileirão enquanto que o Santos enfileirou quatro vitórias seguidas – para ficar apenas no ponto em que o desempenho do Verdão começou a despencar em relação ao do Peixe.

O Flamengo, outro candidato ao título segue como um grande ponto de interrogação, capaz de conseguir uma classificação heróica na Libertadores e levar três gols do Bahia ainda no primeiro tempo poucos dias depois. Difícil entender.

Quase tanto quanto entender o que se passa com o Cruzeiro que não vence há 10 rodadas do Brasileirão e sem poupar os titulares para a semifinal da Copa do Brasil na próxima quarta-feira contra o Internacional, tomou um 2 a 0 do Atlético-MG e passará a semana no Z-4, exatamente no lugar do Fluminense que venceu, exatamente, os reservas do Internacional por 2 a 1.

Confira aqui, os palpites para  jogo entre Grêmio e Chapecoense que encerra a 13ª rodada do Campeonato Brasileiro e veja a seguir o nosso resumo da rodada e a comparação com nossas dicas de apostas.

 

Segue o líder goleador

Santos 6 x 1 Goiás

Com Jorge Sampaoli suspenso por conta do terceiro cartão amarelo – é, técnicos levam cartões amarelos agora –, o Santos não tomou conhecimento do Goiás e em uma atuação de gala (e de candidato ao título), desceu para o intervalo com uma vantagem de 3 a 0 (gols de Sánchez, Lucas Veríssimo e Gustavo Henrique). Completamente morto em campo, o Goiás, que vinha em um bom ritmo até a pausa para a Copa América, levou mais três no segundo tempo – cortesia de Sasha e Soteldo (que fez dois). Para não ficar feio, Kayke marcou o gol de honra do Goiás que está agora há quatro rodadas sem vencer pelo Brasileiro enquanto que o Peixe não sabe o que é perder na Série A desde a derrota para o Palmeiras na 5ª rodada. Com o resultado obtido na matinê – que repete o placar  de Flamengo 6 x 1 Goiás pela 10ª rodada –, o Peixe não apenas se garantiu por mais uma semana na liderança isolada da competição como também ampliou a vantagem e confirmou as dicas de apostas do Ganhador que davam sua vitória como certa – retorno de R$ 1,26 por R$ 1,00.

 

Como foram os clássicos?

Corinthians 1 x 1 Palmeiras

Pressionado pela torcida – que parou de se empolgar e passou a cobrar o time com mais vigor – o Palmeiras partiu para cima do Corinthians no clássico de torcida única em Itaquera, mas parou na boa atuação de Cássio – que mesmo com uma falha aqui e outra ali, vem sendo o melhor atleta do Alvinegro na temporada. Frio como uma geladeira, o Timão chegou ao gol em seu primeiro ataque eficiente: aos 12 minutos, Sonorza cobrou falta na área, Manoel subiu mais que Diogo Barbosa e cabeceou para longe do alcance de Weverton. Precisando do resultado para não ver o Santos desgarrar na ponta do Brasileirão, o Verdão tentou pressionar mas não conseguia entrar na boa defesa armada por Fábio Carille. O empate, porém, veio rápido na etapa final: aos dois minutos Vágner Love errou desvio de cabeça, a bola sobrou para Deyverson que cruzou para a área. Felipe Melo voou sobre a zaga e cabeceou para o fundo das redes de Cássio. Os donos da casa tentaram pressionar apostando na velocidade de Clayson. O Palmeiras era melhor, mas parava nas mãos de Cássio. Aos 39, a melhor chance do Timão, em cobrança de falta de Danilo Avelar, foi espalmada por Weverton. Aos 48 Cássio evitou a virada salvando um cabeceio certeiro de Deyverson. E foi isso. Empate ruim para os dois times e bom para quem seguiu a dica do Ganhador e faturou R$ 3,00 para cada Real investido – ou um retorno de R$ 300,00 em uma aposta de R$ 1,00. Nada mal mesmo.

Atlético-MG 2 x 0 Cruzeiro

O clássico mineiro foi de muito equilíbrio no primeiro tempo. Muito pegado no meio campo o jogo teve momentos “lá e cá” nos primeiros 45 minutos, mas o Galo levou a melhor no final: Vinícius recebeu passe de Ricardo Oliveira, passou por Henrique e finalizou rasteiro, no canto, sem chances de defesa para Fábio. Mesmo sabendo da importância do jogo contra o Internacional na próxima quarta-feira pela Copa do Brasil, Mano Menezes mandou os principais atletas do Cruzeiro para o jogo e a estratégia não deu certo. Totalmente entregue à boa atuação da defesa do Galo e abusando do direito de errar passes na etapa final, a Raposa pouco assustava. Com Geuvânio em campo, os donos da casa eram mais perigosos, mas Sassá, aos 43, perdeu a grande chance de empate do Cruzeiro com um chute que parou na trave atleticana. Como a bola pune, aos 46, Nathan aproveitou lance onde Robinho afastou mal o cruzamento de Patric e mandou para o fundo do gol. 2 a 0 que mantém o Atlético na 4ª colocação, confirma nossa dica de aposta e manda o Cruzeiro para o Z-4 amargando uma série de 10 jogos consecutivos sem vitórias pelo Brasileirão.

Ceará 2 x 1 Fortaleza

Após 26 anos, Ceará e Fortaleza voltaram a disputar o Clássico-Rei pela Série A. O jogo disputado no Castelão no último sábado, dia 3, abriu a 13ª rodada do Campeonato Brasileiro e foi definido ainda no primeiro tempo. Aos 14 minutos, Galhardo recebeu livre de marcação e mandou para o fundo do gol. Três minutos depois, Felippe Cardoso ampliou de cabeça para os donos da casa. Aos 45, o árbitro Heber Roberto Lopes marcou falta próxima da área. Ao checar o VAR, mudou para pênalti que Juninho bateu e converteu para o Fortaleza. O segundo tempo manteve a temperatura do jogo alta mas, apesar das mudanças promovidas pelos técnicos Enderson Moreira e Rogério Ceni, o 2 a 1 seguiu inalterado até o final do jogo e derrubou nossas dicas de aposta para esta partida.

 

Flamengo perde mais uma, Fluminense e Botafogo voltam a vencer e o Vasco apenas empata

Bahia 3 x 0 Flamengo

Outro jogo que destruiu com nossas projeções (aqui e aqui), a vitória do Bahia sobre o Flamengo deixou um gosto amargo na boca do torcedor Rubro-Negro que vê o líder Santos abrir uma vantagem de 8 pontos para o terceiro colocado do Brasileirão. Em campo o que se viu foi um Bahia arrasador que com três gols de Gilberto ainda no primeiro tempo acabou com a série de sete jogos sem vitórias, com a seca de quatro jogos sem marcar gols e ainda pulverizou o tabu de cinco anos sem derrotar o Flamengo. Pior mesmo foi para Jorge Jesus, o técnico do Flamengo que, aproveitando a semana livre de jogos, mandou força máxima para o jogo e se deu muito mal. Deverá aguentar as inevitáveis cornetas no retorno à Gávea.

Fluminense 2 x 1 Internacional

Como imaginamos, o Internacional, pensando na semifinal da Copa do Brasil, mandou o time reserva até o Maracanã encarar o imprevisível Fluminense e pagou o preço do desentrosamento. Precisando de um resultado positivo para sair do Z-4 e acalmar a torcida que embora comemore a boa campanha do Tricolor na Copa Sul-Americana, teme por mais um rebaixamento na Série A, os donos da casa começaram a partida senhores do jogo e tomando a iniciativa, mas como não aproveitaram as chances criadas, deram oportunidade para, pouco a pouco, o Internacional equilibrar as ações. Muriel, ex-Inter, evitou o pior em finalizações de Bruno Fuchs e Tréllez. O segundo tempo começou no mesmo ritmo do primeiro e Yony González, aos 12, aproveitou bom cruzamento de Caio Henrique para abrir o placar. Aos 22, Bruno Fuchs tentou cortar passe de Pedro para Ganso e acabou chutando em cima de Natanael. Com o desvio, a bola parou no fundo do gol de Marcelo Lomba. O Internacional ainda diminuiu no final com Edenílson, mas não foi o suficiente para evitar a derrota ou contrariar nossa dica de aposta que dava a vitória do Fluminense como a melhor opção para este jogo.

Avaí 0 x 2 Botafogo

Quem foi até a Ressacada no domingo, dia 4, esperando pelo fim da seca de vitórias do Avaí no Brasileirão 2019, se deu muito mal. Melhor para o torcedor botafoguense que viu o time afogar as mágoas da eliminação na Copa Sul-Americana na última quarta-feira contra o Atlético-MG com uma vitória por 2 a 0 que colocou também um ponto final na série de quatro jogos sem vitórias no torneio. O jogo em si não foi lá grandes coisas: precisando da primeira vitória em 13 rodadas, o Avaí tomou a iniciativa mas, sem qualidade no ataque, pouco fez para ameaçar o gol de Gatito Fernández. O Botafogo, por sua vez, não jogava um bolão, mas foi mais eficiente nas poucas vezes que subiu ao ataque: marcou com Alex Santana aos 18 do primeiro tempo e com Benvenuto aos quatro do segundo. O resultado serviu para o Botafogo chegar aos 19 pontos e se manter na parte de cima da tabela – em oposição ao Avaí que com apenas 5 pontos continua segurando a lanterna do Brasileirão e dando entrada no visto de trabalho da Série B. Em termos de apostas, um jogo que contrariou todos os nossos palpites para o duelo.

Vasco 0 x 0 CSA

Precisando fazer caixa, o Vasco foi jogar contra o CSA no estádio Kleber Andrade em Cariacica. O jogo em si foi de uma pobreza absurda – digna de denúncia no PROCON. O resultado, assim como o jogo foi ruim para todo mundo e jogou no chão a matemática que dava ao Vasco o favoritismo da partida. Em defesa do Cruz-maltino, o pênalti de Naldo aos 40 minutos do segundo tempo que foi ignorado pelo árbitro Marielson Alves Silva – que mandou seguir o jogo –, e pelo VAR que não chamou o assoprador de apito para rever a jogada. No mais, 90 minutos muito mal gastos da vida de quem foi ao estádio – ou viu pela TV.

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar