Ganhador.com

UFC

Por que Paulo Borrachinha é azarão contra Yoel Romero no UFC 241

Paulo Borrachinha é atleta peso-médio do UFC
Foto: Divulgação / UFC

Depois de três tentativas ao longo dos últimos meses, Paulo Borrachinha e Yoel Romero têm uma nova data para acertarem suas diferenças dentro do octógono mais famoso do mundo. Se tudo der certo (rezemos), o brasileiro e o cubano se encaram no dia 17 de agosto, pelo UFC 241, que acontece em Anaheim, Califórnia (EUA). Embora esteja invicto na carreira, Borrachinha larga como azarão no Bodog, oferecendo odds com lucros de até 170%.

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+4

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

100%

ATE

$1,000

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

Transmissão

ao Vivo

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$150

Bônus

+3

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

100%

ATE

$600

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

100%

ATE

$1,000

Saque em 1-2 - Dias

SAIBA COMO LUCRAR COM AS LUTAS DO UFC

Aos 28, Borrachinha soma um cartel perfeito de 12 vitórias em 12 lutas. O mineiro nocauteou 11 rivais e finalizou um. Nunca fez uma luta decidida na decisão dos juízes. No UFC, ele acumula quatro lutas e quatro vitórias por nocaute. Suas apresentações tem encantado os fãs de lutas e lhe rendi moral com o UFC, não à toa ele ganhou o direito de encarar Romero, que já disputou o cinturão dos médios por duas vezes e é o atual número dois no ranking oficial da categoria até 83,9kg – só fica atrás do campeão absoluto, Robert Whittaker e do campeão interino, Israel Adesanya.

Romero tem muito mais a perder do que o brasileiro. Se perde, o cubano despenca na categoria. Se ganha, consegue o esperado, já que é da elite da divisão e vem de luta duríssima contra o Robert Whittaker. Até por isso ele é o favorito para vencer. Aos 42, ele tem um cartel de 13 vitórias e três derrotas no MMA. Duas dessas derrotas aconteceram no UFC e foram exatamente para o atual campeão absoluto dos médios. Ele nunca perdeu um combate que não valesse o título do UFC.

Será um confronto interessante por diversos aspectos. A diferença de idade entre os rivais é de 14 anos. É um claro duelo da nova geração contra a experiência. Borrachinha tem sido tratado por muitos como possível futuro campeão da categoria. Forte, agressivo e poderoso, o brasileiro tem protagonizado uma ascensão única no UFC. O duelo com Romero irá responder algumas questões, como a que gira em torno do nível de wrestling e jiu-jitsu de Borrachinha. Yoel irá testar a defesa de quedas do brasileiro. Embora ele seja confiante na trocação, é no wrestling que Romero tem sua maior arma e, caso ele comece a tomar prejuízo de pé, certamente irá buscar as pernas de Borrachinha.

A vitória de Borrachinha rende 170%, enquanto o triunfo de Romero oferece um rendimento de apenas 47% aos investidores.

O favoritismo de Romero se dá pela experiência e pelo alto nível de suas lutas. Com vitórias diante de nomes como Lyoto Machida, Ronaldo Jacaré, Chris Weidman e Luke Rockhold, além de duas lutas duríssimos onde foi derrota por muito pouco contra Robert Whittaker, atual campeão linear da divisão, o cubano é uma força respeitável na categoria, e é também garantia de que se Borrachinha realmente for a promessa que se desenha, terá diante de Yoel o teste necessário para chegar a luta pelo título. Em outras palavras, Borrachinha está em franca ascensão na categoria, mas precisa se provar contra um rival do nível de Romero para se confirmar como um potencial futuro campeão.

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar