UFC

O anúncio da aposentadoria de Alexander Gustafsson após derrota no UFC Suécia

Alexander Gustafsson anunciou aposentadoria do MMA após o UFC Estocolmo
foto: Divulgação / UFC

Antes da luta principal do UFC Fight Night que aconteceu em Estocolmo, Suécia, no último sábado (01), Alexander Gustafsson anunciou que caso saísse do octógono derrotado por Anthony Smith ele provavelmente se aposentaria. E embora tenha sido um resultado surpreendente para muita gente, o sueco cumpriu sua palavra. Favorito nas casas de apostas, Gustafsson acabou finalizado por Smith no quarto round do confronto e declarou aposentadoria, deixando suas luvas no octógono logo após a derrota para Anthony.

Melhores sites de apostas

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+4

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$777

Bônus

+8 More

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

100%

ATE

$1,000

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

Transmissão

ao Vivo

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+2 More

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$150

Bônus

+3

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

100%

ATE

$600

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

100%

ATE

$1000

Saque em 1-2 - Dias

SAIBA COMO LUCRAR COM AS LUTAS DO UFC

A luta

Maior nome vindo da Suécia quando o assunto é MMA, Alexander Gustafsson lutou oito vezes diante de seu público. Quatro só no UFC. Foram seis vitórias e duas derrotas. Ele sempre foi a maior referência da modalidade no país e prova disso mais uma vez foi a recepção do público local ao anúncio de seu nome por Bruce Buffer. Ele é um ídolo nacional respeitadíssimo e ajudou muito o UFC a ingressar e se desenvolver no país.

Na hora da luta, o que se viu foi uma diferença enorme de interesse entre Gustafsson e Smith. O americano desde o início com “sangue nos olhos”, partindo para cima, enquanto Gustafsson usava do jogo de pernas junto a um excesso de tranquilidade… O sueco demorou mais de dois minutos para atacar com a primeira tentativa de soco.

Smith foi muito mais agressivo, eficiente e inteiro. Mostrou que está pronto para figurar no topo da categoria até 93kg. Gustafsson respeitou demais, exitou demais e não usou o que ele tem de melhor: seu jogo de boxe na distância. A envergadura dele é maior que a de Smith e ele não usou essa vantagem. Prova de que ele não usou de forma eficiente o boxe é que ele aplicou mais golpes na perna do Smith do que na cabeça. Não soltou os braços, focou muito nos chutes baixos.

Só do meio paro fim do terceiro round que Gustafsson acordou e começou a arriscar mais, mas nada espetacular. Até que no quarto round ele se enrolou numa tentativa de derrubada, Smith conseguiu reverter a vantagem, acabou nas costas do sueco e encaixou um mata-leão para finalizar e vencer.

O anúncio

Na entrevista pós-luta, Gustafsson parecia desolado, sem saber o que fazer, e depois de muitos agradecimentos anunciou: “O show acabou, pessoal”, deixando as suas luvas no solo do octógono mais famoso do mundo.

Vale lembrar que essa foi a terceira vez que Gustafsson anunciou a aposentadoria do esporte, mas agora ele garante que é em definitivo. Na coletiva de imprensa após o UFC Suécia ele disse que a derrota para Smith foi uma confirmação. Ele seguiria lutando se vencesse, mas como perdeu sente que não tem mais o que é preciso para seguir a carreira no MMA.

Aos 32, Alexander Gustafsson anuncia a aposentadoria com um. cartel de 18 vitórias e seis derrotas na carreira. Segundo o próprio, os pontos altos de sua carreira foram as vitorias contra Glover Teixeira e Thiago Silva, ambas em eventos do UFC na Suécia.

Ele teve três chances pelo cinturão do UFC e perdeu as três. Duas contra Jon Jones e uma contra Daniel Cormier. Vale lembrar que em setembro de 2013, pelo UFc 165, Gustafsson se tornou astro de magnitude mundial quando chegou muito perto de ser o primeiro a derrotar Jon Jones no MMA. Em uma batalha de cinco rounds, o sueco mostrou ao mundo que, sim, era possível vencer Jones no MMA. Inclusive, na opinião de muita gente Gustafsson venceu aquela luta, que acabou com o braço de Jones erguido via decisão unânime dos juízes. A revanche aconteceu em dezembro, o resultado foi o mesmo, mas Gustafsson dessa vez passou longe de bater o rival e acabou nocauteado  no terceiro round.

Depois de muito tempo acompanhando o esporte, concordo com a teoria de que se o lutador pensa ou cogita a aposentadoria, é porque ele precisa realmente parar de lutar. O MMA é uma modalidade onde a cabeça exerce grande parte do trabalho. E se você não está com a cabeça 100% focada no seu sucesso, talvez seja melhor pendurar as luvas mesmo.

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar