Humor

Humor: segue a música

Sobrou até para Sandy & Junior. Pode parecer inacreditável para o torcedor menos emotivo, mas houve uma pequena parcela de palmeirenses mais apaixonados que, de alguma forma, conseguiram responsabilizar a dupla de cantores pela eliminação do Palmeiras na Libertadores na última terça-feira. Com o Allianz Parque alugado para a realização do show da turnê de retorno/despedida da dupla, o Verdão precisou mandar o jogo da volta das quartas de final da competição no Pacaembu e o resultado trouxe estragos – além das 66 cadeiras do estádio municipal quebradas pela torcida alviverde após o apito final.

Trazendo na bagagem uma vitória por 1 a o contra o Grêmio em Porto Alegre, o Verdão saiu na frente mas, como vimos aqui, tomou a virada, ficou sem vaga, perdeu dinheiro, irritou tia Leila e entrou em crise.

Tendo pela frente apenas a disputa do Campeonato Brasileiro após eliminações no Campeonato Paulista, na Copa do Brasil e, agora, na Libertadores, o Palmeiras segue sob o comando de Felipão que de muito festejado em sua chegada em 2018 passou a altamente questionado desde o fim da pausa para a Copa América.

A Mancha Alviverde, principal organizada do Palmeiras postou em suas redes sociais uma declaração pedindo a saída do treinador – não sem agradecer pelos bons serviços prestados – e também a demissão de Alexandre Mattos, diretor de futebol de clube. Completam a lista de insatisfações da torcida 11 atletas que, segundo o manifesto, não fazem diferença no elenco (Lucas Lima, Deyverson, Diogo Barbosa, Antonio Carlos, Edu Dracena, Marcos Rocha, Jean, Matheus Fernandes, Borja, Carlos Eduardo, Arthur Cabral), além, é claro, das tradicionais queixas ao presidente do clube, Maurício Galliote.

E é nesse ambiente complicado que o time tenta juntar os cacos, encarar a disputa do Brasileirão e tentar se reerguer já neste final de semana contra um candidato direto na luta pelo título: o Flamengo em pleno Maracanã.

A fase não é boa e o desempenho do time não ajuda. Mas isso é culpa do campo e das tomadas de decisões da cartolagem em relação à equipe. Alugar o Allianz Park não foi fator determinante para a derrota por 2 a 1 na última terça-feira.

E Sandy & Junior também não têm culpa da falta de imaginação no esquema de jogo palmeirense.

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar