Copa do Brasil

Grêmio abre boa vantagem e está perto de mais uma final de Copa do Brasil

Forte no mata-mata

Everton Cebolinha, André e Jean Pyerre foram os pilares da vitória do Grêmio em Porto Alegre contra o Athletico-PR na ida da semifinal da Copa do Brasil.

FOTO: LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA

Em um duelo de equipes com propostas parecidas, pela semifinal da Copa do Brasil, prevaleceu a experiência do time que está mais acostumado com a pressão de decisões de mata-mata e tem consciência da importância de se fazer um bom resultado jogando em casa. Confirmando nossa dica de aposta e o placar abaixo de 2,5 gols (explicamos aqui o funcionamento do meio-gol em uma aposta), o Grêmio venceu o Athletico-PR em Porto Alegre na noite desta quarta-feira, dia 14, e construiu uma importante vantagem para o jogo da volta na Arena da Baixada onde, historicamente, o Furacão é muito forte. Com o fim do “gol qualificado”, os 2 a 0 feitos na Arena do Grêmio dão ao time comandado por Renato Gaúcho a vantagem de poder se classificar para a grande final com qualquer empate ou derrota por um gol de diferença (2 x 1, 1 x 0, 3 x 2, etc).

Melhores sites de apostas

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+4

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+2 More

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

Transmissão

ao Vivo

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$777

Bônus

+8 More

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$150

Bônus

+3

Saque em 1-2 - Dias

Grêmio vai bem nos mata-mata

Ainda sem apresentar um grande desempenho dentro do Campeonato Brasileiro – onde não vence a quatro rodadas – o Grêmio vem mostrando consistência nos torneio mata-mata que ainda disputa (Libertadores e Copa do Brasil). Mostrando frieza e se aproveitando da experiência de um elenco e comissão técnica acostumados à lutar por títulos, o Imortal não teve grandes dificuldades para construir uma gigantesca vantagem em seu estádio contra o bom time do Athletico-PR – que joga bem, é verdade, mas ainda sofre com alguma inexperiência em seu elenco e estrutura.

 

O primeiro tempo

Embalado pela sua torcida, o Grêmio tentou, desde os primeiros movimentos, envolver o Athletico-PR em seu jogo de toques rápidos, aproximação e progressão pelos lados do campo. Mas o Furacão conseguia manter a situação sob controle se defendendo com duas linhas de quatro bem compactas. Isso deu certo até os 23 minutos: Everton Cebolinha recebeu e cruzou da esquerda na cabeça de André que teve apenas o trabalho de desviar para o fundo do gol de Santos. Com a vantagem no placar, o tricolor seguiu controlando as ações e fechou o primeiro tempo com 10 finalizações em gol. O Furacão respondeu com Rony e Cirino em chutes dentro da área adversária mas que não terminaram em gol.

 

O segundo tempo

O Athletico-PR bem que tentou ensaiar uma pressão no segundo tempo, mas o Grêmio rapidamente reequilibrou as ações e aos 26 minutos Jean Pyerre cobrou falta perfeita no canto esquerdo de Santos: 2 a 0 para o Imortal. Tentando diminuir o prejuízo, o Furacão se lançou ao ataque mas, nervoso, pouco fez para ameaçar de verdade o gol defendido por Paulo Victor. A postura mais ofensiva abriu buracos na defesa rubro-negra mas Alisson, Everton e Tardelli desperdiçaram grandes chances para ampliar e “resolver” a classificação em casa. No final, o 2 a 0, embora terrível, ficou barato para o Athletico-PR.

 

Como fica?

Como não existe mais o gol qualificado na Copa do Brasil, o Grêmio chegará a mais uma final com qualquer empate ou derrota por um gol de diferença – 1 x 0, 2 x 1, 3 x 2, 5 x 4, etc. Para o Athletico-PR, não basta vencer: tem que fazer uma diferença de três gols para se classificar – 3 x 0, 4 x 1, 5 x 2, etc. Vitória por dois gols – que não é um resultado impossível de se conseguir na Arena da Baixada no próximo dia 4 de setembro –  levará a decisão da vaga para os pênaltis.

Como o Internacional também conseguiu a vantagem na ida da outra semifinal contra o Cruzeiro no Mineirão (1 x 0), é possível que o próximo dia 4 termine confirmado um Gre-Nal na grande final da Copa do Brasil 2019.

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar