UFC

Cejudo mantém cinturão e categoria dos moscas, mas polêmica pode render revanche com TJ

Henry Cejudo manteve cinturão dos moscas do UFC contra TJ Dillashaw em evento no Brooklyn, Nova York (EUA)

O nocaute arrasador de Henry Cejudo diante de TJ Dillashaw na superluta válida pelo título dos moscas no combate principal do UFC Brooklyn, ocorrido no último sábado (19) ainda vai render muito pano para a manga. Para começar, logo após o triunfo relâmpago, conquistado em apenas 32 segundos, Cejudo pediu uma revanche contra sua vítima. Ela quer receber de Dillashaw a mesma oportunidade que teve: buscar o segundo título. E o UFC, embora TJ resista, provavelmente vai querer dar a Henry o que ele quer.

Falamos sobre a questão do corte de peso antes do duelo. É bom ressaltar o profissionalismo de TJ Dillashaw. O americano não só bateu corretamente o peso dentro do limite da categoria peso mosca como ficou mais leve do que o necessário. Não é fácil fazer o que ele fez. E assim como ressaltado, na hora de fazer sua aposta no Bodog, lembrei que embora trata-se Dillashaw como favorito, não dava para ignorar as chances de Cejudo, já acostumado com a categoria. Ele não bateu TJ só por conta do corte de peso que o campeão dos galos se submeteu, mas certamente, conforme eu alertei, o processo agressivo fatalmente acarreta em algumas coisas. Como, por exemplo, a perda de resistência a golpes. Se a luta fosse no peso galo, categoria original de TJ, não acredito que ele se abalaria com o primeiro cruzado desferido por Cejudo. Tudo isso deve ser levado em consideração na hora de analisar os odds, e por isso estranhei tamanho favoritismo a TJ antes da luta.

Melhores sites de apostas

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+4

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$150

Bônus

+3

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

Transmissão

ao Vivo

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+2 More

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$777

Bônus

+8 More

Saque em 1-2 - Dias

De qualquer forma, méritos totais a Henry Cejudo. O cara é realmente um fenômeno dos esportes de combate. Lutador mais jovem da história dos Estados Unidos a conquistar uma medalha olímpica no wrestling, depois de destronar Demetrious Johnson e se tornar campeão dos moscas do UFC ele aniquilou de forma rápida e assustadora um nome do calibre de Dillashaw. Merece muito respeito como lutador e atleta!

A interrupção da luta foi polêmica, mas não acho que foi injusta. Depois de uma troca de chutes, Cejudo acertou um cruzado que abalou Dillashaw. O campeão dos galos caiu e Henry seguiu batendo enquanto controlava a posição no solo por cima. Foram vários golpes conectados enquanto TJ tentava se levantar, até que ele por um momento parou de se defender e o árbitro encerrou o combate. É aquilo: em se tratando de uma luta campeão x campeão, com tanto em jogo, o árbitro poderia ter esperado um pouco mais. Mas honestamente acho que não mudaria o rumo da luta. Cejudo provavelmente encerraria a luta com mais alguns instantes. Ele estava totalmente sob controle.

Dillashaw reclamou da interrupção imediatamente e pediu uma revanche. Se ela acontecer, vai ser na categoria dos galos, com TJ colocando seu cinturão em jogo dessa vez. Não faz o menor sentido promover uma revanche no peso mosca. Algumas decisões precisam ser tomadas. Será que Cejudo defende o cinturão contra algum adversário no peso mosca ou sobe para os galos para encara TJ em uma revanche?

Muita coisa estava em jogo no duelo entre Cejudo e TJ. Para começar, a vitória meio que garante a continuidade da divisão dos moscas. Segundo rumores e até algumas declarações do presidente do UFC Dana White, caso TJ se tornasse o novo campeão, poderia ser o fim da categoria. Logo, a vitória garante o emprego de mais de 20 lutadores peso-mosca. É claro que o UFC como empresa, já que essa ideia se tornou pública, pode acabar com a divisão no futuro. Até mesmo a subida de Cejudo para os galos pode fazer o tiro sair pela culatra. Imagine. Se ele faz a revanche com TJ pelo título dos galos e ganha, o UFC pode mantê-lo no peso e encerrar as atividades nos moscas da mesma forma. A vitória de Cejudo no UFC Brooklyn deu uma sobrevida à divisão. Acho que é a melhor forma de enxergar essa história.

Confira os resultados do UFC Brooklyn

Henry Cejudo nocauteou TJ Dillashaw no primeiro round
Allen Crowder venceu Greg Hardy por desqualificação (golpe ilegal no segundo round)
Gregor Gillespie nocauteou Yancy Medeiros no segundo round
Joseph Benavidez venceu Dustin Ortiz na decisão dos juízes
Paige VanZant finalizou Rachael Ostovich no segundo round
Glover Teixeira finalizou Karl Roberson no primeiro round
Card preliminar
Donald Cerrone nocauteou Alexander Hernandez no segundo round
Joanne Calderwood venceu Ariane Lipski na decisão dos juízes
Alonzo Menifield nocauteou Vinicius Mamute no primeiro round
Cory Sandhagen finalizou Mario Bautista no primeiro round
Dennis Bermudez venceu Te Edwards na decisão dos juízes
Geoff Neal venceu Belal Muhammad na decisão dos juízes
Chance Rencountre finalizou Kyle Stewart no primeiro round

Comentários

3 Comentários

3 Comentários

  1. Pingback: O novo cinturão do UFC | Ganhador.com

  2. Pingback: Podcast MMA Ganhador #79 - UFC Brooklyn | Ganhador.com

  3. Pingback: UFC Fortaleza: Marlon x Assunção | Ganhador.com

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar